Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Adaptação cultural e validação do instrumento The Barriers to Research Utilization Scale: versão para o português brasileiro (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FERREIRA, MARIA BEATRIZ GUIMARÃES - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: ENFERMAGEM; PESQUISA; ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS
  • Keywords: Barreiras; Barriers; Evidence-Based Practice; Nursing; Prática Baseada em Evidências; Research
  • Language: Português
  • Abstract: A cobrança da sociedade pela melhoria da qualidade dos serviços de saúde implica na busca de ações pela enfermagem, para a implementação da Prática Baseada em Evidências (PBE), uma vez que a assistência, pautada em evidências geradas por meio de métodos científicos, pode contribuir para aumentar os resultados do cuidado de saúde. A utilização de resultados de pesquisas na prática clínica é um dos componentes da PBE, entretanto, ainda, é desafio para a enfermagem. Assim, dentre as ações que podem minimizar a lacuna entre o conhecimento produzido e sua aplicação, está a identificação de barreiras que impedem a interdependência entre pesquisa e prática. O presente estudo teve como objetivos gerais: realizar a adaptação cultural do instrumento The Barriers to Research Utilization Scale e analisar as propriedades métricas de validade e confiabilidade do instrumento The Barriers Scale, versão para o português brasileiro. Trata-se de pesquisa metodológica conduzida por meio das seguintes etapas: processo de adaptação cultural - tradução e retrotradução; validade de face e conteúdo - Comitê de Juízes; validade de construto - dimensionalidade e grupos conhecidos e análise de confiabilidade - teste-reteste. The Barriers Scale possui 29 itens distribuídos em quatro fatores, a saber: Fator 1 - Enfermeiro, Fator 2 - Organização, Fator 3 - Pesquisa e Fator 4 - Comunicação, com valores de respostas que variam de 1(inexistente) a 4 (enorme), sendo que os valores maiores refletem maiores barreiras para utilização de resultados de pesquisas na prática. Os dados foram coletados em dois hospitais, por meio da aplicação de um instrumento para caracterização sociodemográfica e profissional dos enfermeiros e The Barriers Scale - versão para o português brasileiro, no período de outubro de 2014 a junho de 2015, com a participação de 335 enfermeiros. O nível de significância foi de 0,05. Os resultados evidenciaram que a maioria dos participantes era do sexo feminino (88,7%), com idade média de 33,9 anos, solteiros, mestres, com um único vínculo empregatício e em regime celetista. A maioria dos enfermeiros não havia realizado curso sobre a utilização de resultados de pesquisas, na prática clínica (85,1%), e desenvolvia ou já tinha conduzido pesquisas em enfermagem (68,4%). Na avaliação das propriedades métricas, a análise fatorial confirmatória demonstrou que a versão para o português brasileiro, composta por quatro fatores, está adequadamente ajustada à estrutura dimensional, originalmente proposta pela autora principal. A validade de construto foi determinada por grupos conhecidos, os resultados demonstraram diferenças estatisticamente significativas, sendo que os enfermeiros que atuavam em instituição, com cultura organizacional direcionada para a PBE, eram mestres ou doutores, tinham características favoráveis à PBE e identificaram menores barreiras para aimplementação de resultados de pesquisas, na prática clínica. A confiabilidade, avaliada em intervalo de sete dias, indicou valores apropriados para o Coeficiente de Correlação Intraclasse, entre 0,75 e 0,84, e com diferença estatisticamente significativa. A avaliação da consistência interna demonstrou valor adequado para a versão para o português brasileiro de The Barriers Scale (? de Cronbach=0,92). Concluiu-se que The Barriers Scale, versão para o português brasileiro, é válida e confiável na amostra estudada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.11.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EERP10400030869Ferreira, maria Beatriz Guimarães
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Maria Beatriz Guimarães; GALVAO, Cristina Maria. Adaptação cultural e validação do instrumento The Barriers to Research Utilization Scale: versão para o português brasileiro. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-24022016-190316/ >.
    • APA

      Ferreira, M. B. G., & Galvao, C. M. (2015). Adaptação cultural e validação do instrumento The Barriers to Research Utilization Scale: versão para o português brasileiro. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-24022016-190316/
    • NLM

      Ferreira MBG, Galvao CM. Adaptação cultural e validação do instrumento The Barriers to Research Utilization Scale: versão para o português brasileiro [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-24022016-190316/
    • Vancouver

      Ferreira MBG, Galvao CM. Adaptação cultural e validação do instrumento The Barriers to Research Utilization Scale: versão para o português brasileiro [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-24022016-190316/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: