Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O sistema ferroviário mundial: o caso brasileiro (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FICI, RICARDO PETRILLO - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: FERROVIAS; TRANSPORTE URBANO; INFRAESTRUTURA URBANA; GEOGRAFIA ECONÔMICA
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho de pesquisa teve como objetivo investigar e discutir a indústria ferroviária e sua relação com o desenvolvimento econômico e com as transformações ocorridas no início do século XXI. A pesquisa foi feita através de consultas em revistas especializadas e textos de pesquisa econômica. A evolução do sistema capitalista ao longo dos séculos e as transformações políticas e econômicas permitiram a integração mundial e a evolução contínua dos meios de transporte. No processo da Globalização as transformações dos meios de transportes estão cada vez mais aceleradas e interdependentes com as novas tecnologias e formas de gerenciamento. A evolução dos transportes na Era da Globalização permitiu uma maior integração internacional e maior dinamismo da economia mundial. O Brasil apresenta sérios problemas de infraestrutura que prejudicam sua capacidade produtiva e comprometem seu crescimento econômico. Atualmente, um dos gargalos mais perceptíveis que impedem o crescimento da economia brasileira é a necessidade de ampliação e modernização dos meios de transportes de cargas para atender com qualidade a produção industrial e agrícola. Há mais de 60 anos, o Brasil priorizou as rodovias e hoje sofre com a falta de recursos financeiros para manter as estradas e ampliar as rotas para as regiões afastadas dos principais centros econômicos. Após o período de concessão dos transportes, muitas rodovias continuam precárias e sem perspectivas de melhoramentos em curto prazo. As ferroviasforam esquecidas por mais de meio século e os 28.000 km de estradas de ferro em funcionamento são insuficientes para atender a produção nacional. A malha ferroviária atual transporta aproximadamente 21% da produção do país a custos mais acessíveis. As concessões das ferrovias para o setor privado, iniciada no início dos anos 90 provocaram um aumento gradual na produtividade do setor, além de maiores inovações e quantidade de material rodante em trânsito. A ampliação das ferrovias requer maior vontade política do poder público para que setor esteja mais integrado na economia nacional e mundial.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.08.2017
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FICI, Ricardo Petrillo; MAMIGONIAN, Armen. O sistema ferroviário mundial: o caso brasileiro. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-02022018-153134/ >.
    • APA

      Fici, R. P., & Mamigonian, A. (2017). O sistema ferroviário mundial: o caso brasileiro. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-02022018-153134/
    • NLM

      Fici RP, Mamigonian A. O sistema ferroviário mundial: o caso brasileiro [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-02022018-153134/
    • Vancouver

      Fici RP, Mamigonian A. O sistema ferroviário mundial: o caso brasileiro [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-02022018-153134/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019