Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Who gets the anti-establishment vote? Crisis, elections, and populism in Western Europe (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FALABELLA, LEONARDO JAMEL EDIM - IRI
  • USP Schools: IRI
  • Subjects: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO; TECNOLOGIA DA COMUNICAÇÃO; DESENVOLVIMENTO AGRÍCOLA; DESENVOLVIMENTO RURAL; DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL; AGRICULTURA; ALIMENTOS; DESMATAMENTO; PRODUTIVIDADE
  • Keywords: Electoral success; Esquerda radical; Extrema direita; Extreme right; Polarização; Polarization; Populism; Populismo; Radical left; Sucesso eleitoral
  • Language: Inglês
  • Abstract: Por que a extrema direita cresce em alguns países europeus, ao passo que a esquerda radical cresce em outros? Em estudos sobre ambas as categorias de partido, testa-se frequentemente a hipótese segundo a qual eles têm janelas de oportunidade em crises. Ainda assim, pouco esforço vem sendo feito para comparar como eles se saem sob diferentes contextos econômicos. Este artigo preenche tal lacuna através de análise de dados em painel, com dados desagregados de oito países, em eleições entre 2002 e 2011. O artigo aponta que a votação da extrema direita aumenta significativamente com o desenrolar da crise de 2008, ao passo que não se encontram evidências correspondentes para a esquerda radical. Ademais, o apoio eleitoral à extrema direita é positivamente ligado a índices regionais de PIB per capita, e negativamente ligado a taxas de desemprego. Por contraste, partidos de esquerda radical se saem melhores onde o desemprego é alto. Os resultados sugerem que quedas na atividade econômica são majoritariamente benéficas à extrema direta, mas que tal efeito é crescentemente neutralizado em regiões de alto desemprego
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.08.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IRI2861729-10T324.24 F177w
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FALABELLA, Leonardo Jamel Edim; RIBEIRO, Pedro Feliú. Who gets the anti-establishment vote? Crisis, elections, and populism in Western Europe. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/101/101131/tde-09112017-150834/ >.
    • APA

      Falabella, L. J. E., & Ribeiro, P. F. (2017). Who gets the anti-establishment vote? Crisis, elections, and populism in Western Europe. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/101/101131/tde-09112017-150834/
    • NLM

      Falabella LJE, Ribeiro PF. Who gets the anti-establishment vote? Crisis, elections, and populism in Western Europe [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/101/101131/tde-09112017-150834/
    • Vancouver

      Falabella LJE, Ribeiro PF. Who gets the anti-establishment vote? Crisis, elections, and populism in Western Europe [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/101/101131/tde-09112017-150834/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: