Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Tratamento do transtorno depressivo maior pós acidente vascular cerebral com Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC): ensaio-clínico, randomizado, duplo-cego (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VALIENGO, LEANDRO DA COSTA LANE - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: ESTIMULAÇÃO CEREBRAL; ENSAIO CLÍNICO CONTROLADO RANDOMIZADO; DEPRESSÃO; ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL; CÓRTEX PRÉ-FRONTAL
  • Keywords: Depressão; Depressive disorder major; Estimulação transcraniana por corrente contínua; Neuropsychiatry; Prefrontal cortex; Randomized controlled trial, Depression; Stroke; Transcranial direct current stimulation; Transtorno depressivo maior
  • Language: Português
  • Abstract: A depressão pós Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma condição desabilitante que ocorre em um terço dos casos. Há uma dificuldade no tratamento farmacológico devido a efeitos adversos e eficácia limitada. Recentemente, a estimulação trasncraniana por corrente contínua (ETCC) tem demonstrado eficácia no tratamento da depressão unipolar, apesar dos seus efeitos em depressões secundárias serem desconhecidos. O objetivo do estudo foi avaliar a eficácia e segurança da ETCC, uma intervenção não farmacológica, para depressão pós AVC (DPA), através de um ensaio clínico, randomizado, duplo-cego, sham-controlado. Foram incluídos quarenta e oito pacientes sem uso de antidepressivos com DPA foram igualmente divididos em 2 grupos que não diferiram em gênero, idade, gravidade do AVC ou da depressão e nem em outras variáveis clínicas. Foram realiadas 12 sessões de 30 minutos de ETCC com 2mA de corrente com ânodo à esquerda e cátodo à direita em córtex pré-frontal dorsolateral. Para a ETCC sham foi feita um minuto de estimulação somente, seguida por desligamento da máquina até um total de 30 minutos. Foi feita uma análise por intenção de tratamento, na qual o desfecho primário foi mudança na Hamilton Depression Rating Scale na sexta-semana (final). Resposta clínica e remissão foram desfechos secundários. Segurança foi avaliada usando um questionário de efeitos adversos, avaliação da cognição e a escala de mania de Young. A ETCC ativa foi significantemente superior a sham no desfecho final(diferença de médias de 4.7 pontos, IC95% de 2.1 a 7.3, P < 0.001). Taxas de resposta e remissão também foram estatisticamente maior no grupo ativo (37.5% e 20.8%, respectivamente) em relação ao grupo sham (4.1% e 0). O número necessário para tratar para resposta e remissão foi, respectivamente, 3 e 5. A região ou lado do AVC não predisse resposta. Nenhum efeito adverso grave foi relatado e a frequência dos efeitos adversos foi semelhante em ambos grupos. Pacientes e avaliadores foram cegados de forma efetiva. Este é o primeiro estudo controlado que mostra a eficácia da ETCC na DPA. Dessa forma, a ETCC pode ser uma opção terapêutica para esses pacientes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.07.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2718534-10W4.DB8^SP.USP^FM-2^V263tr^2015
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALIENGO, Leandro da Costa Lane; BRUNONI, André Russowsky; GOULART, Alessandra Carvalho. Tratamento do transtorno depressivo maior pós acidente vascular cerebral com Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC): ensaio-clínico, randomizado, duplo-cego. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-23092015-112216/ >.
    • APA

      Valiengo, L. da C. L., Brunoni, A. R., & Goulart, A. C. (2015). Tratamento do transtorno depressivo maior pós acidente vascular cerebral com Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC): ensaio-clínico, randomizado, duplo-cego. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-23092015-112216/
    • NLM

      Valiengo L da CL, Brunoni AR, Goulart AC. Tratamento do transtorno depressivo maior pós acidente vascular cerebral com Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC): ensaio-clínico, randomizado, duplo-cego [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-23092015-112216/
    • Vancouver

      Valiengo L da CL, Brunoni AR, Goulart AC. Tratamento do transtorno depressivo maior pós acidente vascular cerebral com Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC): ensaio-clínico, randomizado, duplo-cego [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-23092015-112216/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: