Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação do tratamento experimental de cães infectados naturalmente pelo vírus da cinomose canina na fase neurológica com o uso de células-tronco de epitélio olfatório fetal (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PINHEIRO, ALESSANDRA DE OLIVEIRA - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Subjects: DOENÇAS INFECCIOSAS EM ANIMAIS; BIOLOGIA CELULAR; CÉLULAS-TRONCO; CINOMOSE
  • Keywords: Distemper; Infecciosa; Infectious; Stem cells; Tratamento; Treatment; Virus; Vírus
  • Language: Português
  • Abstract: A cinomose é uma doença infecciosa de ocorrência mundial que acomete diversas espécies de carnívoros domésticos e selvagens. Devido ao alto nível de mortalidade de pacientes com cinomese, tratamentos alternativos e eficazes tornam-se necessários. A terapia utilizando células-tronco é uma ciência em formação considerada uma alternativa terapêutica promissora no tratamento de diversas patologias degenerativas, hereditárias e inflamatórias. Portanto, o presente estudo teve como objetivo avaliar e comparar a resposta sistêmica dos animais infectados com o vírus da cinomose canina tratados com terapia medicamentosa convencional (Grupo Suporte - GS) e animais que receberam tratamento convencional associado à terapia celular com células-tronco mesenquimais de epitélio olfatório fetal canino (Grupo suporte + terapia celular- GSTC). O GS foi composto por cinco animais (n=5) e o GSTC composto por três animais (n=3) que foram acompanhados pelo período de quinze dias com avaliação da evolução da patologia de acordo com as principais alterações clínicas e laboratoriais através da análise das alterações hematológicas, avaliação bioquímica e urinária. Os resultados nos mostram que houve uma alta taxa de mortalidade em ambos os grupos (GS=4) e (GSTC=2) devido à gravidade dos sinais clínicos na fase aguda da doença, nos fornecendo dados imprecisos da evolução clínica dos pacientes. Conclui-se que faz necessário, estudos posteriores que selecionem animais na fase crônica da doença, devido àestabilização do quadro clínico e às características celulares das células-tronco, que podem se tornar um potencial método de controle do processo inflamatório sistêmico causado pelo vírus da cinomose, bem como promotor da reparação de células e tecidos lesionados pela injúria viral direta, através da diferenciação e repovoamento de células danificadas, restaurando a integridade e funcionalidade do Sistema Nervoso Central (SNC)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.12.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300097369T.3057 FMVZ
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PINHEIRO, Alessandra de Oliveira; AMBROSIO, Carlos Eduardo. Avaliação do tratamento experimental de cães infectados naturalmente pelo vírus da cinomose canina na fase neurológica com o uso de células-tronco de epitélio olfatório fetal. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.
    • APA

      Pinheiro, A. de O., & Ambrosio, C. E. (2014). Avaliação do tratamento experimental de cães infectados naturalmente pelo vírus da cinomose canina na fase neurológica com o uso de células-tronco de epitélio olfatório fetal. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Pinheiro A de O, Ambrosio CE. Avaliação do tratamento experimental de cães infectados naturalmente pelo vírus da cinomose canina na fase neurológica com o uso de células-tronco de epitélio olfatório fetal. 2014 ;
    • Vancouver

      Pinheiro A de O, Ambrosio CE. Avaliação do tratamento experimental de cães infectados naturalmente pelo vírus da cinomose canina na fase neurológica com o uso de células-tronco de epitélio olfatório fetal. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: