Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Fenótipo e multipotencialidade de células progenitoras de membrana amniótica de Coelho (Oryctolagus cuniculus) (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BORGHESI, JéSSICA - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Subjects: ÂMNIO; CÉLULAS-TRONCO; COELHOS
  • Keywords: Amnion; Multipotencialidade; Multipotentiality; Rabbit; Stem cells
  • Language: Português
  • Abstract: As células tronco possuem a capacidade de auto renovação ilimitada e de se manterem indiferenciadas durante um período prolongado de tempo, até se diferenciarem em uma linhagem celular específica. Devido as dificuldades encontradas na utilização de células embrionárias por questões éticas, de segurança e histocompatibilidade e a limitada plasticidade das células tronco adultas, as células tronco fetais, derivadas de tecidos extraembrionários, aparecem no cenário terapêutico como uma alternativa promissora. Uma vez que apresentam alta capacidade de proliferação e expansão in vitro, além de sua característica imunogênica, por se encontrarem na interface materno fetal. Por conta destas características, a membrana amniótica surgiu como uma nova e importante fonte de células tronco em diferentes espécies. Neste trabalho, foram utilizados 8 fetos de coelhos para a coleta da membrana amniótica. A membrana foi isolada pela técnica de explante, as amostras foram cultivadas em meio DMEM-HIGH, e posteriormente criopreservadas nas passagens P4 e P8 para realizar os experimentos. Em cultivo, essas células apresentaram aderência a placa, alta capacidade de proliferação e morfologia semelhante à fibroblastos. Na caracterização imunofenotípica, houve expressão de marcadores de citoesqueleto, de células mesenquimais, proliferação, pluripotência e para precursores de células hematopoiéticas, embora não tenha ocorrido a expressão de marcadores de células hematopoiéticas (CD-45) e de célulasprecursoras neuronais. Quando induzidas a diferenciação in vitro, as células amnióticas tiveram capacidade de se diferenciarem nas linhagens osteogênica, adipogênica e condrogênica. Além disso, quando injetadas em camundongos nude, não foi verificada a formação de tumor. Nossos resultados demostram que células de membrana amniótica de coelho podem ser consideradas células tronco mesenquimais com possibilidade de serem utilizadas no futuro na terapia celular
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.01.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300085454T.3063 FMVZ
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BORGHESI, Jéssica; FAVARON, Phelipe Oliveira. Fenótipo e multipotencialidade de células progenitoras de membrana amniótica de Coelho (Oryctolagus cuniculus). 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-19082015-160812/ >.
    • APA

      Borghesi, J., & Favaron, P. O. (2015). Fenótipo e multipotencialidade de células progenitoras de membrana amniótica de Coelho (Oryctolagus cuniculus). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-19082015-160812/
    • NLM

      Borghesi J, Favaron PO. Fenótipo e multipotencialidade de células progenitoras de membrana amniótica de Coelho (Oryctolagus cuniculus) [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-19082015-160812/
    • Vancouver

      Borghesi J, Favaron PO. Fenótipo e multipotencialidade de células progenitoras de membrana amniótica de Coelho (Oryctolagus cuniculus) [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-19082015-160812/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: