Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O direito de acesso à informação e o sigilo econômico nas empresas estatais (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARVALHO, GUILHERME SIQUEIRA DE - FD
  • USP Schools: FD
  • Sigla do Departamento: DES
  • Subjects: EMPRESAS ESTATAIS; DIREITO À INFORMAÇÃO; SIGILO COMERCIAL; INFORMAÇÃO SIGILOSA
  • Language: Português
  • Abstract: A visibilidade do poder é um elemento imprescindível a qualquer regime democrático, razão pela qual na democracia a publicidade deve ser a regra, limitando-se o sigilo às excepcionais circunstâncias em que ele é necessário à proteção de interesses legítimos. Entre essas exceções, tem sido pouco estudado o sigilo atribuído às informações custodiadas por empresas estatais sob o argumento da necessidade de resguardar interesses econômicos, tema que ganhou especial relevância após o advento da Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011). A presente pesquisa busca identificar as modalidades de sigilo econômico reconhecidas como legítimas na prática da administração pública federal, analisando-as à luz dos parâmetros e diretrizes de acesso à informação propostos por organizações da sociedade civil e organismos internacionais. O objetivo é saber se o tratamento dispensado ao tema na realidade jurídica brasileira é compatível com os critérios internacionais considerados como imprescindíveis à circunscrição do sigilo ao mínimo necessário, de modo a evitar sua indevida expansão sobre o terreno da publicidade. Após apresentar, no Capítulo 2, maiores detalhes sobre a formação e os principais pontos da política legislativa internacional sobre o acesso à informação, os capítulos seguintes comparam a realidade brasileira, a partir de precedentes da Controladoria Geral da União, e os parâmetros internacionais em relação aos seguintes pontos: (i) o grau de vinculação das empresas estatais aos deveres de publicidade decorrentes do direito de acesso à informação; (ii) as modalidades de sigilo econômico reconhecidas como legítimas exceções à regra da publicidade; e (iii) os arranjos institucionais e jurídicos voltados a induzir a limitação da aplicação do sigilo aos casos concretos. O estudo dessas questões indica a existência de ao menos quatro modalidadesde sigilo econômico – sigilo concorrencial, sigilo das companhias abertas, sigilo contratual e sigilo escritural –, as quais, no entanto, carecem de disciplina legal adequada, bem como de regramento processual que assegure a limitação dessas hipóteses ao mínimo necessário para a preservação dos interesses econômicos da administração pública. Conclui-se, ao final, que embora a lei brasileira apresente um elevado grau de aderência aos parâmetros internacionais, o tratamento dispensado ao sigilo econômico é disfuncional, comportando aprimoramentos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.08.2017

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FD20400221444342.721:355.401(043) C323d DES
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Guilherme Siqueira de; ALMEIDA, Fernando Menezes de. O direito de acesso à informação e o sigilo econômico nas empresas estatais. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.
    • APA

      Carvalho, G. S. de, & Almeida, F. M. de. (2017). O direito de acesso à informação e o sigilo econômico nas empresas estatais. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Carvalho GS de, Almeida FM de. O direito de acesso à informação e o sigilo econômico nas empresas estatais. 2017 ;
    • Vancouver

      Carvalho GS de, Almeida FM de. O direito de acesso à informação e o sigilo econômico nas empresas estatais. 2017 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: