Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O Relato Integrado sob a ótica da Economia Ecológica: uma análise multimétodo (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOSA, PABLO RICARDO BELOSEVICH - IEE
  • USP Schools: IEE
  • Subjects: MEIO AMBIENTE; ECONOMIA AMBIENTAL; SUSTENTABILIDADE
  • Keywords: Capital Natural; Corporate Sustainability; Ecological Economics; Economia Ecológica; IIRC; IIRC; Integrated Reporting; Natural Capital; Relato Integrado; Sustentabilidade Corporativa
  • Language: Português
  • Abstract: A Economia Ecológica traz como principal fundamento a limitação biofísica do Capital Natural como fonte primária na geração de Serviços Ecossistêmicos demandados pela sociedade. A discussão sobre os limites ecossistêmicos ganhou expressão internacional nas reflexões trazidas pelo relatório Limits to Growth (1972) e consolidou-se na Avaliação Ecossistêmica do Milênio (2005). A diretriz de limitação das atividades econômicas à capacidade de suporte dos ecossistemas vem sendo incorporada no contexto da governança ambiental global, por meio de conferências, convenções e tratados voltados para a governança de temáticas como mudanças climáticas, gestão de recursos hídricos e biodiversidade. No entanto, desde a publicação do Clube de Roma (1968), (um alerta sobre a vulnerabilidade do crescimento econômico às limitações do capital natural) houve predominância, no setor empresarial, de abordagens pautadas nos conceitos Triple Bottom Line e de Ecoeficiência, deixando em segundo plano a discussão sobre os limites ecossistêmicos. Os relatórios de sustentabilidade, instrumentos voltados à divulgação de informações socioambientais das empresas aos seus Stakeholders, refletem também esta trajetória de ênfase a estas abordagens. Entretanto, o advento do Relato Integrado (RI), traz elementos em sua Estrutura, documentos-base e em discursos de sua entidade propositora (o International Integrated Reporting Council - IIRC), que sugerem aderência ao entendimento da Economia Ecológica. Ou seja,de que o Capital Natural provê o ambiente sobre o qual os outros capitais se apoiam. Em função disto, este estudo teve como objetivo geral verificar se o RI corresponde a uma iniciativa alinhada aos fundamentos da Economia Ecológica. O alinhamento do RI a tais fundamentos, o configuraria como um marco no setor empresarial, correspondendo a uma iniciativa pioneira, permitindo considerá-lo um potencial vetor de mudança sobre os paradigmas atuais de gestão corporativa. Para elucidar esta questão realizou-se uma análise multimétodo, em três etapas. Nas duas primeiras analisaram-se os documentos: Estrutura Internacional para Relato Integrado (2013), o CAPITALS: Background Paper for (2013) e os Relatórios Integrados divulgados pelas 6 organizações brasileiras selecionadas, para os anos de 2014 e 2015. Na última etapa de entrevistas verificou-se o discurso dos gestores de cada empresa. Os resultados avaliam a aderência de tais documentos e dos discursos aos fundamentos da Economia Ecológica. O estudo conclui que o RI não corresponde a uma iniciativa alinhada com os fundamentos da Economia Ecológica e, entre seus principais resultados, destaca: i) as divergências encontradas entre os documentos produzidos pelo IIRC, quanto ao seu alinhamento aos fundamentos da Economia Ecológica, que comprometem o potencial do RI como vetor de transformação da governança corporativa; ii) a baixa incidência de elementos e abordagens alusivas a tais fundamentos nos relatórios analisados, além deque, iii) para os casos em que o alinhamento a tais fundamentos foi detectado, não há relação com a adoção das diretrizes do IIRC. O estudo contribui ainda com a sugestão de modificações na Estrutura Internacional para Relato Integrado, no sentido de orientar o alinhamento da iniciativa aos fundamentos da Economia Ecológica, diferenciando-a no que tange à gestão ambiental corporativa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.03.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IEE30400007783D-PROCAM/USP T.802di
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOSA, Pablo Ricardo Belosevich; IGARI, Alexandre Toshiro; SINISGALLI, Paulo Antonio de Almeida. O Relato Integrado sob a ótica da Economia Ecológica: uma análise multimétodo. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-09052018-180833/ >.
    • APA

      Sosa, P. R. B., Igari, A. T., & Sinisgalli, P. A. de A. (2018). O Relato Integrado sob a ótica da Economia Ecológica: uma análise multimétodo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-09052018-180833/
    • NLM

      Sosa PRB, Igari AT, Sinisgalli PA de A. O Relato Integrado sob a ótica da Economia Ecológica: uma análise multimétodo [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-09052018-180833/
    • Vancouver

      Sosa PRB, Igari AT, Sinisgalli PA de A. O Relato Integrado sob a ótica da Economia Ecológica: uma análise multimétodo [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-09052018-180833/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: