Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Políticas públicas de esgotamento sanitário no território da região metropolitana de São Paulo (RMSP) (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LEAL, GREISSE QUINTINO - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: SANEAMENTO BÁSICO; POLÍTICAS PÚBLICAS
  • Keywords: Esgotamento sanitário; Sanitary sewage
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Básico na RMSP, em especial no que se refere ao esgotamento sanitário. O setor é complexo e exige uma série de reformulações quanto à execução das PPs e a atuação das instituições do Saneamento BásicoEsta pesquisa de Geografia Urbana é um diagnóstico do Esgotamento Sanitário na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). Objetivou-se apresentar as Políticas Públicas (PPs) de Saneamento Básico, as Instituições do Saneamento Básico e a infraestrutura existente nos municípios metropolitanos a fim de evidenciar, com detalhe, o quadro de degradação hídrica urbana e seus motivos. A tese é de que as PPs são capazes de promover mudanças no território quando cumprido o processo de implementação das mesmas pelas instituições do Saneamento Básico. A relação entre as instituições apresenta conflitos, sobreposições de poder e lacunas que promovem o esvaziamento parcial das PPs. O policy cycle de Frey (2000) e os 3 Es (Eficácia, Eficiência e Efetividade) de Arretche (1998) são o fundamento teórico para identificar os rebatimentos territoriais produzidos pelas PPs. Com esta investigação obteve-se os seguintes resultados: existe uma fragilidade institucional na esfera dos municípios que precisa ser combatida, pois o ente municipal está desterritorializado dos sistemas sanitários dentro de seus limites administrativos; a participação popular junto às decisões sobre o Saneamento Básico é diminuta e que urge sensibilizar as populações sobre esta questão urbana e política; a gestão do esgotamento sanitário apresenta falhas e torna as PPs morosas e ineficazes. Este conjunto de pontos instáveis em todos os níveis administrativos desabilitam a efetividade das Políticas Públicas de Saneamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.10.2017
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEAL, Greisse Quintino; CUSTÓDIO, Vanderli. Políticas públicas de esgotamento sanitário no território da região metropolitana de São Paulo (RMSP). 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-03052018-112920/ >.
    • APA

      Leal, G. Q., & Custódio, V. (2017). Políticas públicas de esgotamento sanitário no território da região metropolitana de São Paulo (RMSP). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-03052018-112920/
    • NLM

      Leal GQ, Custódio V. Políticas públicas de esgotamento sanitário no território da região metropolitana de São Paulo (RMSP) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-03052018-112920/
    • Vancouver

      Leal GQ, Custódio V. Políticas públicas de esgotamento sanitário no território da região metropolitana de São Paulo (RMSP) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-03052018-112920/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: