Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeito do biofeedback eletromiográfico associado a terapia vocal na qualidade vocal de mulheres disfônicas: resultados preliminares (2016)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ANDRADE, EDUARDO CARVALHO DE - FOB ; BRASOLOTTO, ALCIONE GHEDINI - FOB ; SILVERIO, KELLY CRISTINA ALVES - FOB
  • USP Schools: FOB; FOB; FOB
  • Subjects: BIOFEEDBACK; ELETROMIOGRAFIA; DISFONIA; MULHERES; VOZ (FISIOLOGIA); QUALIDADE DA VOZ
  • Keywords: BIOFEEDBACK ELETROMIOGRÁFICO
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Dentre as principais manifestações clínicas das disfonias comportamentais encontram-se as alterações de qualidade vocal. Um procedimento que pode ser aplicado no tratamento de casos de disfonias relacionadas ao comportamento vocal alterado em adultos é o biofeedback eletromiográfico. A literatura mostra que alguns programas terapêuticos que aplicaram o biofeedback eletromiográfico em sujeitos com disfonia comportamental mostraram melhora na qualidade vocal. Entretanto, os estudos que buscaram verificar a efetividade e aplicação do biofeedback eletromiográfico nos casos de disfonia são estudos de casos, antigos, havendo variação quanto ao tempo de sessão e o número de sessões necessárias, além de não citarem as atividades desenvolvidas durante a aplicação e a forma de controle da intensidade do biofeedback, o que dificulta sua reprodução. A partir dessas informações, observa-se que há a necessidade de se verificar os efeitos do biofeedback eletromiográfico associado à execução de um programa de terapia vocal controlado e randomizado na qualidade vocal de mulheres disfônicas, fornecendo assim evidências científicas sobre a aplicabilidade e eficiência clínica desse procedimento nos casos de disfonia comportamental, como complementar a terapia tradicional, pensando nos melhores resultados para o paciente. Objetivos: Analisar o efeito do biofeedback eletromiográfico associado à terapia vocal na qualidade vocal de mulheres disfônicas. Métodos: Trata-se de estudo clínico piloto, randomizado, controlado e em duplo-cegoParticiparam seis mulheres com disfonia comportamental (19 a 44 anos, média de 37 anos) divididas, de forma randomizada, em: Grupo Experimental – três mulheres que receberam oito sessões de aplicação de biofeedback eletromiográfico (software Biotrainer-Biotec®) nos músculos suprahióideos e esternocleidomastóideos associado à terapia vocal (sons vibrantes, nasais e fricativos) por 30 minutos; Grupo Placebo – três mulheres que receberam oito sessões de aplicação do biofeedback eletromiográfico placebo (mesmas condições do G1, sem controle da atividade muscular durante exercícios). O presente estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da FOB-USP (nº 1.235.463) e todos os participantes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Antes da execução do programa terapêutico e imediatamente após sua realização, todos os participantes passaram por avaliação perceptivo-auditiva da qualidade vocal e acústica da voz. As avaliações perceptivo-auditivas das emissões da vogal /a/ sustentada e contagem de números foram realizadas por três fonoaudiólogos, a partir de uma escala analógica visual. Os parâmetros analisados foram: grau geral do desvio vocal, rugosidade, soprosidade, tensão e instabilidade, sendo este último, analisado somente durante a vogal. Para a análise de cada parâmetro foi considerada a média entre as avaliações das três juízas. A análise acústica da vogal /a/ foi realizada com o software Multi Dimension Voice Program da KayPentax®, , sendo analisados: frequência fundamental, jitter, shimmer e proporção ruído-harmônico. Os dados foram analisados estatisticamente por meio do Teste T Pareado (p=0,05). Resultados: Os resultados preliminares mostraram que houve diminuição significativa do grau geral do desvio vocal no Grupo Experimental após a aplicação do biofeedback eletromiográfico associado à terapia vocal (p=0,005)No Grupo Placebo, observou-se diminuição da rugosidade após o processo terapêutico (p=0,013). Não foram encontradas mudanças significativas nos parâmetros acústicos após o processo terapêuticos de ambos os grupos. Discussão: Acredita-se que o programa de terapia tradicional proposto melhorou a qualidade vocal dos participantes do Grupo Experimental quanto a rugosidade porque é composto por exercícios universais que têm entre seus objetivos reduzir o esforço fonatório e mobilizar a mucosa das pregas vocais. Porém, com a aplicação do biofeedback eletromiográfico associado à terapia vocal, observouse resultados mais gerais, que melhoraram o grau geral do desvio vocal dos participantes, promovendo um maior equilibrio funcional da produção vocal. Esses resultados corroboram com outros estudos que observaram melhora no grau geral da voz após a aplicação do biofeedback eletromiográfico associado à terapia vocal. Considerando-se que a análise acústica é um procedimento computadorizado, acredita-se que as mudanças na qualidade vocal foram pequenas, não sendo suficientes para promover modificações nesses parâmetros. O presente estudo apresenta limitações quanto ao número de sujeitos analisados. Conclusões: Conclui-se por meio dos resultados preliminares que, no grupo de mulheres estudado, a aplicação do biofeedback eletromiográfico associado à terapia vocal pode promover um maior equilibro funcional da produção da voz que incide sobre a qualidade vocal perceptivo-auditiva
  • Imprenta:
  • Conference titles: COBEC - Congresso Brasileiro de Eletromiografia e Cinesiologia

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIBEIRO, Vanessa Veis; MOREIRA, Pamela Aparecida Medeiros; ANDRADE, Eduardo Carvalho de; BRASOLOTTO, Alcione Ghedini; SILVERIO, Kelly Cristina Alves. Efeito do biofeedback eletromiográfico associado a terapia vocal na qualidade vocal de mulheres disfônicas: resultados preliminares. Anais.. Ribeirão Preto: [s.n.], 2016.
    • APA

      Ribeiro, V. V., Moreira, P. A. M., Andrade, E. C. de, Brasolotto, A. G., & Silverio, K. C. A. (2016). Efeito do biofeedback eletromiográfico associado a terapia vocal na qualidade vocal de mulheres disfônicas: resultados preliminares. In . Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ribeiro VV, Moreira PAM, Andrade EC de, Brasolotto AG, Silverio KCA. Efeito do biofeedback eletromiográfico associado a terapia vocal na qualidade vocal de mulheres disfônicas: resultados preliminares. 2016 ;
    • Vancouver

      Ribeiro VV, Moreira PAM, Andrade EC de, Brasolotto AG, Silverio KCA. Efeito do biofeedback eletromiográfico associado a terapia vocal na qualidade vocal de mulheres disfônicas: resultados preliminares. 2016 ;