Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

As contribuições de Henry Allan Gleason para a Ecologia, um estudo histórico: o desenvolvimento do conceito individualístico de associação de plantas (1917-1939) (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PIQUERAS, MARCOS MADEIRA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Subjects: ECOLOGIA; ECOLOGIA VEGETAL
  • Keywords: História da Ecologia História da Ecologia Vegetal conceito individualístico Henry Allan Gleason; século XX; História da Ecologia Vegetal; conceito individualístico Henry Allan Gleason; século XX; History of Ecology History of Plant Ecology individualistic concept; Henry Allan Gleason; century XX
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desta pesquisa é apresentar um estudo, sob o ponto de vista histórico, sobre as ideias do botânico e taxonomista americano Henry Allan Gleason (1882-1975) referentes ao conceito individualístico de associação de plantas. Nas décadas iniciais do século XX, as ideias do ecólogo americano Frederic Edward Clements (1874-1945) sobre a dinâmica da vegetação e sobre sucessão ecológica eram prevalecentes. Porém, a discordância dessas ideias parece ter levado Gleason a propor inicialmente o conceito individualístico da ecologia e, posteriormente, o conceito individualístico de associação de plantas. O desenvolvimento do conceito individualístico proposto por Gleason pode ser analisado, principalmente, por meio de suas obras dos anos de 1917, 1926 e 1939. Além dessas, nas quais Gleason refere-se especificamente ao conceito individualístico, outras obras estão sendo consideradas, como seu artigo publicado no ano de 1909, no qual discutiu sobre algumas questões fitogeográficas e ecológicas que influenciariam a distribuição de pradarias e florestas; seu artigo publicado em 1910, no qual apresentou o primeiro indício da sua visão individualística, e seu artigo publicado em 1927, no qual ele discorreu sobre os processos de sucessão em diferentes locais. A partir da análise de obras originais de Gleason e Clements, bem como mediante os relatos das fontes secundárias considerando o contexto da época, procurar-se-á evidências que mostrem o entendimento de Gleason sobre os estudosecológicos e suas contribuições ao arcabouço teórico da Ecologia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.12.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800049837Piqueras, Marcos Madera
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PIQUERAS, Marcos Madeira; FERNANDEZ, Fernanda da Rocha Brando. As contribuições de Henry Allan Gleason para a Ecologia, um estudo histórico: o desenvolvimento do conceito individualístico de associação de plantas (1917-1939). 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59139/tde-22012016-141913/ >.
    • APA

      Piqueras, M. M., & Fernandez, F. da R. B. (2015). As contribuições de Henry Allan Gleason para a Ecologia, um estudo histórico: o desenvolvimento do conceito individualístico de associação de plantas (1917-1939). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59139/tde-22012016-141913/
    • NLM

      Piqueras MM, Fernandez F da RB. As contribuições de Henry Allan Gleason para a Ecologia, um estudo histórico: o desenvolvimento do conceito individualístico de associação de plantas (1917-1939) [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59139/tde-22012016-141913/
    • Vancouver

      Piqueras MM, Fernandez F da RB. As contribuições de Henry Allan Gleason para a Ecologia, um estudo histórico: o desenvolvimento do conceito individualístico de associação de plantas (1917-1939) [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59139/tde-22012016-141913/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: