Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Dimensão fractal e métodos quantitativos aplicados ao estudo de comunidades do macrobentos marinhos (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RODRIGUES, CARINA WAITEMAN - IO
  • USP Schools: IO
  • Sigla do Departamento: IOB
  • Subjects: CRUSTACEA; AMPHIPODA; ALGAS MARINHAS; UBATUBA (SP)
  • Language: Português
  • Abstract: A macroalga Sargassum C. Agardh é de reconhecida importância ecológica nos ecossistemas costeiros, particularmente nas comunidades de costões rochosos de regiões tropicais e temperadas quentes. Está amplamente distribuída na costa sudeste brasileira, sendo frequente em costões rochosos de locais moderados ou protegidos do embate de ondas. Nesses ambientes pode formar bancos densos e extensos, estruturalmente complexos, capaz de prover microhabitats variados para uma grande diversidade de organismos. Os bancos de Sargassum são suscetíveis a mudanças sazonais na sua biomassa e/ou estado fisiológico relacionados a fatores abióticos e bióticos, sendo que essas variações podem influenciar drasticamente a distribuição e densidade dos organismos associados às algas. A complexidade desse substrato tem sido avaliada por meio de várias medidas, sendo quantitativas, como peso, as mais utilizadas. O presente trabalho tem como objetivo avaliar o desempenho de diferentes medidas quantitativas da complexidade estrutural de bancos de Sargassum filipendula i) no desenvolvimento temporal da complexidade estrutural da alga em dois ambientes hidrodinamicamente diferentes e ii) na composição e distribuição dos organismos epifaunais. Foram coletadas 15 frondes de S. filipendula por mês, durante 13 meses, nas praias da Fortaleza e do Lamberto, Ubatuba, SP. A fauna presente nessas frondes foi obtida através de lavagem e peneiramento contínuo. O período de amostragem caracterizou-se por ser atípico, apresentando altas temperaturas ao longo de todo o ano e um verão com baixa pluviometria. Este fato influenciou fortemente a variação sazonal do S. filipendula e epífitas associadas, ocasionando elevados valores de peso seco entre a primavera e verão. Os resultados das comparações das medidas analisadas mostraram que um único parâmetro não é representativo da complexidade (continua)(continuação) estrutural da alga, uma vez que cada medida apresentou diferenças em relação à abundância e diversidade da fauna. Estes dois indicadores também mostraram correlação positiva com todos os parâmetros de complexidade do substrato. Houve diferença significativa entre as praias, e as frondes do Lamberto foram estruturalmente mais complexas, suportando a maior abundância. Contudo, foram as frondes do Fortaleza que exibiram os maiores valores de riqueza de grupos. Discute-se o emprego de mais uma de uma medida quantitativa para mensurar a complexidade estrutural do habitat.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.10.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IO2886600-1003.316.2 R612d Tese Doutor.
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RODRIGUES, Carina Waiteman; PIRES-VANIN, Ana Maria Setúbal. Dimensão fractal e métodos quantitativos aplicados ao estudo de comunidades do macrobentos marinhos. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21134/tde-15032018-141840/pt-br.php >.
    • APA

      Rodrigues, C. W., & Pires-Vanin, A. M. S. (2017). Dimensão fractal e métodos quantitativos aplicados ao estudo de comunidades do macrobentos marinhos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21134/tde-15032018-141840/pt-br.php
    • NLM

      Rodrigues CW, Pires-Vanin AMS. Dimensão fractal e métodos quantitativos aplicados ao estudo de comunidades do macrobentos marinhos [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21134/tde-15032018-141840/pt-br.php
    • Vancouver

      Rodrigues CW, Pires-Vanin AMS. Dimensão fractal e métodos quantitativos aplicados ao estudo de comunidades do macrobentos marinhos [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21134/tde-15032018-141840/pt-br.php