Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Ferramentas de gestão dos recursos hídricos: estudo de caso na bacia do baixo Rio Chambo (Equador) (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GUERRA, SANDRA TERESA PROCEL - IGC
  • USP Schools: IGC
  • Sigla do Departamento: GSA
  • Subjects: RECURSOS HÍDRICOS; GESTÃO DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS; ZONEAMENTO
  • Keywords: Águas superficiais; Bacia do Baixo Rio Chambo; Gestão de recursos hídricos; Lower Chambo River Basin; Surface waters; Water resources management
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho teve como objetivo propor um zoneamento territorial baseado nas características fisiográficas e morfológicas da Bacia do Baixo Rio Chambo (BBRCH), situada na Província de Chimborazo (Equador), como ferramenta para gestão de recursos hídricos. A metodologia utilizada abrangeu as seguintes atividades: estimativa da recarga dos aquíferos locais pelos métodos do balanço hídrico e das estimativas darcinianas; elaboração de modelo conceitual de circulação das águas subterrâneas; coletas de amostras de água em poços e nascentes para análises físico-químicas, químicas e isotópicas; além das estimativas de oferta e demanda e dos possíveis conflitos gerados pelo uso e alocação da água. Os resultados obtidos permitiram identificar a ocorrência de três aquíferos do tipo multicamadas de origem vulcanossedimentar (Llío-Guano, Riobamba e Yaruquíes), compostos por depósitos provenientes de erupções vulcânicas do Chimborazo, Igualata, El Altar e Tungurahua. A recarga desses aquíferos provém, principalmente, das cordilheiras ocidental (Chimborazo e Igualata) e oriental (El Altar e Tungurahua) e, em segundo plano, das precipitações locais. As descargas das águas superficiais e subterrâneas fluem para o rio Chambo, considerado como a área de confluência das drenagens da BBRCH. Os dados hidroquímicos e isotópicos ('delta'18O e 'delta'2H) indicaram a existência de águas de diferentes composições e origens. As águas dos aquíferos Llío-Guano e Riobamba são classificadas comobicarbonatadas cálcio-magnesianas, desde ligeiramente ácidas a neutras, com valores enriquecidos de 'delta'18O e 'delta'2H. As águas do Aquífero Yaruquíes e das nascentes em Cubijíes são, respectivamente, bicarbonatadas sódicas a sulfatadas cálcio-magnesianas, com valores mais empobrecidos de 'delta'18O e 'delta'2H, indicando que existe influência das atividades vulcânicas do El Altar. A área foi dividida em oito zonas distintas (Z1, Z2, Z3, Z4, Z5, Z6, Z7 e Z8), com características fisiográficas e morfológicas particulares. Este zoneamento servirá como referência para a elaboração do plano de bacia no município de Riobamba e demais províncias equatorianas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.05.2018
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PROCEL, Sandra; HIRATA, Ricardo. Ferramentas de gestão dos recursos hídricos: estudo de caso na bacia do baixo Rio Chambo (Equador). 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-06122018-153742/ >.
    • APA

      Procel, S., & Hirata, R. (2018). Ferramentas de gestão dos recursos hídricos: estudo de caso na bacia do baixo Rio Chambo (Equador). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-06122018-153742/
    • NLM

      Procel S, Hirata R. Ferramentas de gestão dos recursos hídricos: estudo de caso na bacia do baixo Rio Chambo (Equador) [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-06122018-153742/
    • Vancouver

      Procel S, Hirata R. Ferramentas de gestão dos recursos hídricos: estudo de caso na bacia do baixo Rio Chambo (Equador) [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-06122018-153742/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019