Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Atividade, transição de fase e efeito de mídia em um modelo sociocultural (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: REIA, SANDRO MARTINELLI - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Subjects: GEOMETRIA E MODELAGEM COMPUTACIONAL; MODELOS MATEMÁTICOS
  • Keywords: Axelrod's model; Complex systems; Dinâmica Social; Modelo de Axelrod; Phase Transition; Sistemas Complexos; Social Dynamics; Transição de Fase
  • Language: Português
  • Abstract: A existência de opiniões distintas em uma sociedade na qual indivíduos interagem constantemente atraiu o interesse de cientistas sociais e físicos estatísticos. Em 1997, Robert Axelrod propôs um modelo vetorial para o estudo da formação de domínios culturais diferentes em uma rede de agentes interagentes. Nesse modelo, os agentes são representados por um vetor de F componentes em que cada componente assume um dentre Q estados inteiros. O modelo apresenta uma transição de um estado monocultural (ordenado) para um estado multicultural (desordenado) que tem sido estudada na literatura através de parâmetros de ordem tais como o tamanho relativo do maior domínio cultural (S) e a fração de domínios culturais diferentes (g). Desde então, propriedades como robustez à introdução de ruídos, à variação de topologia e à introdução de campos local, global e externo foram investigadas. Nosso trabalho está organizado em três partes principais. Na primeira, apresentamos a proposta de novas medidas baseadas no conceito de atividade por agente para o estudo do modelo de Axelrod na rede quadrada. Mostramos que a variância da atividade do sistema (A) pode ser usada para indicar os pontos de transição e que sua distribuição de frequência pode indicar a ordem da transição. Na segunda, estimamos o diagrama de fases no plano (F,Q) e comparamos resultados obtidos em redes com condição de contorno aberta e fechada. Para isso, utilizamos as susceptibilidades dos parâmetros de ordem S e A paradeterminar os valores críticos Qc(F) para alguns valores de F. Na terceira, analisamos a formação de domínios culturais com a introdução de agentes persistentes para modelar efeitos de mídia interna. Nossos resultados revelam uma dependência de Qc com a probabilidade de ocupação p de agentes persistentes que nos permite obter o diagrama de fases no plano (p,Q). Interpretamos a linha crítica como resultado da competição de duas forças opostas (denominadas efeito de barreira e efeito de ligação) causadas por agentes não-persistentes que aderem aos persistentes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.12.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800049855Reia, Sandro Martinelli
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REIA, Sandro Martinelli; NEVES, Ubiraci Pereira da Costa. Atividade, transição de fase e efeito de mídia em um modelo sociocultural. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59135/tde-12022016-032647/ >.
    • APA

      Reia, S. M., & Neves, U. P. da C. (2015). Atividade, transição de fase e efeito de mídia em um modelo sociocultural. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59135/tde-12022016-032647/
    • NLM

      Reia SM, Neves UP da C. Atividade, transição de fase e efeito de mídia em um modelo sociocultural [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59135/tde-12022016-032647/
    • Vancouver

      Reia SM, Neves UP da C. Atividade, transição de fase e efeito de mídia em um modelo sociocultural [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59135/tde-12022016-032647/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: