Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Metrics


Metrics:

Terceirização e impactos para a saúde e trabalho: uma revisão sistemática da literatura (2016)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: STICCA, MARINA GREGHI - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • DOI: 10.17652/rpot/2016.2.661
  • Subjects: TERCEIRIZAÇÃO; REVISÃO SISTEMÁTICA; SAÚDE OCUPACIONAL
  • Keywords: Outsourcing; Review; Health; Subcontratación; Revisión; Salud
  • Language: Português
  • Abstract: A terceirização acarreta diversas modificações nas atividades e contextos de trabalho, e impacta, também, a saúde do trabalhador. No entanto, a revisão da literatura aponta que as pesquisas realizadas na área focam, majoritariamente, aspectos financeiros e administrativos deste processo. Esta revisão sistemática buscou discorrer sobre a produção científica em relação à terceirização e seus impactos para a saúde, família e trabalho dos profissionais terceirizados. As bases de dados consultadas foram SciELO, ProQuest, PsycINFO e Scopus, no período de 2000 a 2015. Foram encontrados 1.754 artigos na fase de seleção inicial, sendo que 20 satisfizeram os critérios de inclusão. Os resultados evidenciaram impactos negativos na saúde dos trabalhadores terceirizados. Foram identificados nos estudos fatores desencadeadores de estresse, doenças relacionadas ao trabalho, riscos de acidentes, falta de suporte à saúde e à segurança, adoecimento psíquico, insegurança e esvaziamento do sentido atribuído ao trabalho. Também foram identificados artigos em que a precarização das condições de trabalho foi associada à terceirização, caracterizada por diferenças salariais e de benefícios, perda dos direitos trabalhistas, excesso de trabalho e falta de treinamento. A partir da revisão realizada, verificou-se escassez de estudos que focassem os impactos do processo de terceirização para a saúde dos profissionais terceirizados, evidenciando a necessidade de aprofundar as discussões sobre o temaLa subcontratación implica diversos cambios en las actividades y contextos del trabajo, y causa impacto también en la salud del trabajador. Sin embargo, tras una revisión bibliográfica, se ha percatado que las investigaciones llevadas a cabo en el área se centran principalmente en los aspectos financieros y administrativos de ese proceso. Esta revisión sistemática ha buscado discutir la producción científica en relación con la subcontratación y sus impactos en la salud, en la familia y en el trabajo de los profesionales subcontratados. Las bases de datos que se consultaron fueron SciELO, ProQuest, PsycINFO y Scopus, en el período 2000-2015. Se han encontrado, en la fase de selección inicial, con 1.754 artículos, entre los cuales 20 cumplieron los criterios de inclusión. Los resultados mostraron impactos negativos en la salud de los trabajadores subcontratados. Se han identificado en estudios factores desencadenantes de estrés, enfermedades relacionadas con el trabajo, riesgo de accidentes, falta de apoyo a la salud y a la seguridad, enfermedad mental, inseguridad y vaciedad del significado atribuido al trabajo. Además, se han identificado artículos en los que la precarización de las condiciones de trabajo fue asociada a la subcontratación, que se caracteriza por las diferencias salariales y de beneficios, la pérdida de los derechos laborales, el exceso de trabajo y la falta de práctica. A partir de la revisión realizada, se ha verificado escasez de estudios que focalizasen los impactos del proceso de subcontratación en la salud de los profesionales, lo que evidenció la necesidad de profundizarse discusiones sobre el tema
  • Imprenta:
  • Source:
  • Acesso online ao documento

    Online accessDOI or search this record in
    Informações sobre o DOI: 10.17652/rpot/2016.2.661 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de assinatura
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: bronze
    Versões disponíveis em Acesso Aberto do: 10.17652/rpot/2016.2.661 (Fonte: Unpaywall API)

    Título do periódico: Revista Psicologia, Organizações e Trabalho

    ISSN: 1984-6657,1984-6657

    • Melhor URL em Acesso Aberto:
      • Link para o PDF
      • Evidência: open (via free pdf)
      • Licença:
      • Versão: publishedVersion
      • Tipo de hospedagem: publisher


    • Outras alternativas de URLs em Acesso Aberto:
        • Link para o PDF
        • Evidência: open (via free pdf)
        • Licença:
        • Versão: publishedVersion
        • Tipo de hospedagem: publisher



    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP2861519pcd^2861519^Estantes Deslizantes
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MANDARINI, Marina Bernardo; ALVES, Amanda Martins; STICCA, Marina Greghi. Terceirização e impactos para a saúde e trabalho: uma revisão sistemática da literatura. Revista Psicologia, Organizações e Trabalho, Brasília, v. 16, n. 2, p. 143-152, 2016. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.17652/rpot/2016.2.661 > DOI: 10.17652/rpot/2016.2.661.
    • APA

      Mandarini, M. B., Alves, A. M., & Sticca, M. G. (2016). Terceirização e impactos para a saúde e trabalho: uma revisão sistemática da literatura. Revista Psicologia, Organizações e Trabalho, 16( 2), 143-152. doi:10.17652/rpot/2016.2.661
    • NLM

      Mandarini MB, Alves AM, Sticca MG. Terceirização e impactos para a saúde e trabalho: uma revisão sistemática da literatura [Internet]. Revista Psicologia, Organizações e Trabalho. 2016 ; 16( 2): 143-152.Available from: http://dx.doi.org/10.17652/rpot/2016.2.661
    • Vancouver

      Mandarini MB, Alves AM, Sticca MG. Terceirização e impactos para a saúde e trabalho: uma revisão sistemática da literatura [Internet]. Revista Psicologia, Organizações e Trabalho. 2016 ; 16( 2): 143-152.Available from: http://dx.doi.org/10.17652/rpot/2016.2.661