Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Utilização da associação de opiniões de múltiplos avaliadores com a análise de “gaps” na avaliação das habilidades de comunicação no ensino médico brasileiro (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: AMARAL, ANNA BEATRIZ COSTA NEVES DO - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: COMUNICAÇÃO; EDUCAÇÃO MÉDICA; ESTUDOS DE VALIDAÇÃO; MEDICINA
  • Keywords: Gap análise; Opinião de múltiplos avaliadores; Communication; Gap analysis; Multirater feedback; Teaching; Validation studies
  • Language: Português
  • Abstract: Os novos currículos das escolas médicas brasileiras privilegiam em seu plano de ensino o cuidado com o paciente, conhecimento médico e do sistema de saúde, profissionalismo, prática baseada em problemas e habilidades interpessoais de comunicação. Um dos métodos para avaliar as habilidades de comunicação é, a partir da observação de situações clínicas simuladas, associar a opinião de múltiplos avaliadores e a análise de gaps com base nos itens do Consenso Kalamazoo ampliado. O objetivo final é produzir feedback construtivo para o aluno na relação com a equipe multiprofissional, os pacientes e seus familiares. O instrumento Gap-Kalamazoo Communication Skills Assessment Form (GKCSAF) foi traduzido, adaptado culturalmente para a língua portuguesa do Brasil e validado. Foram avaliadas na validação qualidade, confiabilidade e análise fatorial exploratória dos itens. A versão final em português foi aplicada a médicos residentes, equipe multiprofissional, facilitadores e atores nas áreas de Oncologia, UTI Neonatal e UTI Pediátrica. As opiniões dos avaliadores foram associadas a análise de gaps utilizando-se estatística descritiva e o resultado final foi oferecido como feedback por escrito para cada participante. O produto das duas traduções iniciais conciliadas foi retrotraduzido e avaliado pelo autor do método que sugeriu ajuste em 3 termos. Cinco das 86 sentenças avaliadas durante as 4 rodadas do método Delphi modificado mantiveram-se discordantes. 21 participantes responderam ao pré-teste e 9 sugestões de adaptação cultural foram reescritas, gerando a versão final. Dos 37 participantes do processo de validação, 84% eram do sexo feminino e 76% não receberam formação em comunicação em saúde. Todos os participantes consideraram o instrumento de fácil compreensão. A consistência interna (Alfa-Cronbach = 0,818) e a confiabilidade do teste-reteste(coeficiente de correlação intraclasse = 0,942) foram adequadas. A análise fatorial exploratória verificou a unidimensionalidade da escala. Foram realizadas 8 cenas simuladas, com duração média de 7 minutos, totalizando 104 avaliações. Todas as cenas possuem padrões diversos de correlação entre as médias de avaliação dos grupos de observadores e 75% tinham pontuação na escala Likert maior ou igual a 3 nos nove itens de comunicação. Houve destaque para a adequada transmissão de informações precisas e os itens que necessitam melhorar variaram em cada simulação. Nas auto-avaliações, as sub-avaliações foram frequentes, com 43 apontamentos. Em duas cenas houveram itens com super avaliações, uma com 8 itens e outra com 1 item. Destes 52 apontamentos, 10 (19%) são coincidentes com a opinião dos observadores. A tradução em etapas originou versão adequada para a língua portuguesa do ponto de vista linguístico e técnico. As propriedades psicométricas foram semelhantes às do instrumento original. Os dados obtidos no ambiente simulado puderam identificar lacunas da comunicação interpessoal em questões específicas, abordadas em momento de feedback formativo e auto-reflexão. Este método envolve toda a equipe de saúde, é prático e reproduzível em instituições de ensino brasileiras. Sua inclusão no currículo atual pode aprimorar de maneira continuada a relação médico-paciente-cuidador-equipe
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.12.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200068098Amaral, Anna Beatriz C. N. do
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AMARAL, Anna Beatriz Costa Neves do; TONE, Luiz Gonzaga. Utilização da associação de opiniões de múltiplos avaliadores com a análise de “gaps” na avaliação das habilidades de comunicação no ensino médico brasileiro. 2015.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17144/tde-16012017-140131/ >.
    • APA

      Amaral, A. B. C. N. do, & Tone, L. G. (2015). Utilização da associação de opiniões de múltiplos avaliadores com a análise de “gaps” na avaliação das habilidades de comunicação no ensino médico brasileiro. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17144/tde-16012017-140131/
    • NLM

      Amaral ABCN do, Tone LG. Utilização da associação de opiniões de múltiplos avaliadores com a análise de “gaps” na avaliação das habilidades de comunicação no ensino médico brasileiro [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17144/tde-16012017-140131/
    • Vancouver

      Amaral ABCN do, Tone LG. Utilização da associação de opiniões de múltiplos avaliadores com a análise de “gaps” na avaliação das habilidades de comunicação no ensino médico brasileiro [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17144/tde-16012017-140131/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: