Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Antigo e novo nas intervenções em preexistências históricas: a experiência brasileira (1980-2010) (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NAHAS, PATRICIA VICECONTI - FAU
  • USP Schools: FAU
  • Sigla do Departamento: AUH
  • Subjects: ARQUITETURA (PRESERVAÇÃO;RESTAURAÇÃO); PATRIMÔNIO ARQUITETÔNICO (PRESERVAÇÃO;RESTAURAÇÃO); PATRIMÔNIO CULTURAL (PRESERVAÇÃO;RESTAURAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: A tese “Antigo e novo nas intervenções em preexistências históricas: a experiência brasileira (1980-2010)”, vem pautada na reflexão dos recentes diálogos entre antigo e novo, permanência e inovação, preservação e mudança, que fazem parte do cenário da produção arquitetônica contemporânea em que se assiste, cada vez mais, edifícios antigos tornarem-se parte de uma nova história da cidade. Observa-se que o que deveria ser exceção tornou-se prática constante no cenário da arquitetura atual: em um monumento de valor histórico e artístico nem sempre se tem como objetivo, em uma intervenção, preservar o seu protagonismo e transmiti-lo em sua essência para o futuro; nem sempre seus valores estéticos e suas características históricas são respeitados; nem sempre a intervenção tem como foco o monumento, mas sim a projetação do novo associada a ele. E o que deveria ser a prática usual virou exceção. Cada vez mais encontramos intervenções na preexistência que se distanciam do rigor metodológico do restauro. Com variadas denominações – restauro, reabilitação, readequação, revitalização, reciclagem –, as ações de intervenção operam sempre com a dimensão do tempo: o tempo de vida do monumento; o tempo durante o qual ele foi submetido à degradação; as sucessivas camadas de tempo que a ele foram acrescentadas pelas transformações por que passou; e o tempo que lhe resta como monumento vivo. A fim de esclarecer essas e outras questões decorrentes dessa abordagem, busca-se investigar como se articulam as premissas teóricas e os critérios de projeto adotados nas intervenções em edifícios de valor histórico e artístico – onde julgamos encontrar-se o cerne do problema – a partir do pensamento italiano de restauro, tendo como base, em especial, os princípios da Carta de Veneza para a análise das características e dos procedimentos utilizados nas intervenções sobre (Continua)(Continuação) preexistências históricas no Brasil nas últimas décadas. Foram estabelecidas oito tendências de intervenção mais recorrentes em um conjunto de obras analisadas, criando-se grupos com características semelhantes entre si, não totalmente rígidos e fechados, mas que, de alguma forma, pudessem facilitar a leitura das obras e caracterizar o panorama de intervenções no Brasil em relação ao campo disciplinar de restauro. Pretende-se promover a reflexão sobre esse tipo específico de produção ainda recente no Brasil e avaliar como essas intervenções se aproximam, ou não, do campo disciplinar de restauro. Portanto, tomando como referência uma série de obras pré-selecionadas, a intenção deste trabalho é averiguar as posturas, as características e os procedimentos que têm direcionado as intervenções em preexistências históricas no Brasil. O objetivo é analisar as escolhas feitas, verificando quais as tendências e posturas recorrentes e como elas dialogam com os procedimentos atuais sobre o restauro no campo internacional. Procurou-se avaliar a postura e procedimento de projeto a partir da excepcionalidade do monumento como objeto isolado e em seu contexto urbano, a sua função original, a sua destinação de uso, seus aspectos simbólicos e seus detalhes significativos. Dessa forma, foi possível aprofundar o estudo e caracterização de cada uma das tendências de intervenção. Para compreender o cenário brasileiro no que diz respeito à valorização de seu patrimônio e a materialização de quais valores, quais critérios e como os desafios da intervenção e conservação dos monumentos preexistentes são consumados na prática e, principalmente, como a palavra “restauro” vem sendo empregada na atualidade, foram analisadas, a partir de uma amostragem reduzida, 32 estudos de caso
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.05.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FAUPG20300018437043:72.025.3 N153a v.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NAHAS, Patricia Viceconti; SILVA, Fernanda Fernandes da. Antigo e novo nas intervenções em preexistências históricas: a experiência brasileira (1980-2010). 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16133/tde-08032016-151656/pt-br.php >.
    • APA

      Nahas, P. V., & Silva, F. F. da. (2015). Antigo e novo nas intervenções em preexistências históricas: a experiência brasileira (1980-2010). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16133/tde-08032016-151656/pt-br.php
    • NLM

      Nahas PV, Silva FF da. Antigo e novo nas intervenções em preexistências históricas: a experiência brasileira (1980-2010) [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16133/tde-08032016-151656/pt-br.php
    • Vancouver

      Nahas PV, Silva FF da. Antigo e novo nas intervenções em preexistências históricas: a experiência brasileira (1980-2010) [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16133/tde-08032016-151656/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: