Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Imagem corporal, autoestima e distress em doentes com câncer grastrointestinal com síndrome anorexia-caquexia (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ALBUQUERQUE, KARLA ALEXSANDRA DE - EE
  • USP Schools: EE
  • Sigla do Departamento: ENC
  • Subjects: ENFERMAGEM; NEOPLASIAS; IMAGEM CORPORAL; AUTOCONCEITO; ESTRESSE PSICOLÓGICO
  • Keywords: Autoimagem; Body Image; Cachexia; Caquexia; Neoplasms; Nursing; Self Concept; Stress; Psychological
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A imagem corporal, a autoestima, o distress e a Síndrome Anorexia-Caquexia (SAC) em doentes com câncer gastrointestinal são pouco conhecidas. Objetivos: caracterizar o perfil sociodemográfico, clínico, antropométrico, bioquímico e nutricional dos doentes e analisar a prevalência e os fatores independentemente associados à acurácia e insatisfação da imagem corporal, autoestima e distress em doentes com Pré-SAC, SAC e Sem SAC. Método: Estudo transversal com 378 adultos com câncer gastrointestinal, classificados nos grupos Pré-caquexia (Pré-SAC, 53 doentes, 14%), Caquexia (SAC, 122, 32,3%) e Sem Caquexia (Sem SAC, 203, 53,7%). Foram elegíveis aqueles com escolaridade 6 anos, KPS 60%, sem quadro infeccioso e anasarca. As análises univariadas e de regressão logística identificaram os fatores associados à imagem corporal, autoestima e distress. Resultados: A maioria dos doentes foi homem (55,3%), idade média de 53 anos. Os tumores mais frequentes foram cólon/sigmóide (29,6%) e reto/ânus (29,4%) e sem metástases (65,1%). O grupo SAC teve maior prevalência de tumor de esôfago/estômago, metástases, perda de peso, desnutrição moderada a grave e sintomas mais intensos, além de menor tempo de diagnóstico, menor KPS, menor ingesta alimentar, menores níveis de hemoglobina e albumina e maior nível de proteína C-reativa. A prevalência de acurácia do tamanho corporal foi 75,8% e de insatisfação foi 78,8%. A maior parte relatou autoestima alta (81,2%) e 51,8% referiram distress. No grupo Pré-SAC/SAC, foram fatores de risco para distorcer a imagem corporal, subestimando-a, sexo masculino e presença de metástase. Idade elevada foi fator protetor para subestimar o tamanho corporal.Sexo masculino e depressão moderada/intensa foram fatores de risco para aumentar o tamanho corporal. Quanto à insatisfação corporal, tumor de cólon/sigmóide e maior tempo de diagnóstico diminuíram o desejo de aumentar o tamanho corporal. O risco de autoestima alta foi aumentado por idade mais elevada e ausência de dor e diminuído por fadiga muito incapacitante e ansiedade intensa. Distress, neste grupo, teve como fatores de risco maior intensidade de ansiedade, prejuízo no sono e de alteração da sensação de bem-estar e como fator protetor maior tempo de diagnóstico. No grupo Sem SAC, ter maior KPS protegeu e ter companheiro e depressão leve foram fatores de risco para superestimação do tamanho corporal. Na insatisfação corporal, sexo masculino diminuiu o desejo de ser mais magro e tumor de cólon/sigmóide diminuiu o desejo de ser mais gordo. Ausência de impacto da fadiga na vida diária foi fator protetor para autoestima alta. Ansiedade e dispneia intensas aumentaram o risco de distress neste grupo. Conclusão: Os doentes do Grupo SAC eram mais debilitados clinicamente, com maiores alterações nutricionais e sintomas mais intensos. Subestimação e desejo de aumentar peso, menor autoestima e ter distress estavam relacionados a características clínicas, antropométricas, nutricionais ou sintomas presentes no Grupo SAC; o inverso estava relacionado ao Grupo Sem SAC. Variáveis sociodemográficas, clínicas e sintomas foram os fatores independentemente associados à IC, AE e DT nos grupos. A identificação de diversos fatores de risco e protetores para acurácia e insatisfação com a imagem corporal, piora da autoestima e ocorrência de distress permite o planejamento de ações que previnam ou controlem essas variações
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.05.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200027501T4563
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALBUQUERQUE, Karla Alexsandra de; PIMENTA, Cibele Andruccioli de Mattos. Imagem corporal, autoestima e distress em doentes com câncer grastrointestinal com síndrome anorexia-caquexia. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-24112015-125910/ >.
    • APA

      Albuquerque, K. A. de, & Pimenta, C. A. de M. (2015). Imagem corporal, autoestima e distress em doentes com câncer grastrointestinal com síndrome anorexia-caquexia. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-24112015-125910/
    • NLM

      Albuquerque KA de, Pimenta CA de M. Imagem corporal, autoestima e distress em doentes com câncer grastrointestinal com síndrome anorexia-caquexia [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-24112015-125910/
    • Vancouver

      Albuquerque KA de, Pimenta CA de M. Imagem corporal, autoestima e distress em doentes com câncer grastrointestinal com síndrome anorexia-caquexia [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-24112015-125910/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: