Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise do fator transcricional de meiose grauzone em Culex quinquefasciatus infectado por Wolbachia (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PEREIRA, STELLA NOGUERA - IMT
  • USP Schools: IMT
  • Subjects: MEIOSE; CICLO CELULAR; GENÉTICA DO DESENVOLVIMENTO; GENÉTICA MOLECULAR; CULICIDAE
  • Language: Português
  • Abstract: Wolbachia pipientis é uma alfa-protobactéria intracelular obrigatória, endossimbionte de artrópodes e nematódeos que é herdada por via materna ao longo das gerações. A presença desta bactéria nos tecidos germinativos pode provocar nos hospedeiros alterações fenotípicas reprodutivas, como partenogênese, feminização genética de machos, morte de machos, incompatibilidade citoplasmática (IC) e alterações de fitness. Alguns mecanismos moleculares dessas alterações baseiam-se na modulação da expressão gênica do hospedeiro, ou seja, a bactéria pode suprimir ou estimular genes de forma a produzir ambiência favorável à manutenção da endossimbiose. Devido a esse potencial manipulador, Wolbachia tem sido testada como "ferramenta" para controle populacional de insetos vetores de patógenos. O mosquito Culex quinquefasciatus, naturalmente infectado por Wolbachia na região Neotropical, é um importante vetor de diversos patógenos que atingem humanos e animais. A presença da bactéria causa IC e altera o fitness no mosquito, mediante alterações temporais na ovogênese, fecundidade e fertilidade reprodutivas. Sabe-se que a presença da Wolbachia altera a expressão do gene grauzone e há fortes indícios de que esta expressão diferencial induza à IC em Cx. quinquefasciatus. Sabe-se também que este gene possui duas cópias parálogas em Cx. quinquefasciatus, porém estudos observaram a relevância de apenas um parálogo como importante regulador dos ciclos celulares da ovogênese e espermatogênese. No entanto, as bases genéticas dos fenótipos IC e "fitness alterado" do modelo Wolbachia-Cx. quinquefasciatus Neotropical ainda permanecem desconhecidas.Objetivamos inicialmente neste modelo quantificar e silenciar a expressão do gene grauzone (ambos parálogos) para suportar a hipótese pré-existente de que a superexpressão deste gene em mosquitos infectados por Wolbachia causa as alterações fenotípicas reprodutivas. Durante o desenvolvimento do projeto houve intercorrências que alteraram o rumo do trabalho: a necessidade de substituição da colônia experimental de mosquitos devido a baixas demográficas e à alta variabilidade intraespecífica do gene grauzone. Frente às intercorrências, formulamos como neo-objetivo a comparação filogenética entre as variantes do gene grauzone. Detectamos também variabilidade em um dos parálogos e concluímos que as cópias parálogas do gene encerram proteínas estruturalmente distintas e talvez funcionalmente distintas no tocante à alteração reprodutiva (IC) causada pela presença da Wolbachia. Foi possível observar que fêmeas infectadas apresentam amplificações de grauzone mais intensas quando comparadas com fêmeas não-infectadas no 4° dia de emergência, corroborando dados da literatura. Em conjunto, esses achados indicam que é promissora a continuidade do estudo do papel de grauzone na IC, mas demonstra também que este gene é mais complexo do que se imaginava, o que demandará maior esforço investigativo. A expectativa de uso futuro de Wolbachia como controlador biológico de mosquitos-vetores poderá se beneficiar de estudos como aqui proposto.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.11.2017

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IMT340000045886417
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREIRA, Stella Noguera; SUESDEK, Lincoln. Análise do fator transcricional de meiose grauzone em Culex quinquefasciatus infectado por Wolbachia. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.
    • APA

      Pereira, S. N., & Suesdek, L. (2017). Análise do fator transcricional de meiose grauzone em Culex quinquefasciatus infectado por Wolbachia. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Pereira SN, Suesdek L. Análise do fator transcricional de meiose grauzone em Culex quinquefasciatus infectado por Wolbachia. 2017 ;
    • Vancouver

      Pereira SN, Suesdek L. Análise do fator transcricional de meiose grauzone em Culex quinquefasciatus infectado por Wolbachia. 2017 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: