Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Qualidade das sementes e emergência da plântula de espécies de recobrimento para restauração de florestas estacionais semideciduais (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BRANT, HENRIQUE SARMENTO CALDEIRA - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: ÁRVORES FLORESTAIS; FLORESTAS (RESTAURAÇÃO); PLÂNTULAS; SEMENTES (QUALIDADE)
  • Keywords: Restauração ecológica; Semeadura direta
  • Language: Português
  • Abstract: Uma das técnicas de restauração ecológica de vegetação nativa testada é a semeadura direta ou plantio de sementes, que pode diminuir custos, facilitar a implantação e a adaptação rápida da espécie ao ambiente comparando ao plantio de mudas. Porém, essa técnica não suplantou o plantio de mudas e um dos questionamentos é sobre abaixa germinação das sementes e do desconhecimento das práticas adequadas de semeio. Portanto, nessa pesquisa avaliaram-se a qualidade, características e desempenho de sementes de cinco espécies florestais nativas, testando também algumas técnicas de semeio no campo. As sementes utilizadas são de espécies arbóreas de recobrimento: Croton floribundus, Croton urucurana, Guazuma ulmifolia, Solanum granulosoleprosum e Trema micrantha de dois lotes (um comprado no mercado e outro colhido pelo pesquisador no campo).A qualidade dessas sementes foi determinada por meio dos parâmetros físicos: pureza, teor de água, massa de mil sementes, largura, comprimento, área, circularidade, cor (sistemas RGB e banda G), peso e densidade aparente; fisiológicos: a velocidade e a taxa de emergência das plântulas e sanitário: avaliação dos fungos presentes nas sementes. Métodos para o beneficiamento dos lotes de sementes, a partir dos parâmetros físicos foram testados. E foram avaliadas a profundidade de semeadura e a emergência das plântulas das sementes tratadas e não-tratadas através do priming, testados em laboratório e em campo. A caracterização física dos lotes (compradoe colhido) foi semelhante (pureza e teor de água), as outras medidas físicas foram em geral diferentes entre os lotes e geralmente maiores para o lote colhido, e apenas para a G. ulmifolia o lote comprado foi superior. Fisiologicamente, os lotes (comprado e colhido) foram similares, porém o lote de G. ulmifolia comprado e de T. micrantha colhido emergiram mais, e as demais espécies foram semelhantes. O mesmo pode-se afirmar para o índice de velocidade de emergência das plântulas (IVEP), que também foram semelhantes entre os lotes, mas não para TMEP (Tempo Médio de Emergências das Plântulas). Para sanidade, os lotes colhidos obtiveram menor incidência de fungos fitopatogênicos. A densidade aparente foi a variável mais correlacionada com a emergência das sementes. Já as melhores profundidades de semeadura foram de 1 cm para a S. granulosoleprosum, 2 cm para a G. ulmifolia e de 1-2 cm para as demais espécies. O priming foi significativo, em laboratório, para C. floribundus em emergência, IVEP e TMEP, e T. micrantha em IVEP. Em campo, o priming reduziu o TMEP de C. floribundus e de T. micrantha, e melhorou o IVEP desta. As espécies mais recomendadas para semeadura direta a partir da emergência em campo são: S. granulosoleprosum >C. floribundus >G. ulmifolia >C. urucurana >T. micrantha. O monitoramento de emergência das plântulas pode ser realizado em 50 dias para S. granulosoleprosum, 65 dias para T. micrantha e 30 dias para as demais. Concluem-se que os lotes (comprados oucolhidos) são adequados, o uso da densidade aparente é o melhor método de beneficiamento e não houve benefícios significativos com o priming. Essas práticas podem ser empregadas em semeadura direta em restauração ecológica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.10.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500129106BRANT, H. S. C.
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRANT, Henrique Sarmento Caldeira; RODRIGUES, Ricardo Ribeiro. Qualidade das sementes e emergência da plântula de espécies de recobrimento para restauração de florestas estacionais semideciduais. 2015.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04012016-171441/ >.
    • APA

      Brant, H. S. C., & Rodrigues, R. R. (2015). Qualidade das sementes e emergência da plântula de espécies de recobrimento para restauração de florestas estacionais semideciduais. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04012016-171441/
    • NLM

      Brant HSC, Rodrigues RR. Qualidade das sementes e emergência da plântula de espécies de recobrimento para restauração de florestas estacionais semideciduais [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04012016-171441/
    • Vancouver

      Brant HSC, Rodrigues RR. Qualidade das sementes e emergência da plântula de espécies de recobrimento para restauração de florestas estacionais semideciduais [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04012016-171441/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: