Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Papel de células T reguladoras no desenvolvimento da dor neuropática: inibição da resposta de perfil Th1 no local da lesão (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FERREIRA, MARCELA DAVOLI - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: LINFÓCITOS T; DOR; SISTEMA NERVOSO; SISTEMA IMUNE; IMUNOPATOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: ao contrário do observado em animais que receberam células Treg provenientes de animais WT, sugerindo que o papel antinociceptivo desta subpopulação seja dependente de IL-10. Em contraste com estudos anteriores, não observamos infiltrado de células Foxp3+ nos gânglios da raiz dorsal (GRDs) e na da medula espinal após lesão de nervos periféricos. Entretanto, na ausência de Treg detectamos aumento dos níveis de expressão de marcadores de ativação de macrófagos e de lesão neuronal nos GRDs, sugerindo que a intensa inflamação periférica observada após depleção dessas células pode, indiretamente, induzir a ativação de células residentes nestes órgãos. De modo importante, a neutralização de IFN-γ em animais deficientes para Tregs reverteu a ativação de macrófagos residentes dos GRDs. Adicionalmente, observamos que a ausência de células Foxp3+ gera um sutil aumento na frequência de células microgliais ativadas na medula espinal, evento que também poderia contribuir com o aumento da hiperalgesia observada. Em conjunto, nossos dados demonstram que as células Treg modulam negativamente a resposta de perfil Th1 no local da lesão e controlam, de modo indireto, a ativação de células residentes nos GRDs e na medula espinal, limitando assim o desenvolvimento da hipernocicepção mecânica após lesão de nervos periféricosA dor neuropática é uma condição debilitante causada por danos ao sistema nervoso somatossensorial, como lesões dos nervos periféricos. As células do sistema imune, em particular as células T, desempenham um papel fundamental no desenvolvimento deste processo. As células T reguladoras (Treg) são uma pequena subpopulação de células que previnem a auto imunidade, limitam a imunopatologia e mantêm a homeostase imunológica. Recentemente, demonstrou-se que células Treg reduzem a dor neuropática após lesão de nervos periféricos, no entanto, os mecanismos pelos quais essas células atuam ainda não estão esclarecidos. Neste trabalho, nós demonstramos que a transferência adotiva de células TCD4+Foxp3+ (Treg), bem como a expansão farmacológica desta subpopulação, reduz a hipernocicepção mecânica após ligação parcial do nervo ciático (PSNL). Em contrapartida, animais deficientes condicionais para Foxp3 apresentam um intenso infiltrado de leucócitos, em particular de linfócitos TCD4+, no local da lesão, associado a um quadro de maior hipernocicepção mecânica. Embora o perfil transcricional de citocinas anti-inflamatórias no tecido lesionado não tenha sido substancialmente alterado pela ausência dessas células reguladoras, nós observamos níveis aumentados de IFN-γ, Tbet e pSTAT-1, mas não de RORγT e GATA-3, sugerindo que as Treg modulam a resposta de perfil Th1 no local da lesão e, desse modo, limitam o desenvolvimento da hipernocicepção. Corroborando estes dados, a neutralização de IFN-γ impede a exacerbação da hipernocicepção observada após a depleção desta subpopulação. Adicionalmente, elevados níveis de expressão de IL-10 foram observados em células Treg isoladas de nervos lesionados. Ao transferirmos Treg deficientes para esta citocina para animais depletados de células Foxp3+, não observamos redução da hipernocicepção mecânica,
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.11.2017

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200069405Ferreira, Marcela Davoli
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Marcela Davoli; CUNHA, Thiago Mattar. Papel de células T reguladoras no desenvolvimento da dor neuropática: inibição da resposta de perfil Th1 no local da lesão. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.
    • APA

      Ferreira, M. D., & Cunha, T. M. (2017). Papel de células T reguladoras no desenvolvimento da dor neuropática: inibição da resposta de perfil Th1 no local da lesão. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ferreira MD, Cunha TM. Papel de células T reguladoras no desenvolvimento da dor neuropática: inibição da resposta de perfil Th1 no local da lesão. 2017 ;
    • Vancouver

      Ferreira MD, Cunha TM. Papel de células T reguladoras no desenvolvimento da dor neuropática: inibição da resposta de perfil Th1 no local da lesão. 2017 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: