Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O efeito do anti-IL-17 na inflamação, remodelamento e estresse oxidativo em modelo experimental de inflamação pulmonar alérgica crônica exacerbado por LPS (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAMARGO, LEANDRO DO NASCIMENTO - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: INTERLEUCINAS; TECIDO CONJUNTIVO SUBCUTÂNEO; DOENÇAS PULMONARES INTERSTICIAIS; ASMA; DOENÇAS RESPIRATÓRIAS; PULMÃO; INFLAMAÇÃO; LIPOPOLISSACARÍDEOS
  • Keywords: Asthma; Inflammation; Interleukin-17/immunology; Lipopolysaccharides; Lung; Lung diseases interstitial; Parenchymal tissue; Tecido parenquimatoso
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: A inflamação desempenha um papel central no desenvolvimento da asma, que é considerada uma doença alérgica com um perfil inflamatório clássico Th2. No entanto, as citocinas de perfil IL-17 tem sido estudadas para melhor compreender sua participação na fisiopatologia desta doença. Pacientes asmáticos graves apresentam exacerbações freqüentes, sendo a causa infecciosa um dos principais desencadeantes e que podem perpetuar as respostas inflamatórias. A resposta Th17 pode estar claramente associada a esses eventos. OBJETIVO: Este estudo avaliou os efeitos da terapia com anticorpo monoclonal anti-IL-17 nas alterações presentes nos septos alveolares em um modelo experimental de inflamação pulmonar alérgica crônica exacerbado por LPS. MÉTODOS: Foram utilizados 60 camundongos macho da espécie BALB/c, sendo sensibilizados com ovoalbumina intraperitoneal e repetidamente expostos à inalação com ovoalbumina, seguidos por tratamento com ou sem anti-IL-17. Vinte e quatro horas antes do final do protocolo experimental de 29 dias, dois grupos receberam LPS intratraqueal (0,1 mg/ml, sendo os grupos OVA-LPS e OVA-LPS anti-IL-17). Posteriormente, avaliamos o fluido do lavado broncoalveolar (FLBA), por morfometria quantificamos o recrutamento das células apresentadoras de antígenos (FOXP3 e células dendríticas), de eosinófilos, a expressão celular de citocinas próinflamatórias (TNF-alfa, IL-2, IL-4, IL-5, IL-6, IL13 e IL-17), anti-inflamatórias (IL-10), quimiocina (TARC), além da quantificação de IL-6 por RT-PCR.e das proteínas Rho quinase 1 e 2 (p < 0,05). Não houve diferenças no diâmetro alveolar médio entre todos os grupos experimentais. CONCLUSÃO: Esses dados sugerem que a inibição da IL-17 pode ser uma via terapêutica promissora para o tratamento da inflamação alérgica crônica, mesmo durante uma exacerbação e pode contribuir para o controle da inflamação Th1/ Th2/Th17, da expressão de quimiocinas, do remodelamento da matriz extracelular e do estresse oxidativo. As vias sinalizadoras de NF-kB e Rho-quinase estão envolvidas no controle dessas respostas neste modelo de inflamação alérgica crônica exacerbado pelo LPSAvaliamos também elementos da matriz extracelular (fibras colágenas tipo I e III, MMP-9, MMP-12, TIMP-1, TGF-beta, actina, decorina, lumicam, biglicano, fibronectina e integrina), edema dos septos alveolares, resposta das vias de estresse oxidativo através dos marcadores iNOS e 8-iso-PGF2alfa e as vias sinalizadoras NF-kB e Rho quinase, além da avaliação do diâmetro alveolar médio. RESULTADOS: Os animais do grupo OVA-LPS apresentaram uma potencialização de todas as respostas (p < 0,05) comparativamente ao grupo OVA, exceto para: expressão de IL-17, TNF-alfa, NF-kB, TIMP-1 e na fração de volume de fibras colágenas tipo I, decorina, lumicam e actina. No grupo OVA-anti-IL17 houve atenuação de todos os parâmetros quando comparado ao grupo OVA (p < 0,05). Nos animais do modelo de inflamação alérgica crônica exacerbado pelo LPS e tratado com anti-IL-17 (grupo OVA-LPS anti-IL-17) houve diminuição comparativamente ao grupo OVA-LPS dos seguintes parâmetros: número de células totais do lavado broncoalveolar, de células positivas para FOXP3 e células dendríticas, número de CD4+ e CD8+, de células positivas para IL-10 anti-inflamatória e citocinas pró-inflamatórias (TNF-alfa, IL-2, IL-4, IL-5, IL-6, IL-13 e IL-17); quimiocinas (TARC), expressão gênica de IL-6, edema nos septos alveolares; elementos da matriz extracelular (fração de volume de fibras colágenas tipo I e III, actina, decorina, biglicano, lumicam, fibronectina, integrina e expressão de células positivas para TGF-beta, MMP-9, MMP-12 e TIMP-1), da resposta das vias de estresse oxidativo: (células positivas para iNOS e fração de volume de isoprostano PGF-2alfa; da expressão celular de NF-kB,
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.05.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAMARGO, Leandro do Nascimento; TIBÉRIO, Iolanda de Fátima Lopes Calvo. O efeito do anti-IL-17 na inflamação, remodelamento e estresse oxidativo em modelo experimental de inflamação pulmonar alérgica crônica exacerbado por LPS. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5165/tde-15082018-082634/ >.
    • APA

      Camargo, L. do N., & Tibério, I. de F. L. C. (2018). O efeito do anti-IL-17 na inflamação, remodelamento e estresse oxidativo em modelo experimental de inflamação pulmonar alérgica crônica exacerbado por LPS. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5165/tde-15082018-082634/
    • NLM

      Camargo L do N, Tibério I de FLC. O efeito do anti-IL-17 na inflamação, remodelamento e estresse oxidativo em modelo experimental de inflamação pulmonar alérgica crônica exacerbado por LPS [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5165/tde-15082018-082634/
    • Vancouver

      Camargo L do N, Tibério I de FLC. O efeito do anti-IL-17 na inflamação, remodelamento e estresse oxidativo em modelo experimental de inflamação pulmonar alérgica crônica exacerbado por LPS [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5165/tde-15082018-082634/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: