Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise exergética de processos químicos industriais: produção de amônia pelo processo de reforma a vapor (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VIANNA, CARLOS EDUARDO DALL OGLIO - EP
  • USP Schools: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: EXERGIA; AMÔNIA; SIMULAÇÃO; PROCESSOS QUÍMICOS
  • Language: Português
  • Abstract: O trabalho apresenta a avaliação do desempenho termodinâmico de duas configurações diferentes de uma unidade industrial de produção de amônia pelo processo de reforma a vapor. Foi utilizada a análise exergética como critério de avaliação, afim de investigar o potencial técnico para implementar as melhorias tecnológicas do processo desenvolvidas nas últimas décadas. Foi desenvolvido um modelo de simulação no simulador comercial Aspen Hysys® para cálculo do balanço material e de energia, bem como das propriedades termodinâmicas necessárias para os cálculos de exergia. O modelo da simulação foi ajustado e validado com dados reais e mostrou-se confiável para desenvolver os estudos de processo e propor melhorias de projeto. Os resultados mostraram que a eficiência exergética do processo aumentou de 54,7% no Caso Base para 57,7% no Caso "Otimizado". Em ambos os casos a seção de reforma é a maior responsável pela exergia destruída e o reformador primário contribui com aproximadamente 45% da exergia total destruída no processo. Os maiores ganhos de eficiências estão associados as melhorias no reformador primário, que é o responsável por 61,5% da redução da exergia destruída. A eficiência exergética do reformador primário aumentou de 45,5% para 51,5%. A eficiência exergética da seção de síntese de amônia aumentou apenas 0,5%, de 92,2% para 92,7%, e os ganhos são mais importantes em base energética que em base exergética. A exergia perdida refere-se as emissões para atmosfera das correntes de gases de combustão (gás de chaminé), CO2 e água de resfriamento e também são mais importantes em base energética, uma vez que a exergia perdida representa menos de 30% da exergia não usada no processo.Finalmente, os resultados foram comparados com dados presentes na literatura e os valores de eficiência exergética encontram-se dentro da faixa dos dados publicados. Conclui-se que a análise exergética é útil para identificar as ineficiências de um sistema, pois leva em consideração não somente a quantidade, mas a qualidade da energia, e pode ser usada para obter estimativas mais precisas do potencial de otimização energética do sistema.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.02.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EPBC31200043143FD-6914 versão corr.
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VIANNA, Carlos Eduardo Dall'Oglio; PARK, Song Won. Análise exergética de processos químicos industriais: produção de amônia pelo processo de reforma a vapor. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-12042017-102752/pt-br.php >.
    • APA

      Vianna, C. E. D. 'O., & Park, S. W. (2017). Análise exergética de processos químicos industriais: produção de amônia pelo processo de reforma a vapor. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-12042017-102752/pt-br.php
    • NLM

      Vianna CED'O, Park SW. Análise exergética de processos químicos industriais: produção de amônia pelo processo de reforma a vapor [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-12042017-102752/pt-br.php
    • Vancouver

      Vianna CED'O, Park SW. Análise exergética de processos químicos industriais: produção de amônia pelo processo de reforma a vapor [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-12042017-102752/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: