Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise espacial da vulnerabilidade das praias do Estado de Santa Catarina a ondas por meio de um índice multicritério (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SERAFIM, MIRELA BARROS - IO
  • USP Schools: IO
  • Sigla do Departamento: IOF
  • Subjects: GEOPROCESSAMENTO; EROSÃO MARINHA; INUNDAÇÕES; MODELOS NUMÉRICOS DE CIRCULAÇÃO; LITORAL
  • Language: Português
  • Abstract: A manifestação de danos em infraestruturas costeiras decorrente da ação de ondas tem estimulado avaliações de vulnerabilidade para fins de gestão integrada da costa. Os municípios costeiros do Estado de Santa Catarina concentram 28% de sua população e sua interface com o oceano é predominantemente composta por praias arenosas dominadas por ondas. Impactos costeiros relacionados a processos dominados por ondas, sobretudo às escalas local e regional, podem ser ainda mais danosos do que os ocasionados por processos naturais de larga escala (p. ex., a subida do nível do mar). A abordagem utilizada neste estudo consiste na definição de um índice multicritério de vulnerabilidade a ondas de maior frequência de ocorrência e de tempestade para o litoral de Santa Catarina. O índice de vulnerabilidade (IVC) foi obtido a partir da integração entre o índice de capacidade adaptativa, composto por variáveis socioeconômicas e de ocupação (área ocupada, distância entre a ocupação e a linha de costa, número de residentes, renda por residente e número de domicílios de uso ocasional), e o índice de suscetibilidade - composto por variáveis do meio físico (altura significativa de onda, gradiente de deriva litorânea potencial, largura de praia, elevação e declividade). A dinâmica costeira resultante da incidência de ondas sobre as manchas urbanas na área em perigo é analisada através de produtos de modelagem numérica, integrados às demais variáveis em ambiente de Sistema de Informação Geográfica (SIG). A relevância das variáveis na composição do índice foi avaliada pelo método de decisão multicritério AHP (analytic hierarchy process). As variáveis e os índices foram representados em cinco classes de vulnerabilidade (muito baixa, baixa, média, alta e muito alta) nos setores do Plano Estadual de Gerenciamento Costeiro (GERCO/SC). Com base na opinião de especialistas, as variáveis físicas foram consideradas (continua)(continuação) maisrelevantes do que as socioeconômicas. Os setores mais suscetíveis e vulneráveis são: centro-sul, sul, norte, centro-norte e centro, respectivamente. Já os setores de menor capacidade adaptativa são: centro-norte, centro,norte,centro-sul e sul, respectivamente. Abaixa presença de residentes eocupações na área em perigo, bem como as maiores distâncias entre a ocupação e a linha decosta - variáveis utilizadas na determinação da capacidade adaptativae que favorecem a redução davulnerabilidade- apresentaram um papel secundário na determinação do IVC para os setorescentro-sule sul. Os setores ao norte do Estado sãomenos suscetíveis e vulneráveis, todavia se encontram intensamente ocupados em praias com menoreslarguras de faixa de areia,terrenos planos e combaixa declividade (segmentos de maiorsuscetibilidade). A maior ocorrência de danos por erosão e inundação, atualmente observada ao norte do Estado, pode ser facilmente revertida caso haja aexpansãode áreas ocupadaspróximo às linhas decosta dos setorescentro-sul e sul, tendo em vista a altasuscetibilidade eosbaixos valores de renda e de segunda-moradia encontrados ao sul do Estado.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.06.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IO2886539-1001.33 S487a Tese Mestr.
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SERAFIM, Mirela Barros; SIEGLE, Eduardo; BONETTI FILHO, Jarbas. Análise espacial da vulnerabilidade das praias do Estado de Santa Catarina a ondas por meio de um índice multicritério. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21136/tde-19032018-144737/pt-br.php >.
    • APA

      Serafim, M. B., Siegle, E., & Bonetti Filho, J. (2017). Análise espacial da vulnerabilidade das praias do Estado de Santa Catarina a ondas por meio de um índice multicritério. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21136/tde-19032018-144737/pt-br.php
    • NLM

      Serafim MB, Siegle E, Bonetti Filho J. Análise espacial da vulnerabilidade das praias do Estado de Santa Catarina a ondas por meio de um índice multicritério [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21136/tde-19032018-144737/pt-br.php
    • Vancouver

      Serafim MB, Siegle E, Bonetti Filho J. Análise espacial da vulnerabilidade das praias do Estado de Santa Catarina a ondas por meio de um índice multicritério [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21136/tde-19032018-144737/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: