Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação da histocompatibilidade do implante de ácido glicólico/ácido lático (PLGA) na laringe de coelhos (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: REBECHI, GISELI - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: LARINGE; COLÁGENO; HISTOLOGIA; FACE
  • Keywords: Colágeno; Histologia; Implante; Laringe; Collagen; Histology; Implant; Larynx
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Diversas afecções laríngeas exigem o uso de enxertos para correção de insuficiências anatômicas ou de múltipla aplicação de fármacos para controle da doença. Alguns bioimplantes, especialmente aqueles com propriedades de liberação controlada de drogas, podem ser úteis no tratamento dessas afecções laríngeas, como a papilomatose laríngea. O poli ácido lático-co-glicólico (PLGA), tem sido bastante testado em aplicações intraoculares e topicamente na cavidade nasal, com resultados bastante promissores. No entanto, um implante de PLGA nunca foi avaliado quanto à sua biocompatibilidade em tecidos laríngeos. Objetivo: Avaliar as alterações histológicas decorrentes da aplicação de PLGA em laringes de coelhos. Materiais e Métodos: Grupos de sete a oito coelhos foram sacrificados em diferentes tempos pós-manipulação cirúrgica (1, 2, 4 e 8 semanas), comparando o lado implantado com PLGA e o lado sham-operado. Os achados histopatológicos foram comparados entre os dois grupos em cada tempo cirúrgico, assim como foi avaliada a diferença comparada a laringes não manipuladas. Resultados: A implantação de PLGA promoveu maior infiltração de células inflamatórias, indução de fibrose e neovascularização até a 4ª semana pós-operatória avaliada. No entanto, após oito semanas de evolução, as hemilaringes implantadas com PLGA se apresentaram semelhantes às laringes sham-operadas, ou mesmo não manipuladas cirurgicamente, com retorno quase que completo às condições basais. Por outrolado, não houve diferença da quantidade de depósito de colágeno tipo I e III nas hemilaringes implantadas com PLGA, em nenhum dos tempos avaliados. Conclusão: O implante de PLGA parece ser seguro para aplicações intralaríngeas, produzindo reações inflamatórias nas quatro primeiras semanas, mas que são reversíveis em oito semanas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.02.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REBECHI, Giseli; TAMASHIRO, Edwin. Avaliação da histocompatibilidade do implante de ácido glicólico/ácido lático (PLGA) na laringe de coelhos. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-17042018-141102/ >.
    • APA

      Rebechi, G., & Tamashiro, E. (2018). Avaliação da histocompatibilidade do implante de ácido glicólico/ácido lático (PLGA) na laringe de coelhos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-17042018-141102/
    • NLM

      Rebechi G, Tamashiro E. Avaliação da histocompatibilidade do implante de ácido glicólico/ácido lático (PLGA) na laringe de coelhos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-17042018-141102/
    • Vancouver

      Rebechi G, Tamashiro E. Avaliação da histocompatibilidade do implante de ácido glicólico/ácido lático (PLGA) na laringe de coelhos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-17042018-141102/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: