Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Diversidade funcional ao longo de um gradiente de estresse: um estudo de caso na restinga (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PARMIGIANI, RENAN - IB
  • USP Schools: IB
  • Sigla do Departamento: BIE
  • Subjects: ECOLOGIA VEGETAL; ECOLOGIA DE COMUNIDADES; PLANTAS VASCULARES; ESTRESSE; RESTINGA
  • Keywords: . Competição; Atributo funcional; Competition; Ecologia funcional; Environmental filtering; Filtro ambiental; Functional ecology; Hipótese do gradiente de estresse; Stress gradient hypothesis; Trait
  • Language: Português
  • Abstract: Entender os processos que definem a montagem de comunidades é uma das questões centrais na ecologia. A influência de processos como o filtro ambiental e a competição pode ser observada na diversidade funcional das comunidades vegetais. A competição, através da exclusão competitiva, limita a similaridade de estratégias presentes na comunidade. O filtro ambiental, por outro lado, restringe as espécies que estão aptas a se estabelecer no local, diminuindo a diversidade funcional. É razoável pressupor que a influência desses processos varia em gradientes ambientais, onde o filtro ambiental exercerá maior influência em locais mais estressantes, e a competição, em locais menos estressantes. O objetivo deste trabalho é compreender a influência do filtro ambiental e da competição na diversidade funcional numa comunidade vegetal em um gradiente de estresse. Esperamos uma relação inversa entre diversidade funcional e estresse. O gradiente de estresse estudado ocorre na restinga do Parque Estadual da Ilha do Cardoso (Cananéia - SP). Amostramos 41 parcelas, com 104 espécies de plantas vasculares. Focamos a diversidade funcional em três dimensões: forma de vida, área foliar e atributos associados ao espectro de economia foliar (LES). Representamos o filtro ambiental utilizando variáveis edáficas associadas às restrições na restinga. Utilizamos a classificação de estratégias de Grime (CSR) para extrair o componente associado à competitividade de cada espécie, e a partir dela calculamos amédia ponderada de cada parcela (CWM), para representar a competição. Construímos modelos lineares mistos (LMM) representando diferentes hipóteses relativas à diversidade funcional e selecionamos os melhores modelos pelo critério de Akaike (AIC). Avaliamos a diversidade funcional através das métricas: riqueza funcional (FRic), dispersão funcional (FDis) e CWM, que foram incluídas separadamente como respostas nos modelos. Na seleção de modelos o CWM de cada atributo, FRic das formas de vida e FRic para todos os atributos foram preditos pelo filtro ambiental. O FRic do LES, FRic da área foliar e todas FDis tiveram como modelo mais plausível o nulo, descartando a influência da competição e do filtro ambiental nesses componentes da diversidade funcional. A concentração em determinadas estratégias ao longo do gradiente explica a ausência de diferença na dispersão funcional. Inferimos que o filtro ambiental restringe certas estratégias, diminuindo a riqueza funcional ou deslocando o espaço funcional das comunidades. A ausência da competição afetando a diversidade funcional sugere que a limitação de similaridade exerce pouca influência na comunidade estudada, ou que a consequência da limitação de similaridade é compensada por outros processos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.08.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PARMIGIANI, Renan; MORTARA, Sara Ribeiro; OLIVEIRA, Alexandre Adalardo de. Diversidade funcional ao longo de um gradiente de estresse: um estudo de caso na restinga. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-23102018-141149/ >.
    • APA

      Parmigiani, R., Mortara, S. R., & Oliveira, A. A. de. (2018). Diversidade funcional ao longo de um gradiente de estresse: um estudo de caso na restinga. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-23102018-141149/
    • NLM

      Parmigiani R, Mortara SR, Oliveira AA de. Diversidade funcional ao longo de um gradiente de estresse: um estudo de caso na restinga [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-23102018-141149/
    • Vancouver

      Parmigiani R, Mortara SR, Oliveira AA de. Diversidade funcional ao longo de um gradiente de estresse: um estudo de caso na restinga [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-23102018-141149/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: