Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo entre as ações do nimesulida, arnica montana homeopática e arnica montana fitoterápica: possíveis aplicações na terapêutica da doença periodontal e na rotina do consultório odontológico (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CABRESTÉ, ADRIANA - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Subjects: DOENÇAS PERIODONTAIS; ARNICA; ANTI-INFLAMATÓRIOS NÃO ESTEROIDES
  • Language: Português
  • Abstract: Trata-se de estudo comparativo para avaliar a atividade dos medicamentos nimesulida, Arnica TM, Arnica 6CH comparados com H2O no tratamento da Doença Periodontal experimental induzida por ligadura em ratos. Esta doença se caracteriza por processo inflamatório que pode evoluir até ao ligamento periodontal e tecido ósseo provocando perda óssea. Mediadores produzidos pelo hospedeiro e substâncias do biofilme são responsáveis pelos danos que podem levar até a perda do elemento dentário. O objetivo deste trabalho foi desenvolver estudo exploratório descritivo para analisar, aprofundar e comparar os efeitos das medicações citadas, investigando possíveis inovações no tratamento da doença periodontal. A metodologia consistiu em: 1) colocação, sob anestesia, da ligadura no primeiro molar inferior esquerdo. 2) administração diária por gavagem de H2O (controle) (1μl/g), nimesulida (1μl/g, de uma suspensão com 5mg/ml), Arnica TM (8μl/300g) ou Arnica 6CH (3,21μl/300g) durante 14, 21 e 28 dias a quatro grupos de ratos Wistar (n=30/ grupo); 3) eutanásia e coleta de material para análises histológica, da perda óssea e RT-PCR (alvos: TNF-α, COX-2, IL-6, OPG e RANKL); 4) análise estatística paramétrica realizada por ANOVA a um ou dois critérios, seguida do teste de Tukey, ou por análise não paramétrica por Kruskal-Wallis, seguido do método de Dunns, nível de significância de 5%. Quanto à perda óssea, não houve diferença estatística entre os grupos e nenhum dos tratamentos foi capaz de contê-la. Os escores para o infiltrado inflamatório não mostraram diferença significativa entre os grupos nos períodos estudados. Quanto ao escore geral, que envolve intensidade do infiltrado inflamatório, migração do epitélio juncional, integridade do cemento e da crista óssea alveolar, não houve diferença significativa entre os grupos nos períodos. Na expressão do RNAm para as citocinasvimos para o TNF-α não haver diferença significativa entre os grupos, quando se analisou isoladamente os períodos de 14 e 28 dias. No entanto, no período de 21 dias, houve redução significativa no grupo nimesulida comparado ao grupo Arnica 6CH (∗p<0,05). Para a COX-2, não houve diferença significativa quanto à expressão do RNAm entre os grupos, analisando isoladamente cada período de estudo, sendo nítida a redução desta expressão no grupo Arnica 6CH em todos os períodos; para a IL-6, OPG e RANKL não houve diferença significativa quanto à expressão do RNAm entre os grupos nos períodos estudados. No entanto, no grupo Arnica 6CH nota-se tendência nítida para o aumento da expressão do RNAm para OPG, ao longo do tempo. Comparando com o grupo H2O a ação de cada medicamento quanto à expressão do RNAm para todas as citocinas, considerando o conjunto dos 3 períodos, vê-se redução significativa para a expressão de RNAm para COX-2 e RANKL após o tratamento com Arnica 6CH (∗p<0,05). O mesmo pode ser visto para a nimesulida quando se estuda a expressão do RNAm para RANKL (∗p<0,05). No estudo ficaram destacados os efeitos biológicos da Arnica 6CH sobre a leitura e transcrição do DNA, notadamente sobre genes relacionados à perda óssea, o que vislumbra a possibilidade de sua utilização terapêutica.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.10.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB2747870-10C112e
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CABRESTÉ, Adriana; FARIA, Flavio Augusto Cardoso de. Estudo comparativo entre as ações do nimesulida, arnica montana homeopática e arnica montana fitoterápica: possíveis aplicações na terapêutica da doença periodontal e na rotina do consultório odontológico. 2015.Universidade de São Paulo, Bauru, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-10032016-101114/publico/AdrianaCabestre_Rev.pdf >.
    • APA

      Cabresté, A., & Faria, F. A. C. de. (2015). Estudo comparativo entre as ações do nimesulida, arnica montana homeopática e arnica montana fitoterápica: possíveis aplicações na terapêutica da doença periodontal e na rotina do consultório odontológico. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-10032016-101114/publico/AdrianaCabestre_Rev.pdf
    • NLM

      Cabresté A, Faria FAC de. Estudo comparativo entre as ações do nimesulida, arnica montana homeopática e arnica montana fitoterápica: possíveis aplicações na terapêutica da doença periodontal e na rotina do consultório odontológico [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-10032016-101114/publico/AdrianaCabestre_Rev.pdf
    • Vancouver

      Cabresté A, Faria FAC de. Estudo comparativo entre as ações do nimesulida, arnica montana homeopática e arnica montana fitoterápica: possíveis aplicações na terapêutica da doença periodontal e na rotina do consultório odontológico [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-10032016-101114/publico/AdrianaCabestre_Rev.pdf

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: