Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estilo de vida e histórico de saúde de pessoas com e sem Acidente Vascular Encefálico (AVE): contribuições para a fonoaudiologia e ciências da saúde (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BASSI, ANA KAROLINA ZAMPRONIO - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Subjects: SAÚDE PÚBLICA; ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL; FONOAUDIOLOGIA; QUALIDADE DE VIDA; HIPERTENSÃO; DIABETES MELLITUS; HÁBITOS ALIMENTARES
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O AVC é a segunda maior causa de mortalidade no Brasil que ocorre muitas vezes devido ao descuido com a saúde e aumento dos fatores de risco como hipertensão arterial, tabagismo, diabetes mellitus além do estilo de vida. Objetivo: Comparar histórico de vida, saúde e hábitos entre adultos considerados saudáveis (GC) e pessoas acometidas (GE) pelo acidente vascular cerebral quanto às condições adequadas e inadequadas entre os sexos, raças e idade e testar o instrumento utilizado. Materiais e métodos: estudo foi composto por 144 participantes, sendo 72 de cada grupo (GC e GE) com pareamento dos mesmos quanto à idade, sexo e raça. A coleta ocorreu no Hospital e Pronto Socorro João Paulo II, no Centro de Convivência do Idoso da Secretaria Municipal de Saúde, Igreja Metodista Wesleyana e Praça Aluísio Ferreira. Foi utilizado o questionário com perguntas auto referidas com pontuações de 0 a 4 (0-nada, 1-muito pouco, 2-médio, 3-muito, 4-extremamente). Resultados: Obtiveram as piores médias para o GE taquicardia (GE 1,89, GC 0,79), formigamentos (GE 2,00, GC 0,83), diabetes (GE 2,36, GC 0,92), hipertensão (GE 6,14, GC 2,25), problemas cardíacos (GE 2,06, GC 0,72), suspeita de AVC pelo médico (GE 6,83, GC 0,53), ser fumante (GE 1,01, GC 0,33), consumo de refrigerante (GE 1,75, GC 1,19), presença de níveis aumentados de colesterol/ triglicerídeos/ glicose (GE 1,40, GC 0,82), utilização de algum tipo de medicação (GE 2,97, GC 0,97) e histórico familial de AVC (GE 3,58, GC 2,44), sendo estes, considerados fatores de risco para AVC. O sedentarismo foi maior no GC (GC 1,92, GE 0,56). Para as questões de condições adequadas, os piores resultados apresentados foram o GE quanto ao conhecimento sobre AVC (GE 3,17, GC 2,65), presença de dieta adequada (GE 3,08, GC 2,69), consumo de sucos (GE 1,88, GC 1,43), atividades físicas regulares (GE 3,39, GC 2,31), possuir condicionamentofísico (GE 2,74, GC 2,29) e prática de esportes (GE 3,92 e GC 2,75). As piores médias foram do GC apenas quanto à dieta saudável regular (GC 1,93, GE 1,51) e busca por hábitos saudáveis no que concerne o estilo de vida e alimentação (GC 2,08, GE 1,57). O sexo masculino obteve maior pontuação média (89,11, p=0,036) entre os sexos para o GE e a raça branca do GC apresentou maior pontuação média (70,17, p=0,011) não havendo correlação entre a idade e a pontuação total entre grupos. Ao testar o instrumento, encontrou-se ponto de corte de 68 com sensibilidade de 83,8% e especificidade de 68%. Conclusão: O sedentarismo apresentou pior pontuação para o GC; presença de histórico de taquicardia, formigamentos, diabetes, hipertensão, problemas cardíacos, suspeita de AVC, tabagismo, níveis alterados de colesterol/ triglicerídeos/glicose, consumo de refrigerantes utilização de medicamento e histórico familial de AVC tiveram piores resultados para o GE e ainda este grupo apresentou resultados piores quanto ao conhecimento anterior sobre AVC, possuir dieta adequada, frequência do consumo de sucos, realização de atividade físicas regulares, apresentar condicionamento físico e frequência na prática esportes podendo serem estes os fatores agravantes para desencadear o acometimento. A raça negra do GC apresentou os melhores resultados do questionário e o sexo feminino do GE apresentou os melhores achados do questionário. A pontuação 68,0 do instrumento poderá ser utilizado para Averiguar chances de desenvolver AVC.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.10.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB2747416-10B294e
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BASSI, Ana Karolina Zampronio; CALDANA, Magali de Lourdes. Estilo de vida e histórico de saúde de pessoas com e sem Acidente Vascular Encefálico (AVE): contribuições para a fonoaudiologia e ciências da saúde. 2015.Universidade de São Paulo, Bauru, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25144/tde-10032016-162413/publico/AnaKarolinaZampronioBassi_Rev.pdf >.
    • APA

      Bassi, A. K. Z., & Caldana, M. de L. (2015). Estilo de vida e histórico de saúde de pessoas com e sem Acidente Vascular Encefálico (AVE): contribuições para a fonoaudiologia e ciências da saúde. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25144/tde-10032016-162413/publico/AnaKarolinaZampronioBassi_Rev.pdf
    • NLM

      Bassi AKZ, Caldana M de L. Estilo de vida e histórico de saúde de pessoas com e sem Acidente Vascular Encefálico (AVE): contribuições para a fonoaudiologia e ciências da saúde [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25144/tde-10032016-162413/publico/AnaKarolinaZampronioBassi_Rev.pdf
    • Vancouver

      Bassi AKZ, Caldana M de L. Estilo de vida e histórico de saúde de pessoas com e sem Acidente Vascular Encefálico (AVE): contribuições para a fonoaudiologia e ciências da saúde [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25144/tde-10032016-162413/publico/AnaKarolinaZampronioBassi_Rev.pdf