Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Adhesion and modulation of mouse embryonic stem cells hepatocyte progeny on mouse placental extracellular matrix (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ROMAGNOLLI, PATRICIA - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Subjects: CAMUNDONGOS; CÉLULAS-TRONCO
  • Keywords: Células hepatocyte-like; Células-tronco embrionárias; Cultura rotativa 3D; Embryonic stem cells; Hepatocyte-like cells; Mouse placental scaffolds; Recellularization; Recelularização; Rotating 3D culture; Scaffolds placentários de camundongos
  • Language: Inglês
  • Abstract: Pesquisas de diferentes campos ao redor do Mundo estão em busca de novas fontes tanto de biomateriais, quanto de potenciais hepatócitos, a fim de suprir testes de drogas, terapias celulares e transplante de células, como suporte terapêutico alternativo para doenças e lesões hepáticas. Placentas podem ser elegíveis como um novo modelo em Engenharia Tecidual em decorrência de sua rica matriz extracelular (ECM), e disponibilidade após o nascimento. Os scaffolds placentários foram produzidos por decelularização com SDS 0,01, 0,1 e 1% e Triton X-100 1%, os quais foram avaliados por meio da estrutura e composição. Posteriormente, os scaffolds placentários foram co-cultivados com fibroblastos embrionários de camundongos em um sistema rotativo tridimensional (3D). Os scaffolds placentários apresentaram uma MEC acelular bem conservada, contendo 9,42 ± 5,2 ng/dsDNA/mg/MEC. O fraco colágeno I nos nativos aparece claramente na MEC descelularizada, enquanto o colágeno III bem visível na placenta nativa estava ausente nos scaffolds. Esta observação interessante pode decorrido da solubilização das fibrilas de colágeno III, induzida pelo SDS durante a decelularização. A fibronectina foi bem observada nos scaffolds placentários, enquanto a laminina e o colágeno IV estiveram fortemente marcados. Recelularizados com fibroblastos por um sistema de cultura 3D, os scaffolds placentários mostraram potencial para repovoamento, com células aderidas ao longo de sua MEC acelular. Os scaffolds placentários foram então novamente recelularizados, visando agora a diferenciação de células tronco-embrionárias de camundongos em células hepáticas. Em um protocolo de 23 dias, foram simulados os grandes eventos do desenvolvimento embrionário do fígado, pela adição de fatores de crescimento. Como resultado, um alto índice de células aderiu, proliferou e migrou através das superfícies externa e interna dos scaffolds. A ausência de Oct4 e Nanoge Nanog demostraram que o Activin A e o Wnt3a (d0-6) induziram o destino endoderma primitivo, e a marcação negativa para Foxa2 e Sox17 representaram a geração de células endodermais definitivas pela diferenciação induzida por BMP4 e FGF2 (d6-10). Ainda, FGF1, FGF4 e FG8b (d10-14) induziram células do fenótipo hepatoblasto, que foram observadas positivas para os marcadores AFP e CK7. Finalmente, HGF e FS-288 (d14-23) induziram as células hepatocyte-like, positivas para os marcadores CK18 e Alb. The hepatocyte-like cells functional aspects were observed by glycogen storage. Though a heterogeneous cell hepatic lineage was confirmed, mouse placental scaffolds shown a useful model to support recellularization with simultaneous differentiation into hepatic fate simulating phases of embryonic development. Os aspectos funcionais das células hepatocyte-like foi observada pelo armazenamento de glicogênio. Embora uma linhagem hepática formada por células heterogêneas tenha sido confirmada, os scaffolds placentários de camundongos se mostraram um modelo útil para sustentar a recelularização com simultânea diferenciação em destino hepático, simulando fases do desenvolvimento embrionário.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.02.2018
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROMAGNOLLI, Patricia; MIGLINO, Maria Angélica. Adhesion and modulation of mouse embryonic stem cells hepatocyte progeny on mouse placental extracellular matrix. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-31072018-161001/ >.
    • APA

      Romagnolli, P., & Miglino, M. A. (2018). Adhesion and modulation of mouse embryonic stem cells hepatocyte progeny on mouse placental extracellular matrix. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-31072018-161001/
    • NLM

      Romagnolli P, Miglino MA. Adhesion and modulation of mouse embryonic stem cells hepatocyte progeny on mouse placental extracellular matrix [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-31072018-161001/
    • Vancouver

      Romagnolli P, Miglino MA. Adhesion and modulation of mouse embryonic stem cells hepatocyte progeny on mouse placental extracellular matrix [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-31072018-161001/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019