Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise dos tipos histológicos do câncer de mama em cadelas e sua correlação com o perfil de expressão de proteínas associadas ao prognóstico (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, TATIANA CRISTINA - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Subjects: NEOPLASIAS MAMÁRIAS; PATOLOGIA CELULAR; IMUNOHISTOQUÍMICA; CÃES; PATOLOGIA VETERINÁRIA; PROGNÓSTICO
  • Keywords: Breast neoplasms; Dogs; Immunohistochemistry; Pathology veterinary; Pathology; Prognosis
  • Language: Português
  • Abstract: invasão linfática, desmoplasia e microcalcificação que os tumores de grau I e II. Os painéis de expressão proteica revelados pela IHC evidenciaram correlação entre grau histológico e expressão de Ki-67, HER-2, COX-2, p63, vimentina e ecaderina. Considerando os tipos histológicos mais agressivos, como carcinomas sólidos e anaplásicos e carcinosarcoma, observou-se que 66% de carcinomas sólidos, 80% de carcinomas anaplásticos e 66% de carcinosarcomas apresentaram alto índice de proliferação pelo Ki67. Outros marcadores confirmaram a associação desses subtipos histológicos com outras variáveis de IHC de pior prognóstico. CONCLUSÕES: Os resultados deste estudo mostraram uma correlação entre os parâmetros histopatológicos e os marcadores imuno-histoquímicos no tumor de grau I, II e III. No entanto, alguns tumores de grau I podem apresentar um indicador de painel imuno-histoquímico de mau prognóstico e ser subestimados se apenas foram avaliados por histopatologia. Por esta razão, a definição de linhas de tratamento e o prognóstico baseados apenas na análise histopatológica é limitado e deve ser complementado por imuno-histoquímica. Além disso, uma alta prevalência de tumores malignos mamários e a semelhança de tipos histológicos e perfis de coloração imuno-histoquímica qualificam a população canina como modelo promissor para estudos de câncer translacionalINTRODUÇÃO: Embora os avanços na oncologia sejam significativos, o câncer continua sendo um desafio para a ciência médica. Neste contexto, o diagnóstico precoce assume grande relevância, visto que as ferramentas diagnósticas têm permitido o planejamento terapêutico e a definição mais precisa do prognóstico. Dentre as ferramentas mais utilizadas na Medicina Veterinária destacam-se a histopatologia e a imuno-histoquímica. O presente trabalho, além de definir a casuística das neoplasias mamárias caninas, faz uma comparação entre os resultados histopatológicos e imunohistoquímicos permitindo a definição de assinaturas morfológicas e moleculares associadas a parâmetros de pior prognóstico já definidos pela literatura. MÉTODOS: Foram analisadas 129 amostras parafinadas de carcinoma mamário em cadelas por histopatologia e imuno-histoquímica, correlacionando o perfil de expressão das proteínas COX-2, HER-2, Ki-67 e E-caderina, vimentina e p63 com os subtipos histopatológicos de neoplasias mamárias em cadelas definidos na histopatologia. RESULTADOS: Das 129 amostras 7,7% (10/129) eram não neoplásicas, 7,7% (10/129) eram benignas e 84,5% (109/129) eram malignas. O tipo de tumor mais frequente foi o carcinoma em tumor misto 26,3% (34/129). Das 109 cadelas com tumor mamário maligno, 67 (61,4%) apresentaram tumores grau I, ou de histopatologia mais favorável. Quarenta e dois cães (38,6%) tiveram tumores de grau II e III ou de pior prognóstico histológico. Os tumores de grau III apresentaram maior grau de necrose, infiltração linfocitária,
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.07.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Tatiana Cristina; PEREIRA, Juliana. Análise dos tipos histológicos do câncer de mama em cadelas e sua correlação com o perfil de expressão de proteínas associadas ao prognóstico. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5167/tde-22102018-103535/ >.
    • APA

      Silva, T. C., & Pereira, J. (2018). Análise dos tipos histológicos do câncer de mama em cadelas e sua correlação com o perfil de expressão de proteínas associadas ao prognóstico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5167/tde-22102018-103535/
    • NLM

      Silva TC, Pereira J. Análise dos tipos histológicos do câncer de mama em cadelas e sua correlação com o perfil de expressão de proteínas associadas ao prognóstico [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5167/tde-22102018-103535/
    • Vancouver

      Silva TC, Pereira J. Análise dos tipos histológicos do câncer de mama em cadelas e sua correlação com o perfil de expressão de proteínas associadas ao prognóstico [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5167/tde-22102018-103535/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: