Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise in vitro da resistência de união da resina composta contendo biomaterial S-PRG(Ionômero de Vidro com Superfície Pré-Ativada) à dentina erodida (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LOURENçO, ALESSANDRA SANCHEZ COELHO - FO
  • USP Schools: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Subjects: BIOMATERIAIS; EROSÃO DE DENTE; RESISTÊNCIA DE UNIÃO (ODONTOLOGIA)
  • Keywords: Biomaterial S-PRG(Ionômero de Vidro com Superfície Pré-Ativada); Biomaterial S-PRG(Surface Pre-Reacted Glass); Erosão; Erosion; Resistência de União; Union resistance
  • Language: Português
  • Abstract: O tratamento da erosão dental transformou-se no novo desafio do século XXI e a restauração direta com resina composta é uma das opções de tratamento para lesões severas, em que há comprometimento estético e funcional. Dentro desse contexto, novos materiais restauradores têm sido avaliados, como materiais contendo flúor em sua composição. Desta forma, o presente estudo teve como por objetivo avaliar in vitro a resistência de união da resina composta contendo ou não biomaterial S-PRG (Ionômero de Vidro com Superfície Pré-Ativada) à dentina erodida. A dentina oclusal planificada de 30 molares humanos (n=15) teve metade de sua face protegida com verniz ácido resistente (dentina hígida - grupo controle), enquanto na outra metade foi produzida uma lesão de erosão através da ciclagem em ácido cítrico 0,05 M (pH 2,3, 10 minutos, 6x/dia) e solução supersaturada (pH 7,0, 60 minutos entre os ataques ácidos). Em cada substrato, foram testados dois sistemas adesivos (um autocondicionante e outro com condicionamento prévio) e duas resinas compostas - uma com nanopartículas (Z350-3M/ESPE) e uma que contém biomaterial S-PRG(Ionômero de Vidro com Superfície Pré-Ativada) em sua composição (Beautifil II -Shofu Inc.). Foram, então, confeccionados cilindros de resina composta, os quais foram submetidos à avaliação da Resistência de União através do ensaio de microtração, após armazenamento em água por 24 horas. A análise do padrão de fratura foi realizada em microscópio ótico (40x). Os valoresobtidos de resistência de união (MPa) foram submetidos aos testes de ANOVA (dois fatores) e de comparações múltiplas de Tukey
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.06.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500029486T5.271
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOURENÇO, Alessandra Sanchez Coelho; SILVA, Patricia Moreira de Freitas Costa e. Análise in vitro da resistência de união da resina composta contendo biomaterial S-PRG(Ionômero de Vidro com Superfície Pré-Ativada) à dentina erodida. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-22082017-113844/ >.
    • APA

      Lourenço, A. S. C., & Silva, P. M. de F. C. e. (2017). Análise in vitro da resistência de união da resina composta contendo biomaterial S-PRG(Ionômero de Vidro com Superfície Pré-Ativada) à dentina erodida. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-22082017-113844/
    • NLM

      Lourenço ASC, Silva PM de FC e. Análise in vitro da resistência de união da resina composta contendo biomaterial S-PRG(Ionômero de Vidro com Superfície Pré-Ativada) à dentina erodida [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-22082017-113844/
    • Vancouver

      Lourenço ASC, Silva PM de FC e. Análise in vitro da resistência de união da resina composta contendo biomaterial S-PRG(Ionômero de Vidro com Superfície Pré-Ativada) à dentina erodida [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-22082017-113844/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: