Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Desempenho da ultrassonografia e da punção aspirativa por agulha fina axilar em pacientes com carcinomas invasivos da mama: correlação com aspectos do linfonodo e características tumorais (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TEIXEIRA, PATRICIA AKISSUE DE CAMARGO - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MDR
  • Subjects: ULTRASSONOGRAFIA; NEOPLASIAS MAMÁRIAS; LINFONODOS; PUNÇÕES; BIÓPSIA POR AGULHA; METÁSTASE LINFÁTICA; METÁSTASE NEOPLÁSICA; NOMOGRAFIA; MODELOS
  • Keywords: Axillary lymph node metastasis; Axillary ultrasound; Breast cancer; Fine needle aspiration; Lymph node ultrasound features; Models statistical; Nomograms
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O status linfonodal da axila ainda permanece como importante fator prognóstico em pacientes com câncer de mama invasivo. Muitos estudos já relataram a importância da ultrassonografia axilar e da punção aspirativa por agulha fina (PAAF) na avaliação pré-operatória das pacientes com câncer de mama. Nossos objetivos foram avaliar as características ultrassonográficas dos linfonodos axilares relacionadas à metástase linfonodal e o papel da PAAF na avaliação pré-operatória de pacientes com câncer de mama. Nosso objetivo secundário foi avaliar se, dependendo das características dos tumores, linfonodos sem alterações na ultrassonografia poderiam ter comprometimento metastático. MÉTODOS: Este estudo foi realizado no Instituto de Radiologia e no Instituto do Câncer do HCFMUSP. Foram incluídas 182 pacientes com câncer de mama invasivo recém-diagnosticado, sendo que, destas, apenas 145 realizaram cirurgia - 74 prosseguiram direto para cirurgia e 71 realizaram tratamento neoadjuvante e após cirurgia. Foi realizada avaliação ultrassonográfica da axila ipsilateral ao tumor e punção aspirativa por agulha fina de um linfonodo selecionado pelo radiologista. Os dados ultrassonográficos dos linfonodos e os achados citológicos da PAAF foram correlacionados com os resultados anatomopatológicos da biópsia do linfonodo sentinela ou do esvaziamento axilar. RESULTADOS: Nas 74 pacientes (75 axilas) que não realizaram tratamento neoadjuvante, as características ultrassonográficas dolinfonodo associadas à metástase na análise univariada foram espessamento cortical difuso e a obliteração parcial ou completa do hilo gorduroso. A sensibilidade, especificidade, acurácia, valor preditivo positivo (VPP) e valor preditivo negativo (VPN) da ultrassonografia foram, respectivamente, 72,7%, 57,1%, 64,0%, 57,1% e 72,7% (p=0,009), e da PAAF: 36,4%, 97,6%, 70,7%, 92,3% e 66,1% (p < 0,001). Incluindo apenas linfonodos alterados na ultrassonografia, obtivemos, respectivamente, sensibilidade, especificidade, acurácia, VPP e VPN de 50%, 94%, 69%, 92% 59% (p=0,001). Nenhuma PAAF de linfonodo classificado como normal na ultrassonografia teve resultado positivo. Obtivemos, nas análises das curvas ROC, um valor de corte da espessura da cortical de 2,65 mm (p < 0,001) e do tamanho do tumor pré-cirúrgico de 2,45 cm (p=0,042). Na análise multivariada, as seguintes características foram associadas à metástase linfonodal: espessura da cortical (p = 0,005), tamanho do tumor pré-cirúrgico (p = 0,030), status pré-menopausa (p = 0,017), tipo histológico não especial (p = 0,034) e localização do tumor no quadrante superolateral (p = 0,011). Construiu-se um modelo de predição de risco de metástase axilar usando estas características. Nas 71 pacientes que realizaram tratamento adjuvante, a única característica do linfonodo associada à metástase linfonodal foi a forma redonda ou irregular. Os demais resultados deste grupo não podem ser generalizados, pois não é possível separar o efeitodo tratamento nesta população. CONCLUSÕES: Linfonodos axilares com espessamento cortical difuso e com obliteração parcial ou completa do hilo gorduroso estão associados à malignidade. A PAAF apresentou-se mais útil nos linfonodos alterados, com sensibilidade de 50%. Pacientes com PAAF positivas devem ser encaminhadas para esvaziamento axilar ou quimioterapia neoadjuvante. Não há benefício da realização da PAAF em linfonodos sem alterações na ultrassonografia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.08.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2859841-10W4.DB8^SP.USP^FM-2^T268de^2017
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TEIXEIRA, Patricia Akissue de Camargo; BARROS, Nestor de. Desempenho da ultrassonografia e da punção aspirativa por agulha fina axilar em pacientes com carcinomas invasivos da mama: correlação com aspectos do linfonodo e características tumorais. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-14112017-162244/ >.
    • APA

      Teixeira, P. A. de C., & Barros, N. de. (2017). Desempenho da ultrassonografia e da punção aspirativa por agulha fina axilar em pacientes com carcinomas invasivos da mama: correlação com aspectos do linfonodo e características tumorais. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-14112017-162244/
    • NLM

      Teixeira PA de C, Barros N de. Desempenho da ultrassonografia e da punção aspirativa por agulha fina axilar em pacientes com carcinomas invasivos da mama: correlação com aspectos do linfonodo e características tumorais [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-14112017-162244/
    • Vancouver

      Teixeira PA de C, Barros N de. Desempenho da ultrassonografia e da punção aspirativa por agulha fina axilar em pacientes com carcinomas invasivos da mama: correlação com aspectos do linfonodo e características tumorais [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-14112017-162244/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: