Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Percepções da cor da pessoa e do tipo angolano (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MIGUEL, DANIEL MBUTA - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Subjects: MOVIMENTOS IDEOLÓGICOS; IDENTIDADE ÉTNICA; ANGOLA (SOCIEDADE;POLÍTICA)
  • Keywords: 27 de maio de 1977; Angolanidade; Angolanness; Mulatidade; Mulattoness
  • Language: Português
  • Abstract: Tínhamos por objetivo estudar as determinações sociais do meio social angolano (constituído essencialmente pelos filhos da terra/país e nativos) e concernentes às realizações dos indivíduos deste grupo minoria demográfica na situação colonial e pós dominação portuguesa de Angola. No nível de crítica expositiva, acreditamos ter revelado uma perspectiva capaz de contemplar a relação de objetivação social entre os corpos ideais eleitos como tipo nacional, e entre as violências cometidas em Angola sempre "em nome do povo português" sub guarda-chuva do Estado colonial. Depois do 11 de Novembro de 1975, "em do povo angolano" sub guarda-chuva do Estado angolano, lembramos que segundo Agostinho Neto "quem comanda Angola é o MPLA" -, e "o povo angolano é o MPLA" e o "MPLA é povo angolano". Assim como os conflitos que alimentaram a partir da viragem no século XIX do foco imperial português, a hierarquização, como os lugares sociais e assimétricos dos corpos raciais e meios sociais existentes no atual território angolano. Só então na perspectiva ontológica que, em sustentação ao temário que compõe as relações sociais, privilegiamos a busca das categorizações inerentes às realizações racializadas e etnicizadas na viragem daquele século XIX - assim, como, durante a viragem do regime colonial ao regime do MPLA após o colonialismo. Num momento posterior, no nível de análise compreensiva, aderente à crítica expositiva, demonstra-se a operacionalização do temário utilizando como veículo da ideia ainterpretação, do 27 Maio de 1977 enquanto fenômeno primordial do estado angolano, e o lugar racial entre as partes envolvidas, e a população de maneira geral. Neste sacrifício original se realizou uma expiação e substituição da vítima sacrificial (o branco de primeira), no seu lugar se elegeu o autóctone, o preto indígena, enquanto grupo demográfico majoritário e potencialmente sociológico, é transformada em vítima substituta daquele português metropolitano. Assim, tentamos demonstrar que o 27 de Maio, foi uma violência original, que possibilitou o encontro entre os diferentes meios sociais e a normalização daqueles que seriam passíveis de compor a angolanidade, enquanto lugar norma de se e do se ser angolano. Ao tomarmos de empréstimo o método progressivo-regressivo queríamos caminhar num certo equilíbrio tensivo ao registro da gênese da negação de certos grupos étnicos e meios sociais, portadores de etnicidades extremadas, quantitativamente falando. Por fim apresentamos as percepções e significações de membros do antigo meio social angolano, hoje elite nacional ligada essencialmente ao MPLA, possuem diante das etnicidades extremadas, que os faz gerar toda uma linguagem e gramática racial. Que resulta nas categorizações sociais, classificações raciais e hierarquizações dos diferentes corpos existentes em Angola, assim, como a negação e desigualdades promovidas pelo estado.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.03.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH2724564-2013370N
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MIGUEL, Daniel Mbuta; MUNANGA, Kabengele. Percepções da cor da pessoa e do tipo angolano. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-06082015-105237/ >.
    • APA

      Miguel, D. M., & Munanga, K. (2015). Percepções da cor da pessoa e do tipo angolano. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-06082015-105237/
    • NLM

      Miguel DM, Munanga K. Percepções da cor da pessoa e do tipo angolano [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-06082015-105237/
    • Vancouver

      Miguel DM, Munanga K. Percepções da cor da pessoa e do tipo angolano [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-06082015-105237/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: