Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Influência do volume e da velocidade de esvaziamento da bolsa gástrica sobre a perda de peso tardia e a tolerância alimentar após derivação gástrica em Y de Roux para tratamento da obesidade mórbida (2016)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OLIVEIRA, DANIEL RICCIOPPO CERQUEIRA FERREIRA DE - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: VÔMITO; CIRURGIA BARIÁTRICA; DERIVAÇÃO; GASTROPATIAS; GASTROSTOMIA; TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA POR RAIOS X; IMAGEM 3D; CINTILOGRAFIA; ESVAZIAMENTO GÁSTRICO; PERDA DE PESO; CONSUMO DE ALIMENTOS
  • Keywords: Bariatric surgery; Food consumption; Gastric bypass; Gastric emptying, Weight loss; Gastroplasty; Radionuclide imaging; Tomography three-dimensional; Vomiting; X-ray computed imaging
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: Não obstante os bons resultados e reprodutibilidade da derivação gástrica em Y de Roux (DGYR), discutem-se ainda aspectos técnicos que podem influenciar tanto o resultado na perda de peso, como a qualidade de vida pós-operatória (PO). Atribui-se hoje a efeitos restritivos, como volume da bolsa gástrica e sua velocidade de esvaziamento, assim como a fatores metabólicos, o resultado da cirurgia. As influências morfofuncionais não são totalmente compreendidas. OBJETIVO: Avaliar a influência do volume da bolsa gástrica e sua velocidade de esvaziamento sobre a perda de peso e a tolerância alimentar no PO de DGYR. MÉTODO: Pacientes em PO tardio de DGYR; foram avaliados a percentagem de perda de excesso de peso (%PEP), reganho de peso (%PEPreganho), tolerância alimentar por questionário de tolerância (ES), volume da bolsa (V) por tomografia computadorizada tridimensional (TC3D) e velocidade de esvaziamento da bolsa por cintilografia, avaliada por percentual de retenção (%Ret) em 1, 2 e 4 horas. Foram identificados pontos de corte para V e %Ret em 1 hora (%Ret1). A partir destes parâmetros a amostra foi categorizada por V e %Ret1, e os dados correlacionados com resultados em perda de peso e tolerância alimentar. RESULTADOS: Foram estudados 67 pacientes. A idade mediana foi 51 anos, 91,04% sexo feminino, e IMC mediano inicial de 51,44 kg/m2. O tempo de seguimento PO mediano foi de 47 meses. A amostra apresentou 60,27%PEPnadir como mediana da maior perda de peso PO e16,13%PEPreganho. A mediana de V foi de 28mL; a %Ret em 1, 2, 4 horas foras foram 8%, 2%, 1%, respectivamente. A pontuação mediana do ES foi 21. Os pontos de corte considerados foram V=40mL, e %Ret1 de 12% e 25%. Foram comparados subgrupos por V (V 40mL) e por %Ret1 (%Ret1<= 12%, 12%<%Ret1 < 25%, e %Ret1>=25%). Na análise categorizada por V, houve associação entre V <= 40mL e maior velocidade de esvaziamento até 2 horas (V <= 40mL: %Ret1=6, %Ret2=2, p=0,009; V > 40mL: %Ret1=44, %Ret2=13,5, p=0,045). Na análise categorizada por %Ret1, observou-se associação entre maior velocidade de esvaziamento em 1 hora e melhor evolução ponderal tardia, representada por menor %PEPreganho (p=0,036), e maior %PEPatual (p=0,033) no grupo com %Ret1 <= 12%. Na avaliação do ES, associou-se melhor tolerância alimentar (ES > 24) e menor %Ret1 (p=0,003). CONCLUSÕES: Houve associação do volume da bolsa gástrica com a velocidade de esvaziamento. O esvaziamento mais rápido correlacionou-se com maior %PEP tardia, menor reganho de peso e melhor tolerância alimentar. Estes dados sugeriram que a presença de bolsa gástrica pequena, com menos de 40 mL, e com rápido esvaziamento, são parâmetros importantes para adequado resultado tardio na DGYR. O uso da TC3D e da cintilografia para avaliação morfofuncional da DGYR podem contribuir para investigação do reganho de peso e intolerância alimentar PO
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.08.2016
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2786927-10W4.DB8^SP.USP^FM-2^O45in^2016
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Daniel Riccioppo Cerqueira Ferreira de; SANTO, Marco Aurelio. Influência do volume e da velocidade de esvaziamento da bolsa gástrica sobre a perda de peso tardia e a tolerância alimentar após derivação gástrica em Y de Roux para tratamento da obesidade mórbida. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-04112016-144020/ >.
    • APA

      Oliveira, D. R. C. F. de, & Santo, M. A. (2016). Influência do volume e da velocidade de esvaziamento da bolsa gástrica sobre a perda de peso tardia e a tolerância alimentar após derivação gástrica em Y de Roux para tratamento da obesidade mórbida. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-04112016-144020/
    • NLM

      Oliveira DRCF de, Santo MA. Influência do volume e da velocidade de esvaziamento da bolsa gástrica sobre a perda de peso tardia e a tolerância alimentar após derivação gástrica em Y de Roux para tratamento da obesidade mórbida [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-04112016-144020/
    • Vancouver

      Oliveira DRCF de, Santo MA. Influência do volume e da velocidade de esvaziamento da bolsa gástrica sobre a perda de peso tardia e a tolerância alimentar após derivação gástrica em Y de Roux para tratamento da obesidade mórbida [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-04112016-144020/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: