Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Etologia e bioacústica da comunicação de alarme em capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris): complexidade funcional e a influência das relações sociais (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: UENO, ADRIANA SICUTO DE OLIVEIRA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: COMUNICAÇÃO ANIMAL; COMPORTAMENTO ANIMAL; BIOACÚSTICA; CAPIVARAS
  • Language: Português
  • Abstract: As capivaras apresentam importância nas áreas econômica, ecológica e de saúde pública. O estudo de seu comportamento fornece embasamento para tais aspectos de natureza aplicada, além do potencial de auxiliar no esclarecimento de processos evolutivos relacionados à socialidade e comunicação. Os objetivos dessa tese estiveram pautados no estudo da comunicação de alarme das capivaras. No Capítulo 1, buscou-se avaliar a influência dos postos hierárquicos e das relações sociais intragrupo na emissão dos chamados de alarme da espécie, os latidos. Foram registrados dados comportamentais e comunicativos, em áudio e vídeo, de um grupo de 10 capivaras alojadas em um recinto do Zoológico e Bosque Municipal Fábio Barreto (Ribeirão Preto - SP). Toda a coleta de dados ocorreu durante um período socialmente estável (entre fevereiro e maio de 2014), ou seja, sem a ocorrência de entrada ou saída de animais do grupo. As análises comportamentais basearam-se na abordagem de redes sociais, utilizando o software SOCPROG, e revelaram uma hierarquia de dominância linear com associações preferenciais intragrupo. Os latidos foram quantificados e identificados quanto aos respectivos emissores, o que permitiu concluir que os animais mais dominantes emitem mais latidos que os subordinados, embora não haja relação dos latidos com índices de associação individuais. Os latidos continuaram a ser estudados no Capítulo 2, cujo objetivo foi identificar os tipos de contextos evocativos dessa vocalização. Para isso, o grupo foi acompanhado durante todo o ano de 2015, e novos registros de áudio e vídeo foram realizados. Os vidros foram analisados para discriminação do contexto ambiental no momento pré-emissão e os latidos foram avaliados a partir de arquivos ".wav" em softwares de análises acústicas (Raven Pro, versão 1.5; Praat Versão 6.0.21). Nossos resultados mostraram outros 3diferentes contextos relacionados à emissão dos latidos, além do já descrito contexto de ameaça (perigo): brincadeira, reaproximação e alimentação. Os latidos de perigo e alimentação apresentaram pequenas diferenças estruturais. Diante do falo dos contextos de ameaça e alimentação estarem atrelados à valências opostas de estados emocionais (perigo=negativo; alimentação=positivo), sugerimos que as capivaras tenham potencial para apresentar flexibilidade funcional em seu repertório, um conceito importante no estudo da evolução da linguagem. Finalmente, apresentamos uma surpreendente descoberta: um chamado inédito para a espécie, aparentemente bastante raro e relacionado à defesa territorial. Assim, nossos resultados demonstram que o repertório vocal das capivaras é maior e mais flexível do que se apresentava até hoje em literatura, além do envolvimento substancial das relações sociais nessa classe de comunicação. Futuras pesquisas poderão utilizar esses dados para fundamentar questões sobre aspectos evolutivos, emocionais e cognitivos da comunicação de roedores
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.05.2017

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800050933Ueno, Adriana Sicuto de Oliveira
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      UENO, Adriana Sicuto de Oliveira; MONTICELLI, Patrícia Ferreira. Etologia e bioacústica da comunicação de alarme em capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris): complexidade funcional e a influência das relações sociais. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.
    • APA

      Ueno, A. S. de O., & Monticelli, P. F. (2017). Etologia e bioacústica da comunicação de alarme em capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris): complexidade funcional e a influência das relações sociais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ueno AS de O, Monticelli PF. Etologia e bioacústica da comunicação de alarme em capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris): complexidade funcional e a influência das relações sociais. 2017 ;
    • Vancouver

      Ueno AS de O, Monticelli PF. Etologia e bioacústica da comunicação de alarme em capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris): complexidade funcional e a influência das relações sociais. 2017 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: