Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Prevalência de transtornos alimentares em gestantes: uma associação com ansiedade, depressão e atitudes alimentares (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS, AMANDA MAIHARA DOS - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: GRAVIDEZ DE ALTO RISCO; ANOREXIA NERVOSA; BULIMIA; TRANSTORNO DA COMPULSÃO ALIMENTAR; ANSIEDADE; DEPRESSÃO; ALIMENTAÇÃO HUMANA
  • Keywords: Anorexia nervosa; Ansiedade; Anxiety; Binge eating disorder; Bulimia nervosa; Depression; Eating disorders; High-risk pregnancy; Pica; Picacismo; Transtorno da compulsão Alimentar; Transtornos da alimentação
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O estado nutricional da gestante constitui importante fator para o desenvolvimento do feto e da gravidez saudável. Mulheres que apresentam ingestão inadequada de nutrientes têm maior probabilidade de desenvolver gestação de risco. Essa problemática é especialmente intensa quando a mulher apresenta quadro de transtorno alimentar (TA). Este trabalho abordou aspectos históricos, etiologia e epidemiologia dos TA, contemplou os critérios diagnósticos, concebeu os TA no período gravídico puerperal e dissertou sobre TA, sintomatologia ansiosa e depressiva. Os objetivos deste estudo foram determinar a prevalência de TA em gestantes com intercorrências clínicas e verificar a associação com sintomatologia ansiosa, depressiva e atitudes alimentares. Método: Estudo prospectivo transversal foi realizado com 913 gestantes com intercorrências clínicas que estavam no 2° ou 3° trimestre gestacional no ambulatório da Divisão de Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Foi utilizada entrevista dirigida, para avaliação de picacismo; o EAT-26, para avaliar as atitudes alimentares; Structured Clinical Interview for DSM Disorders, para diagnóstico clínico de TA e a escala Hospital Anxiety and Depression, para análise da sintomatologia ansiosa e depressiva. Os dados deste estudo foram submetidos à análise quantitativa e avaliados por meio do programa IBM SPSS for Windows versão 20.0. Resultados: constatou-se prevalência de transtorno alimentar em 7,6% (n=69) (IC 95%: 5,84%-9,28%), sendo 0,1% (n=1), anorexia nervosa; 0,7% (n=6), bulimia nervosa; 1,1% (n=10), transtorno da compulsão alimentar e 5,7%(n=52), picacismo. Encontrou-se significância estatística quando associado TA com as variáveis: religião (p=0,02), abortamento provocado anterior (p < 0,01), tempo de relacionamento (p=0,01), renda per capita (p=0,04), número de gestações (p < 0,01) e número de filhos vivos (p < 0,01). Quanto às atitudes alimentares, observou-se significância estatística com "sentir-se mal após comer doces" (p=0,02) e "passar muito tempo pensando em comida" (p < 0,01). Constatou-se ainda associação positiva com sintomatologia ansiosa (p < 0,01) e com sintomatologia depressiva (p < 0,01). Conclusão: a prevalência de TA encontrada (7,6%) e sua associação com sintomatologia ansiosa e depressiva, durante a gestação, apontam para a necessidade de cuidados especializados no que diz respeito à prevenção, diagnóstico e tratamento. Dada a importância da alimentação adequada no período gestacional, tanto no que diz respeito à saúde materna, quanto ao desenvolvimento fetal, torna-se necessário implementar, pelos profissionais de saúde, avaliação específica com protocolo predeterminado para diagnóstico de TA no período gestacional
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.07.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2718566-10W4.DB8^SP.USP^FM-1^S233pr^2015
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Amanda Maihara dos; BENUTE, Glaucia Rosana Guerra. Prevalência de transtornos alimentares em gestantes: uma associação com ansiedade, depressão e atitudes alimentares. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-23092015-145607/ >.
    • APA

      Santos, A. M. dos, & Benute, G. R. G. (2015). Prevalência de transtornos alimentares em gestantes: uma associação com ansiedade, depressão e atitudes alimentares. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-23092015-145607/
    • NLM

      Santos AM dos, Benute GRG. Prevalência de transtornos alimentares em gestantes: uma associação com ansiedade, depressão e atitudes alimentares [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-23092015-145607/
    • Vancouver

      Santos AM dos, Benute GRG. Prevalência de transtornos alimentares em gestantes: uma associação com ansiedade, depressão e atitudes alimentares [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-23092015-145607/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: