Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Descrição de um comportamento hidrológico não usual de uma lagoa na Formação Rio Claro, São Paulo (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TERADA, RAFAEL KENJI - IGc
  • USP Schools: IGc
  • Subjects: ÁGUAS SUBTERRÂNEAS; RECARGA DE AQUÍFEROS; LAGOAS
  • Keywords: Formação Rio Claro
  • Language: Português
  • Abstract: Corpos de águas superficiais são conectados às águas subterrâneas, mas nem sempre a direção de fluxo é a esperada, o que pode comprometer o entendimento da hidrologia local. O objetivo deste trabalho foi construir um modelo conceitual de circulação das águas subterrâneas em uma porção do aquífero Rio Claro, em área onde o uso do solo é predominantemente agrícola, com uso de ferramentas hidrogeológicas, hidrogeoquímicas, geofísicas e de hidrologia isotópica, a fim de entender o papel de uma lagoa rasa, que é uma feição comum à Formação Cenozóica Rio Claro. Foram perfurados 7 poços na área de cana-de-açúcar, 21 poços na área de eucalipto e 7 no entorno da área lagoa, inclusive na área adjacente da lagoa, que passaram a ser monitorados de novembro de 2011 à dezembro de 2013. A recarga para a região foi calculada por três métodos para o ano de 2012, resultando em valores elevados: a)variação de nível de água (576 mm/a), cálculo de balanço hídrico do solo (520 mm/a) e aproximação Darcyniana (590 mm/a). Os isótopos estáveis de hidrogênio e oxigênio auxiliaram na interpretação da dinâmica do fluxo local, corroborando com os mapas potenciométricos, mostrando claramente que as águas do aquífero ficavam com uma assinatura mais negativa à medida que os poços se afastavam da lagoa, sugerindo um modelo de mescla simples, sendo as águas da chuva e da lagoa os end members. As águas subterrâneas possuem baixa salinidade (27µS/cm), pH ligeiramente abaixo de 7, e composiçãobicarbonatada cálcica e, algumas vezes magnesianas. Entretanto, notou-se a formação de diferentes grupos hidroquímicos segundo a ocupação do terreno, sendo aquele associado à cana-deaçúcar o que apresentou as maiores concentrações de nitrato (até 272,64 mg / L 'NO IND.3''POT.-') e cálcio (até 24,37 mg / L 'Ca POT.2+')
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.03.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IGC2787255-30T T315 RK.d e.3 v.original
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TERADA, Rafael Kenji; HIRATA, Ricardo. Descrição de um comportamento hidrológico não usual de uma lagoa na Formação Rio Claro, São Paulo. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-04052016-082924/ >.
    • APA

      Terada, R. K., & Hirata, R. (2015). Descrição de um comportamento hidrológico não usual de uma lagoa na Formação Rio Claro, São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-04052016-082924/
    • NLM

      Terada RK, Hirata R. Descrição de um comportamento hidrológico não usual de uma lagoa na Formação Rio Claro, São Paulo [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-04052016-082924/
    • Vancouver

      Terada RK, Hirata R. Descrição de um comportamento hidrológico não usual de uma lagoa na Formação Rio Claro, São Paulo [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-04052016-082924/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: