Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Atividade das desidrogenases de leveduras como parâmetro em teste de toxicidade (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, ANA PAULA MARIA DA - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Subjects: BIOINDICADORES; ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS; ECOTOXICOLOGIA; ENZIMAS OXIRREDUTORAS; LEVEDURAS; METAIS PESADOS; SOLVENTE
  • Language: Português
  • Abstract: Devido à grande expansão das cidades e seu acelerado crescimento e industrialização, a contaminação d'águas vem aumentando rapidamente, resultado de despejos não controlados em rios e solos, oferecendo um grande risco à saúde. Sendo assim, neste trabalho foi realizada a medição da atividade das desidrogenases (envolvidas na respiração e/ou fermentação), por meio da conversão do 2,3,5-trifenil cloreto de tetrazólio (TTC) em 1,3,5-trifenil formazan (TPF), como parâmetro em teste de toxicidade. Para isto, foram utilizadas leveduras da espécie Saccharomyces cerevisiae, liofilizadas de panificação, como bioindicadoras da presença de elementos possivelmente tóxicos na água, através da medida da atividade metabólica pela conversão do TTC em TPF, sendo denominado de YTOX. No estudo da atividade das desidrogenases, os diferentes fermentos liofilizados de panificação não apresentaram distinção entre si, como também, não demonstraram diferença em relação a atividade das desidrogenases na presença de cádmio, sendo constatada a capacidade de recuperação metabólica da levedura após a exposição ao metal. Além disso, foi utilizada levedura PE-2 fresca para comprovar que o comportamento enzimático é similar, tanto em leveduras frescas como em liofilizadas. Acrescentando que o tempo de recuperação metabólica das leveduras é proporcional às concentrações de metais no meio. Os íons livres dos metais Al, Pb, Zn, Cr, Ba e o semimetal As, causam inibição da atividade das desidrogenases em suasrespectivas concentrações, sendo este o primeiro relato da utilização de Ba em estudos com leveduras. No estudo de complexação, fica comprovado que metais complexados causam baixíssima ou nenhuma toxicidade à atividade das desidrogenases da levedura. Também foram testados solventes, como álcool butílico, ácido acético, isopropanol, acetona, cloreto de metila, clorofórmio, acetato de etila, hexano, álcool metílico, benzeno e peróxido de hidrogênio, apresentaram toxicidade por meio da inibição da atividade das desidrogenases em suas concentrações correspondentes. O teste comparativo foi a germinação de sementes de pepino (Cucumis sativus) em soluções de metais com as mesmas concentrações que o YTOX, o que possibilitando comprovar que leveduras são excelentes bioindicadoras de contaminação, por apresentarem um alto grau de homologia com eucariotos superiores, permitindo assim, avaliar aspectos relevantes em relação aos efeitos tóxicos dos compostos avaliados com a biologia humana, além de ser de fácil manutenção e resistente às pequenas variações ambientais. Este trabalho apresenta contribuição no conhecimento sobre atividade das desidrogenases em relação à toxicidade de metais, semimetal e solventes estudados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.02.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Ana Paula Maria da; GOMES, Luiz Humberto. Atividade das desidrogenases de leveduras como parâmetro em teste de toxicidade. 2018.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-15052018-132829/ >.
    • APA

      Silva, A. P. M. da, & Gomes, L. H. (2018). Atividade das desidrogenases de leveduras como parâmetro em teste de toxicidade. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-15052018-132829/
    • NLM

      Silva APM da, Gomes LH. Atividade das desidrogenases de leveduras como parâmetro em teste de toxicidade [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-15052018-132829/
    • Vancouver

      Silva APM da, Gomes LH. Atividade das desidrogenases de leveduras como parâmetro em teste de toxicidade [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-15052018-132829/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: