Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Tratamento cirúrgico do pé plano flexível em crianças e adolescentes por osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo ou artrorrise subtalar: revisão sistemática da literatura (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LIMA, THIAGO COÊLHO - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: ; OSTEOTOMIA
  • Keywords: Artrorrise subtalar; Calcaneal osteotomy; Flatfoot; Osteotomia do calcâneo; Pé plano; Subtalar arthroereisis
  • Language: Português
  • Abstract: O pé plano flexível é condição frequente na criança e apresenta forte tendência para correção espontânea ou tornar-se deformidade moderada ou leve no adulto, que não causará problema. Entretanto, em uma pequena proporção de casos, a deformidade é mais grave, não melhora espontaneamente ou com métodos conservadores, há comprometimento mecânico, deformidade e, eventualmente, dor. Assim, o tratamento cirúrgico deve ser considerado e, para isso, várias técnicas são descritas. O objetivo desta revisão sistemática foi avaliar os resultados da literatura do tratamento do pé plano flexível sintomático da criança ou adolescente pela osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo e pela artrorrise subtalar. Foi realizada busca sistemática eletrônica nas bases de dados PubMed, Web of Science, SCOPUS, Cochrane, LILACS e SCIELO, além de sites relevantes, por artigos publicados entre 1975 e novembro de 2016. Após aplicação dos critérios de elegibilidade, os artigos selecionados foram avaliados quanto aos resultados clínicos, radiográficos e complicações. Dos 393 artigos encontrados nas bases de dados, apenas 32 estudos foram selecionados, segundo os critérios de inclusão e exclusão, 24 artigos avaliaram artrorrise subtalar (total de 1.395 pacientes, 2.307 pés tratados) e oito avaliaram osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo (total de 105 pacientes, 167 pés). O seguimento pós-operatório médio foi de 51,8 meses (mínimo de dois e máximo de 225 meses) para artrorrise subtalar e 34,8 meses (mínimo de seis e máximo de 156 meses) para osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo. A idade mínima no momento de realização da cirurgia foi de quatro anos e a idade máxima foi de 18 anos. Somente seis autores realizaram estudo prospectivo, apenas um comparou as duas técnicas, mas sem caso-controle ou aleatorização. Clinicamente, houve 88,3% depacientes satisfeitos ou muito satisfeitos submetidos à artrorrise subtalar e 91,4% dos submetidos a osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo e 8% de insatisfeitos submetidos a artrorrise subtalar e 6,2% de insatisfeitos submetidos a osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo. Quanto aos parâmetros radiográficos, houve melhora de todos os sete ângulos avaliados nas duas técnicas. A taxa total de complicações foi de 18,2% para os submetidos a artrorrise subtalar, compostas principalmente por dor residual (11,5%), necessidade de reabordagem (8,9%), quebra de implante (5,2%), necessidade de retirada do implante (5,2%), para osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo a taxa total de complicações foi de 20,9%, compostas principalmente por deiscência de ferida operatória (19%), dor residual (17,2%), deslocamento do enxerto ósseo (9%) e pseudoartrose (7,1%). As publicações no período avaliado são compostas em sua maioria por estudos descritivos ou série de casos (nível de evidência III ou IV), com grandes variações metodológicas, mas com alto índice de satisfação dos pacientes e cirurgiões, em relação aos resultados nas duas técnicas. Entretanto, são necessárias novas pesquisas com desenho prospectivo, aleatorizado, grupo controle adequado e critérios de avaliação validados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.04.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200069102Lima, Thiago Coelho
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Thiago Coelho; VOLPON, José B. Tratamento cirúrgico do pé plano flexível em crianças e adolescentes por osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo ou artrorrise subtalar: revisão sistemática da literatura. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17142/tde-26042018-161555/ >.
    • APA

      Lima, T. C., & Volpon, J. B. (2017). Tratamento cirúrgico do pé plano flexível em crianças e adolescentes por osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo ou artrorrise subtalar: revisão sistemática da literatura. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17142/tde-26042018-161555/
    • NLM

      Lima TC, Volpon JB. Tratamento cirúrgico do pé plano flexível em crianças e adolescentes por osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo ou artrorrise subtalar: revisão sistemática da literatura [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17142/tde-26042018-161555/
    • Vancouver

      Lima TC, Volpon JB. Tratamento cirúrgico do pé plano flexível em crianças e adolescentes por osteotomia de alongamento da coluna lateral do calcâneo ou artrorrise subtalar: revisão sistemática da literatura [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17142/tde-26042018-161555/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: