Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Revelação secundária e estigmatização:: a trajetória de jovens órfãos soronegativos cujos pais morreram de aids (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FONSECA, YONE XAVIER FELIPE DA - IP
  • USP Schools: IP
  • Subjects: SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; ORFÃOS; ESTIGMA; VULNERABILIDADE
  • Keywords: Revelação secundária; Disclosure
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste estudo foi compreender o modo como ocorre a revelação (ou não) da causa morte dos pais do ponto de vista dos jovens órfãos por aids. Descreveu-se a trajetória de vida de jovens órfãos soronegativos e os sentidos da orfandade para esses jovens. O processo de revelação é emblemático do cenário compartilhado pelas pessoas afetadas pela epidemia da aids também no contexto brasileiro, profundamente marcado pelos estigmas associados à aids. A revelação expressa uma mediação intersubjetiva central ao contexto da aids, mais raro na experiência de outros agravos de saúde. Quando o tema da revelação é abordado na literatura internacional, mais frequentemente trata do modo como profissionais de saúde devem revelar a soropositividade, do modo como pessoas vivendo com aids contam o seu diagnóstico para parceiros sexuais, filhos e profissionais de saúde e, em menor frequência, como órfãos revelam a própria sorologia ou a dos pais. O estudo de desenho qualitativo analisou entrevistas realizadas com treze jovens de ambos os sexos que, no momento da entrevista, estavam majoritariamente no final da adolescência. As entrevistas abordaram sua estrutura familiar e doméstica, suas lembranças e a experiência da perda dos pais e de orfandade. Exploramos na entrevista cenas de revelação da causa morte dos pais, especialmente como lidavam, como comunicavam, ou não, sobre a causa morte por aids para outras pessoas, nomeada como revelação secundária. Nenhum dos entrevistados seidentificou centralmente como órfão noção que é associada ao abandono. A trajetória de vida dos participantes indica que não estavam vivendo em condições de grande vulnerabilidade socioeconômica, quase todos trabalhavam e/ou estudavam e ninguém referiu ter sofrido discriminação na escola ou no trabalho, apesar de temerem a estigmatização e a discriminação que impede metade deles de revelar sua experiência pessoal com a aids. Observou-se que como em outros países, pais e/ou cuidadores tiveram dificuldades com a revelação do diagnóstico a seus filhos e que metade dos jovens não revelou a causa de morte dos pais por medo do estigma. A não revelação gerou o gerenciamento de um segredo de família e o desafio de dar conta de múltiplas revelações do comportamento dos pais e de outros segredos que o medo da discriminação produz
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.05.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300055506T RC114.8 F676r e.1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FONSECA, Yone Xavier Felipe da; PAIVA, Vera Silvia Facciolla. Revelação secundária e estigmatização:: a trajetória de jovens órfãos soronegativos cujos pais morreram de aids. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-05082015-160017/ >.
    • APA

      Fonseca, Y. X. F. da, & Paiva, V. S. F. (2015). Revelação secundária e estigmatização:: a trajetória de jovens órfãos soronegativos cujos pais morreram de aids. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-05082015-160017/
    • NLM

      Fonseca YXF da, Paiva VSF. Revelação secundária e estigmatização:: a trajetória de jovens órfãos soronegativos cujos pais morreram de aids [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-05082015-160017/
    • Vancouver

      Fonseca YXF da, Paiva VSF. Revelação secundária e estigmatização:: a trajetória de jovens órfãos soronegativos cujos pais morreram de aids [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-05082015-160017/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: