Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Caracterização do funcionamento cognitivo de crianças escolares expostas ao álcool na gestação (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RORIZ, SARAH TEÓFILO DE SÁ - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA; SÍNDROME ALCOÓLICA FETAL; DESENVOLVIMENTO INFANTIL
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Pesquisas mostram que a exposição ao álcool no período gestacional pode acarretar além de malformações congênitas, deficiência intelectual, distúrbios do neurodesenvolvimento e distúrbios comportamentais. A apresentação dos sintomas pode ser completa ou parcial, variando num espectro, o qual recebe a denominação de Fetal Alcohol Spectrum Disorders (FASD). Quando os sintomas estão todos presentes, o diagnóstico clínico é de Síndrome Fetal do Álcool. O termo FASD é bastante amplo e não é considerado um diagnóstico clínico, podendo se referir tanto a disfunções físicas, quanto mentais, comportamentais e de aprendizado, o que acaba dificultando a detecção precoce deste quadro e início prévio do tratamento. Sabe-se ainda que o consumo de álcool durante a gestação aumenta o risco de disfunções cognitivas no indivíduo concebido, sendo a caracterização dessas alterações muito importantes para um melhor conhecimento do quadro e intervenções precoces. Objetivo: estudar as alterações cognitivas encontradas em crianças expostas ao álcool no período da gestação, utilizando como método de avaliação a realização de avaliação neuropsicológica para um melhor entendimento dos efeitos neuroteratogênicos do álcool no organismo, assim como, para identificar padrões específicos de alterações cognitivas que poderiam vir a atuar como possíveis marcadores clínicos nestes indivíduos. Métodos: foram avaliadas 56 crianças com média de 12 anos de idade, sendo 28 expostas ao álcool no período gestacional e 28 não expostas. Como critério de exposição gestacional ao álcool foi considerado valores maiores que zero para os escores do questionário T-ACE, conforme sua aplicação original, no estudo GESTA-ÁLCOOL, no final do terceiro trimestre da gestação. Adicionalmente, foi verificada a ausência de respostas positivas às questões da entrevista maternana gestação sobre frequência de consumo de bebidas alcoólicas, na semana, no mês e no trimestre gestacional. Também foi verificada a ausência de diagnóstico clínico de uso nocivo ou dependência ao álcool. A concomitância de negatividade em todas as questões acima mencionadas foi considerada como critério para não exposição ao álcool na gestação, e qualificação da criança para inclusão no grupo controle. Foi utilizada uma bateria de testes neuropsicológicos para avaliar o funcionamento cognitivo das crianças e as análises estatísticas foram realizadas através do programa SPSS. Os dois grupos apresentaram distribuição semelhante quanto à idade, escolaridade, sexo, gênero, lateralidade, QI, peso, estatura e perímetro cefálico ao nascer, renda familiar e escolaridade materna. Os grupos também apresentaram um bom funcionamento intelectual (QI≥74) Resultados: as crianças expostas apresentaram maior impulsividade por desatenção, assim como dificuldades de praxia construtiva, memória visual e fluência verbal semântica quando comparadas ao grupo controle. Conclusão: a exposição fetal ao álcool no período gestacional esteve associada com comprometimento cognitivo, mesmo em uma amostra com baixa exposição e bom funcionamento intelectual
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.09.2015

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200068022Roriz, Sarah Teófilo de Sá
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RORIZ, Sarah Teófilo de Sá; FURTADO, Erikson Felipe. Caracterização do funcionamento cognitivo de crianças escolares expostas ao álcool na gestação. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015.
    • APA

      Roriz, S. T. de S., & Furtado, E. F. (2015). Caracterização do funcionamento cognitivo de crianças escolares expostas ao álcool na gestação. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Roriz ST de S, Furtado EF. Caracterização do funcionamento cognitivo de crianças escolares expostas ao álcool na gestação. 2015 ;
    • Vancouver

      Roriz ST de S, Furtado EF. Caracterização do funcionamento cognitivo de crianças escolares expostas ao álcool na gestação. 2015 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: