Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Regulação da microbiota intestinal de hospedeiros permissivo e não- permissivo por Cotesia flavipes (Cameron) (Hymenoptera: Braconidae) (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OLIVEIRA, NATHALIA CAVICHIOLLI DE - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Subjects: ECOLOGIA MICROBIANA; RELAÇÕES HOSPEDEIRO-PARASITA; INSETOS PARASITOIDES
  • Keywords: Simbiontes
  • Language: Português
  • Abstract: Parasitoides interferem no sistema imunológico de seus hospedeiros, influenciando a expressão de genes relacionados à resposta celular e humoral, podendo interferir na relação hospedeiro - microbiota intestinal. Além disso, parasitoides induzem alterações fisiológicas no hospedeiro que alteram o consumo e a utilização de alimento, e que podem influenciar a microbiata intestinal do mesmo. Alterações nessa microbiota poderiam afetar as relações e contribuições ao hospedeiro e, consequentemente, influenciar o desenvolvimento do próprio parasitoide. O objetivo deste trabalho foi o de verificar o efeito do parasitismo por Cotesia flavipes (Cameron) (Hymenoptera: Braconidae) na estrutura e no potencial funcional de contribuição da microbiota intestinal de Diatraea saccharalis (F.) (Lepidoptera: Crambidae), hospedeiro permissivo, e de Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae), hospedeiro não-permissivo. Além disso, buscou-se verificar se as secreções utilizadas pelo parasitoide (veneno, fluidos do cálice e virus simbionte) na regulação hospedeira estariam associadas à manipulação da microbiota intestinal do hospedeiro. O efeito do parasitismo na microbiota intestinal associada às porções antero-mediana e posterior do intestino dos hospedeiros estudados foi avaliado na fase inicial (1 DAP - dia após o parasitismo), intermediária (5 DAP) e final (9 DAP) do desenvolvimento larval do parasitoide. A avaliação foi feita por meio da comparação da diversidade e abundânciade bactérias associadas ao trato intestinal de D. saccharalis e S. frugiperda parasitadas ou não por C. flavipes. A caracterização das bactérias foi feita via análise metagenômica em plataforma Illumina MiSeq utilizando a região V4 do gene ribossomal 16S. O pacote de softwares QIIME foi utilizado para a atribuição taxonômica das mesmas e o potencial funcional foi inferido por meio do software PICRUSt. O parasitismo afetou a abundância e diversidade de unidades taxonômicas operacionais (UTOs) da microbiota intestinal da porção antero-mediana e posterior de ambos hospedeiros. As alterações observadas para as duas regiões intestinais investigadas não seguiram o mesmo padrão ao longo do desenvolvimento do parasitoide. As análises realizadas também demonstraram que as alterações da microbiota induzidas pelo parasitismo refletiram em alterações significativas no potencial funcional de contribuição da microbiota associada ao trato digestivo de D. saccharalis e S. frugiperda. As análises da microbiota de lagartas pseudo-parasitadas demonstraram que as secreções maternas injetadas pela fêmea do parasitoide no momento do parasitismo estão envolvidas, pelo menos parcialmente, com os processos que levam às modificações na diversidade e abundância da microbita intestinal hospedeira, assim como de seu potencial de contribuição funcional. Esses resultados indicam que outros fatores/alterações produzidos em condições normais de parasitismo, seja pela influência de secreções de teratócitose das próprias larvas do parasitoide em desenvolvimento também estão envolvidos na manipulação da microbiota hospedeira. Várias das alterações observadas no potencial de contribuição da microbiota intestinal do hospedeiro podem refletir sua qualidade nutricional e, consequentemente, favorecer sua exploração pelo parasitoide. Assim, o processo de regulação hospedeira por parasitoides se estende ao conjunto de organismos associados que compõem o holobionte representado pela lagarta hospedeira
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.07.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500127561OLIVEIRA, N. C. de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Nathalia Cavichiolli de; CÔNSOLI, Fernando Luis. Regulação da microbiota intestinal de hospedeiros permissivo e não- permissivo por Cotesia flavipes (Cameron) (Hymenoptera: Braconidae). 2015.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-17092015-173941/ >.
    • APA

      Oliveira, N. C. de, & Cônsoli, F. L. (2015). Regulação da microbiota intestinal de hospedeiros permissivo e não- permissivo por Cotesia flavipes (Cameron) (Hymenoptera: Braconidae). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-17092015-173941/
    • NLM

      Oliveira NC de, Cônsoli FL. Regulação da microbiota intestinal de hospedeiros permissivo e não- permissivo por Cotesia flavipes (Cameron) (Hymenoptera: Braconidae) [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-17092015-173941/
    • Vancouver

      Oliveira NC de, Cônsoli FL. Regulação da microbiota intestinal de hospedeiros permissivo e não- permissivo por Cotesia flavipes (Cameron) (Hymenoptera: Braconidae) [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-17092015-173941/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: