Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Os efeitos das revisões críticas online sobre o mercado cinematográfico americano (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOUZA, THAIS LUIZA DONEGA E - EACH
  • USP Schools: EACH
  • Subjects: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL; CRÍTICA CINEMATOGRÁFICA; MINERAÇÃO DE DADOS
  • Keywords: Affective computing; Análise de sentimento; Análise de sobrevivência; Bens de experiência; Computação afetiva; Critical reviews; Emotion mining; Experience goods; IBM Watson; Mineração de emoção; Motion picture; Movie; Sentiment analysis; Survival analysis; Word of mouth
  • Language: Português
  • Abstract: O mercado cinematográfico pode ser caracterizado como uma indústria de entretenimento com a produção de bens de informação que são também bens de experiência, cuja qualidade só é conhecida após o consumo. Deste modo, a revisão crítica se torna importante para induzir seu consumo, fornecendo previamente algum grau de informação sobre a qualidade do bem. Segue-se o trabalho de Reinstein e Snyder (2005) para determinar se as revisões críticas conduzidas por consumidores e por críticos profissionais online afetam o tempo de exibição de filmes no mercado americano de cinema, medido em quantidades de semanas, conforme modelos de duração/sobrevivência na literatura. Para esta finalidade foi gerado, a partir de sites de cinemas americanos (Box Office Mojo e Rotten Tomatoes), um banco de dados extremamente rico com informações semanais de todos os filmes disponíveis no cinema americano de 2004 a 2015. Especificamente, investigou-se os efeitos das revisões críticas de críticos profissionais de primeira linha (Tops) e de consumidores, conforme a média das notas atribuídas na semana de lançamento de cada filme. No que se refere à avaliação dos consumidores foi aplicada a computação afetiva, que reconhece o sentimento e a emoção em suas resenhas online para captar o efeito boca a boca potencializado pelas mídias sociais e fornecendo, portanto, uma análise mais profunda do boca a boca online... (Continua)(Continuação) O estudo controla por possíveis problemas de endogeneidade decorrente de simultaneidade, usando as críticas somente antes e durante a semana de lançamento dos filmes. Os resultados sugerem que os críticos profissionais exercem grande influência no tempo de duração dos filmes em cartaz, bem como a positividade dos consumidores em relação ao filme. No entanto, o efeito dos críticos profissionais é em média 3 vezes maior do que dos consumidores. Adicionalmente, pode-se observar que algumas emoções afetam a expectativa de vida dos filmes a depender do gênero do mesmo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.06.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EACH2856356-10t006.3 S729e
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Thais Luiza Donega e; NISHIJIMA, Marislei. Os efeitos das revisões críticas online sobre o mercado cinematográfico americano. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100131/tde-09072017-235515/ >.
    • APA

      Souza, T. L. D. e, & Nishijima, M. (2017). Os efeitos das revisões críticas online sobre o mercado cinematográfico americano. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100131/tde-09072017-235515/
    • NLM

      Souza TLD e, Nishijima M. Os efeitos das revisões críticas online sobre o mercado cinematográfico americano [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100131/tde-09072017-235515/
    • Vancouver

      Souza TLD e, Nishijima M. Os efeitos das revisões críticas online sobre o mercado cinematográfico americano [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100131/tde-09072017-235515/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: