Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo do efeito da injeção de PRP e concentrado de medula óssea sobre o reparo de defeitos condrais experimentalmente induzidos e tratados com microfraturas e ácido hialurônico (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARVALHO, PEDRO HENRIQUE DE - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Subjects: CARTILAGEM ARTICULAR; MEDULA ÓSSEA DE ANIMAL; PLAQUETAS SANGUÍNEAS; PLASMA
  • Keywords: Ácido hialurônico; bone marrow concentrate; Chondral defect; Concentrado de medula óssea; Defeito condral; Hyaluronic acid; Microfracture; Microfratura; Plasma rico em plaquetas; Platelet-rich plasma
  • Language: Português
  • Abstract: Defeitos de cartilagem e a mais comum doença articular, a osteoartrite, são caracterizadas pela destruição da cartilagem articular, e consequentemente na perda da função articular em humanos e animais. As estratégias atuais de tratamento, conservativas e cirúrgicas, são insuficientes: não resultam em restauração total da cartilagem hialina, e, portanto trazem um prognóstico reservado a longo prazo. O presente estudo tem por objetivo avaliar os efeitos do administração conjunta de concentrado de medula óssea, plasma rico em plaqueta sobre lesões condrais experimentalmente induzidas e tratadas com microfraturas e ácido hialuronico. Foram utilizadas as articulações metacarpofalangeana de 6 éguas, as quais foram divididas em 2 grupos aleatoriamente e cego. Foram feitos defeitos condrais totais através de artroscopia e, todos foram tratados com microfraturas e ácido hialurônico no transoperatório (M 0) sendo, esse repetido após 15 dias (M 15) e 30 dias (M 30). Grupo C (controle) e grupo T (tratado). O grupo T foi tratado com aspirado concentrado de células tronco de medula óssea adicionada ao plasma rico em plaquetas (PRP), os quais foram injetados na articulação no final da cirurgia (M0). O grupo T recebeu ainda 2 aplicações articulares adicionais de PRP em 15 dias (M 15) e 30 dias (M 30). As seguintes avaliações foram realizadas: exame clínico de claudicação, ultrassonografia, estudo radiográfico, avaliações de líquido sinovial (físico, bioquímico e citológico). As avaliaçõesforam realizadas antes da cirurgia (M 0), com 3, 5 e 7 dias. Posteriormente a cada 15 dias (M 15, M 30, M 45 e M 60) e os 3 últimos momentos foram aos 90 (M90), 120 (M120) e 210 (M210) dias. Ao final do experimento os animais foram enviados para abate comercial. Foram verificadas diferenças estatísticas (p<0,05) entre o grupo tratado e controle para avaliação de proteínas no líquido sinovial corrigido por uréia em 3, 5 e 7 dias; para PGE2 no líquido sinovial em 3 e 5 dias onde para ambas as variáveis com maiores valores para o grupo tratado. Já a concentração de ácido hialurônico apresentou maiores valores (p<0,05) em 3, 45 e 90 dias no grupo controle. Para as demais variáveis não houve diferença estatística entre o grupo tratado e controle. Porém, notou-se medianas maiores para condroitin sulfato em 3 e 5 dias no grupo controle. Notavelmente, o grupo tratado apresentou melhor escore macroscópico na avaliação do tecido de reparo. Contudo, a administração intra-articular de concentrado de medula óssea e plasma rico em plaquetas sobre lesões condrais induzidas e tratadas com microfraturas e ácido hialurônico produziu uma reação articular transitória, principalmente nos primeiros 60 dias, e foi evidenciado pelo aumento de PGE2 e proteínas no líquido sinovial, bem como, claudicação, dor a flexão passiva, diminuição da mobilidade articular e aumento de volume articular. No entanto, o tratamento produziu um efeito condroprotetor e anabólico sobre tecido de reparo formado, uma vez que o grupo tratado apresentou menor concentração de ácido hialurônico 3, 45 e 90 dias e melhor escore macroscópico ICRS aos 210 dias
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.02.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300085461T.3087 FMVZ
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Pedro Henrique de; SILVA, Luis Claudio Lopes Correia da. Estudo do efeito da injeção de PRP e concentrado de medula óssea sobre o reparo de defeitos condrais experimentalmente induzidos e tratados com microfraturas e ácido hialurônico. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-16092015-153526/ >.
    • APA

      Carvalho, P. H. de, & Silva, L. C. L. C. da. (2015). Estudo do efeito da injeção de PRP e concentrado de medula óssea sobre o reparo de defeitos condrais experimentalmente induzidos e tratados com microfraturas e ácido hialurônico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-16092015-153526/
    • NLM

      Carvalho PH de, Silva LCLC da. Estudo do efeito da injeção de PRP e concentrado de medula óssea sobre o reparo de defeitos condrais experimentalmente induzidos e tratados com microfraturas e ácido hialurônico [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-16092015-153526/
    • Vancouver

      Carvalho PH de, Silva LCLC da. Estudo do efeito da injeção de PRP e concentrado de medula óssea sobre o reparo de defeitos condrais experimentalmente induzidos e tratados com microfraturas e ácido hialurônico [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10137/tde-16092015-153526/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: