Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Tratamento de dor lombar crônica em uma clínica de neurocirurgia de um município do interior de São Paulo: aspectos falicitadores e dificultadores (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ROMEO, VELAINI MARIA FABBRI - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Subjects: DOR LOMBAR; DOR CRÔNICA; COOPERAÇÃO DO PACIENTE
  • Language: Português
  • Abstract: A dor lombar crónica é um importante problema de Saúde Pública. Profissionais de saúde que trabalham com doenças crónicas com frequência se deparam com as dificuldades que alguns pacientes apresentam em aderir aos tratamentos prescritos. Analisamos a adesão ao tratamento de pacientes com dor lombar crónica, em uma clínica de neurocirurgia do interior paulista e implementamos um guia de orientação que facilite a adesão ao tratamento da dor lombar crónica desses pacientes, demanda discutida com os gestores da clínica. A adesão terapêutica foi o referencial desse estudo. Utilizamos um método transversal e descritivo com abordagem qualitativa, e instrumento de coleta de dados, entrevista semiestruturada e fonte documental. Foram considerados sujeitos do estudo, todos os pacientes que procuraram atendimento na referida clínica de neurocirurgia com patologias da coluna vertebral, no período de seis meses (Fevereiro à Agosto) referente ao ano de 2017 com idade superior a 18 anos. Foram incluidos pacientes com diagnóstico médico de dor lombar crónica especifica e inespecifica há pelo menos seis meses, com capacidade de expressão e comunicação preservados. A entrevista semiestruturada, abordou a compreensão dos pacientes quanto ao diagnóstico médico, ao tratamento e uma pergunta aberta para expressarem a percepção sobre a dor lombar no seu cotidiano. Para a análise dos dados utilizamos a Análise de Conteúdo. Na caracterização dos sujeitos, encontramos 57,2% do sexo feminino, a faixa etária predominante 62% foi entre 40 a 59 anos. Estado civil, 66,7% casados, escolaridade 47,6% ensino superior completo, cor da pele auto referida, branca 90,5%. Quanto ao IMC prevaleceu sobrepeso com 42,9%, profissão 33,3% eram do lar, ocupação 38% estavam ativos e quanto ao tempo de dor, de 1 a 5 anos, 62% e 76,2% dos participantes do estudo não faziam atividade física. Consideramos que analisar o conceito de adesão e seus fatoresmultidimensionais facilitou compreender as diferentes formas de lidar com a DLC. Destacamos as redes de apoio (trabalho, família e amigos), o bom relacionamento entre o profissional de saúde e o paciente promovendo uma compreensão sobre seu diagnóstico e tratamento. Importante promover o acolhimento, escuta qualificada para que o paciente se tome o sujeito ativo do seu tratamento e reabilitação. Para isto, a integralidade do cuidado depende de um novo arranjo de práticas e conformações dos serviços de saúde que incluam a singularidade dos sujeitos. O estudo inicialmente pactuado e os resultados serão devolvidos para os gestores do local de estudo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.01.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROMEO, Velaini Maria Fabbri; BRIENZA, Adriana Mafra. Tratamento de dor lombar crônica em uma clínica de neurocirurgia de um município do interior de São Paulo: aspectos falicitadores e dificultadores. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018.
    • APA

      Romeo, V. M. F., & Brienza, A. M. (2018). Tratamento de dor lombar crônica em uma clínica de neurocirurgia de um município do interior de São Paulo: aspectos falicitadores e dificultadores. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Romeo VMF, Brienza AM. Tratamento de dor lombar crônica em uma clínica de neurocirurgia de um município do interior de São Paulo: aspectos falicitadores e dificultadores. 2018 ;
    • Vancouver

      Romeo VMF, Brienza AM. Tratamento de dor lombar crônica em uma clínica de neurocirurgia de um município do interior de São Paulo: aspectos falicitadores e dificultadores. 2018 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: