Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Adolescentes, o aprimoramento cognitivo farmacológico e o acesso ao ensino superior (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TRIGUEIRO, EMILIA SUITBERTA DE OLIVEIRA - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: ENSINO MÉDIO; MEDICALIZAÇÃO; ADOLESCENTES; APTIDÃO COGNITIVA
  • Language: Português
  • Abstract: O aprimoramento cognitivo farmacológico refere-se ao uso de medicamentos por pessoas saudáveis para melhorar o funcionamento do cérebro e aprimorar o desempenho cognitivo. Um dos medicamentos mais utilizados no Brasil com esta finalidade é o cloridrato de metilfenidato, comercializado com o nome de Ritalina ou Concerta. Ele tem sido utilizado por universitários, empresários e profissionais da saúde que visam aumentar a capacidade produtiva para cumprir prazos e metas. Considerando que esta prática está se disseminando na sociedade e chegando aos alunos do ensino médio, optou-se por fazer um estudo cujo objetivo foi caracterizar a percepção de alunos do 3º ano do ensino médio de escolas públicas, privadas e profissionalizantes e de cursinhos públicos e privados das cidades de Juazeiro do Norte (CE), Fortaleza (CE) e São Paulo (SP), sobre o uso de medicamentos para aprimoramento cognitivo, buscando identificar condições preditoras ao uso dessas substâncias. Para atingir tal objetivo o procedimento de coleta de dados foi composto de duas etapas: a primeira desenvolveu-se por meio de um estudo quali-quantitativo, com aplicação de questionários, que buscou evidenciar um panorama geral sobre o tema, sendo realizada com 534 sujeitos oriundos do 3º ano do ensino médio de escolas públicas, privadas e profissionalizantes e de cursinhos públicos e privados das cidades de Juazeiro do Norte (CE), Fortaleza (CE) e São Paulo (SP). A partir dos dados colhidos foi realizada uma segunda etapacom 13 alunos da escola profissionalizante da cidade de Juazeiro do Norte (CE), com abordagem qualitativa e realização de grupo focal, que buscou aprofundar o entendimento dessas questões. No tratamento de dados da primeira etapa utilizou-se o teste não paramétrico Qui-quadrado, e na segunda etapa a Análise de Conteúdo. Os resultados apontaram que os alunos querem ingressar no ensino superior, mais do que outras opções, consideram esta a principal função da escola e se consideram preparados para tal. Trabalhar não é seu desejo imediato e por isso não consideram importante que a escola os prepare para tanto. A compreensão de fundamentos científico-tecnológicos e o aprimoramento como pessoa humana foram considerados aspectos importantes. Medicamentos para aprimoramento foram vistos como algo positivo que poderia ser usado às vésperas do vestibular; para ajudar nos momentos de pressão por parte dos pais e da escola, em que se sentem sobrecarregados pelas suas obrigações; para conseguir realizar múltiplas atividades; para garantir energia e concentração. Verificou-se ainda que dispor de informações sobre medicamentos e conhecer usuários predispõe a um possível uso. A possibilidade de consumir os medicamentos está presente em todas as cidades analisadas e em todas as instituições. Quando tiveram a oportunidade de pensar melhor sobre o tema e falar sobre ele nos grupos focais, os alunos conseguiram perceber os fatores envolvidos na adesão ao uso de substâncias, e o que leva osestudantes a consumi-las. Os dados levantados evidenciaram que os participantes se mostraram curiosos em relação a uma substância ainda desconhecida para muitos, mas que em suas fantasias pode ser interessante para ajudar a atingir seus objetivos. Conclui-se que este é um tema relevante e preocupante; por isso, sua discussão em diferentes meios deve ser aprofundada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.08.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300059603T BF724 T828a e.1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TRIGUEIRO, Emilia Suitberta de Oliveira; LEME, Maria Isabel da Silva. Adolescentes, o aprimoramento cognitivo farmacológico e o acesso ao ensino superior. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-13122017-085844/ >.
    • APA

      Trigueiro, E. S. de O., & Leme, M. I. da S. (2017). Adolescentes, o aprimoramento cognitivo farmacológico e o acesso ao ensino superior. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-13122017-085844/
    • NLM

      Trigueiro ES de O, Leme MI da S. Adolescentes, o aprimoramento cognitivo farmacológico e o acesso ao ensino superior [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-13122017-085844/
    • Vancouver

      Trigueiro ES de O, Leme MI da S. Adolescentes, o aprimoramento cognitivo farmacológico e o acesso ao ensino superior [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-13122017-085844/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: