Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Metrics


Metrics:

Biossorção de Cr(VI) pela casca de banana nanica no tratamento de efluentes (2016)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAPRI, MARIA DA ROSA - EEL ; CAPRI NETO, ANGELO - EEL
  • USP Schools: EEL; EEL
  • DOI: 10.17564/2316-3798.2016v5n1p153-162
  • Subjects: CASCAS (PLANTA); BANANA; EFLUENTES
  • Language: Português
  • Abstract: RESUMO Os compostos de Cr(VI), como os cromatos e dicromatos, são amplamente utilizados na indústria química, principalmente no curtimento do couro, na preservação da madeira, no tingimento têxtil e no acabamento de superfícies metálicas. O tratamento e o descarte inadequados dos efluentes desses compostos comprometem o ambiente aquático, pois o Cr(VI) é reconhecidamente tóxico e carcinogênico. Convencionalmente, o crômio é removido dos efluentes por precipitação, um processo de custo relativamente elevado, além de gerar um precipitado que deve ser adequadamente disposto para evitar a lixiviação dos íons. Neste trabalho investigamos o uso da biossorção na remoção de íons Cr(VI) de solu- ções aquosas, utilizando cascas de banana nanica como biossorvente, um rejeito abundante e de baixo custo. As cascas foram lavadas com água, secas em estufa, trituradas e peneiradas a 35 mesh. Soluções de K2Cr2O7 contendo cerca de 50 mg L-1 de Cr(VI) foram agitadas com a casca de banana durante 120 min, variando-se os parâmetros: pH, velocidade de agitação e massa de casca. A remoção de Cr(VI) foi calculada pela determinação do Cr total das soluções por ICP OES antes e depois da biossorção. A melhor condição para a biossorção foi alcançada em pH 2,5, velocidade de agitação de 400 rpm e 6 g L-1 de casca de banana, na qual a concentração de Cr foi reduzida em 67% a partir de soluções 47 mg L-1 de Cr(VI). Em virtude da elevada eficiência de remoção obtida, a casca de banana nanica se constitui em um material adequado para a biossorção de Cr(VI) que deve ser ainda mais explorado neste tipo de aplicação. Além disso, o uso das cascas como biossorvente agrega valor para um material de uso ainda incipiente, normalmente descartado pelo agronegócio.
  • Imprenta:
  • Source:
  • Acesso online ao documento

    DOI or search this record in
    Informações sobre o DOI: 10.17564/2316-3798.2016v5n1p153-162 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de assinatura
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: bronze

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Giovani Santana; CAPRI, Maria da Rosa; CAPRI NETO, Ângelo. Biossorção de Cr(VI) pela casca de banana nanica no tratamento de efluentes. Interfaces Científicas - Saúde e Ambiente, Aracaju, v. 5, n. 1, p. 153-162, 2016. DOI: 10.17564/2316-3798.2016v5n1p153-162.
    • APA

      Silva, G. S., Capri, M. da R., & Capri Neto, Â. (2016). Biossorção de Cr(VI) pela casca de banana nanica no tratamento de efluentes. Interfaces Científicas - Saúde e Ambiente, 5( 1), 153-162. doi:10.17564/2316-3798.2016v5n1p153-162
    • NLM

      Silva GS, Capri M da R, Capri Neto Â. Biossorção de Cr(VI) pela casca de banana nanica no tratamento de efluentes. Interfaces Científicas - Saúde e Ambiente. 2016 ;5( 1): 153-162.
    • Vancouver

      Silva GS, Capri M da R, Capri Neto Â. Biossorção de Cr(VI) pela casca de banana nanica no tratamento de efluentes. Interfaces Científicas - Saúde e Ambiente. 2016 ;5( 1): 153-162.