Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Assimilação de nitrato, amônio e ureia pelo fitoplâncton com uso de traçador 'ANTPOT.15 N': experimentos com amostras ambientais e culturas laboratoriais (2016)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NERI, AMANDA MENEGANTE - EESC
  • USP Schools: EESC
  • Subjects: NITROGÊNIO; RESERVATÓRIOS; ISÓTOPOS; FITOPLÂNCTON
  • Language: Português
  • Abstract: Os reservatórios, embora importantes para diversas atividades humanas, podem trazer modificações negativas ao ambiente. Tais sistemas aquáticos propiciam condições favoráveis ao maior desenvolvimento da comunidade fitoplanctônica, associado ao aporte de nutrientes e ao fenômeno da eutrofização artificial. O estudo do processo de assimilação de macronutrientes por esta comunidade pode orientar planos para mitigação dos efeitos da eutrofização e contribuir para o entendimento dos fatores limitantes ao fitoplâncton. A presente pesquisa teve como objetivo principal quantificar a assimilação de três formas de nitrogênio pelo fitoplâncton com uso do traçador 'ANTPOT.15 N', de modo a contribuir para o entendimento da influência da temperatura e da disponibilidade de luz sobre esse processo em amostras ambientais e em culturas laboratoriais. Os objetivos específicos visaram: 1) estimar a variação temporal da assimilação de nitrato, amônio e ureia em amostras ambientais do reservatório do Lobo (SP); 2) quantificar e comparar a assimilação das mesmas três formas nitrogenadas por duas espécies fitoplanctônicas isoladas em laboratório (a cianobactéria Microcystis aeruginosa e a cloroficea Scenedesmus sp.), para verificar a influência da luz e da temperatura sobre o processo de assimilação. Para o primeiro objetivo específico, amostras foram coletadas em quatro períodos do ano no reservatório do Lobo (out/14; jan, abr e jul/15), próximo a São Carlos (SP). Foram reproduzidas, em incubadoras, as condições de Radiação Solar Fotossinteticamente Ativa (RSFA) e temperatura observadas em campo e relativas às profundidades em que estavam disponíveis 50% e 10% da RSFA. Em laboratório, os traçadores nitrato ('ANTPOT.15N''O IND.3''POT.-'), amônio ('ANTPOT.15 N''H IND.4''POT.+') e ureia [('ANTPOT.15 N''H IND.2')'IND.2''C''O'] foram adicionados em frascos de 250 mL, incubados por uma hora.Após etapa de filtração, os filtros seguiram para análise elementar de quantificação do nitrogênio particulado e espectrometria de massa para a determinação da composição isotópica ('ANTPOT.15 N'/'ANTPOT.14 N'). Para o segundo objetivo específico, após a obtenção das culturas isoladas de uma cianobactéria e uma cloroficea, foi realizada a quantificação da assimilação das formas de nitrogênio. Esta análise foi realizada por experimento fatorial, com dois fatores e três níveis (temperatura: 20, 24 e 28°C e luz: 50, 250 e 450 'mü'E/'m POT.2'.s). Os resultados apresentados para as amostras ambientais sugeriram maior preferência da comunidade fitoplanctônica em assimilar amônio em janeiro (23,7 'mü'gN/L.h) e julho (54,4 'mü'gN/L.h) de 2015. Em abril de 2015, a assimilação foi maior para nitrato (38,5 'mü'gN/L.h) e ureia (43,1 'mü'gN/L.h). Foi observado, ao longo dos meses de coleta, aumento na assimilação total do nitrogênio, da mesma forma como a densidade total de fitoplâncton, o biovolume e a clorofila-a, sugerindo que a assimilação deve acompanhar o aumento do grau de trofia do reservatório. Os resultados para as culturas laboratoriais indicaram uma assimilação quase que total do amônio pelas duas espécies estudadas. Scenedesmus sp. mostrou-se mais adaptada a assimilar amônio (517,1 'mü'gN/L.h) em condições de alta intensidade luminosa (450 'mü'E/'m POT.2'.s), enquanto Microcystis aeruginosa assimilou melhor o amônio (160,0 'mü'gN/L.h) em condições de 50 'mü'E/'m POT.2'.s. Para as duas espécies, a temperatura de 20°C resultou em maiores taxas de assimilação. Com base nos resultados obtidos, busca-se oferecer subsídios para o controle do estado trófico e manejo de reservatórios subtropicais por meio da identificação da forma de nitrogênio preferencialmente assimilada pelo fitoplâncton e os respectivos fatores intervenientes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.05.2016
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EESC31100205286TESE 9478
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NÉRI, Amanda Menegante; CUNHA, Davi Gasparini Fernandes. Assimilação de nitrato, amônio e ureia pelo fitoplâncton com uso de traçador 'ANTPOT.15 N': experimentos com amostras ambientais e culturas laboratoriais. 2016.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-30032017-110138/pt-br.php >.
    • APA

      Néri, A. M., & Cunha, D. G. F. (2016). Assimilação de nitrato, amônio e ureia pelo fitoplâncton com uso de traçador 'ANTPOT.15 N': experimentos com amostras ambientais e culturas laboratoriais. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-30032017-110138/pt-br.php
    • NLM

      Néri AM, Cunha DGF. Assimilação de nitrato, amônio e ureia pelo fitoplâncton com uso de traçador 'ANTPOT.15 N': experimentos com amostras ambientais e culturas laboratoriais [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-30032017-110138/pt-br.php
    • Vancouver

      Néri AM, Cunha DGF. Assimilação de nitrato, amônio e ureia pelo fitoplâncton com uso de traçador 'ANTPOT.15 N': experimentos com amostras ambientais e culturas laboratoriais [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-30032017-110138/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: