Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Influência de indicadores biológicos e psicológicos do estresse no declínio subjetivo da memória (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MATOS, TATIANE MARTINS DE - EE
  • USP Schools: EE
  • Subjects: ENFERMAGEM
  • Keywords: Aging; Cognição; Cognition; Cortisol; Cortisol; Envelhecimento; Estresse; Estresse psicológico; Memória; Memory; Nursing; Psychological stress; Stress
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Segundo a Organização Mundial de Saúde, a promoção do Envelhecimento Saudável constitui um dos pontos norteadores de ações na gestão de politicas públicas, com destaque para a prevenção de transtornos cognitivos, como a demência. Embora não existam intervenções efetivas para a prevenção das demências, os estudos mostram que ações em fatores de risco modificáveis poderiam prevenir até 30% dos casos estimados em todo o mundo para as próximas duas décadas. Neste contexto, o estresse crônico constitui um fator relevante capaz de impulsionar trajetórias de envelhecimento marcadas por deterioração e desgaste, a partir da ação dos mediadores biológicos que podem cumulativamente comprometer a função neuronal num processo denominado carga alostática. Vários estudos têm demonstrado que o estresse está associado com o desenvolvimento de comprometimento cognitivo, sugerindo que seus mediadores biológicos estejam envolvidos no processo neurodegenerativo que deflagra o curso de transtornos cognitivos, como a Doença de Alzheimer (DA). Sendo assim, é razoável pressupor que haja sinais subclínicos relacionados ao estresse que possam indicar uma condição de risco para o desenvolvimento de um quadro demencial. O declínio subjetivo da memória (DSM), condição em que o indivíduo se queixa de prejuízo da memória, sem, no entanto, apresentar um comprometimento cognitivo real em testes neuropsicológicos, pode ser uma das manifestações cognitivas de desgaste dos sistemas regulatórios da reação de estresse, ou seja, de carga alostática.Entretanto, não há evidências que sustentem a associação entre DSM e mediadores do estresse crônico. Objetivo: Analisar se indicadores de estresse crônico estão associados com o DSM. Método: Foram incluídos 227 indivíduos com idade 50 anos, de ambos os sexos, escolaridade superior a 3 anos e moradores da cidade de São Paulo com função cognitiva e funcional preservados. O DSM foi avaliado com o Questionário de queixas subjetivas de memória (MAC-Q). O estresse crônico foi avaliado a partir de indicadores psicológicos com a Escala de Percepção de Estresse (EPP), e indicadres biológicos com concentração de cortisol salivar em resposta ao um estressor agudo (TSST) e com o índice de carga alostática (ICA). O ICA foi composto por mediadores dos sistemas neuroendócrinos, imunológico, metabólico e cardiovascular. Resultados: Controlando para as variáveis sexo, idade, escolaridade e sintomas depressivos, os escores do MAC-Q se associaram com os escores da EPP (p =<0,001; b=0,177; IC95%= 0,093 0,261), o ICA (p =0,012; b= 0,422; IC95%= 0,092 0,751) e com padrão hiporresponsivo de cortisol ao TSST (p=0,028; b= -0,226; IC95%= 0,446 - (-)0,016). Conclusão: A queixa de prejuízo da memória está associada com indicadores psicológicos e biológicos de estresse crônico que sinalizam desgaste dos sistemas alvo da resposta de estresse e, portanto, risco maior para o adoecimento por transtornos cognitivos.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.02.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MATOS, Tatiane Martins de; TALARICO, Juliana Nery de Souza. Influência de indicadores biológicos e psicológicos do estresse no declínio subjetivo da memória. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-05112018-134805/ >.
    • APA

      Matos, T. M. de, & Talarico, J. N. de S. (2018). Influência de indicadores biológicos e psicológicos do estresse no declínio subjetivo da memória. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-05112018-134805/
    • NLM

      Matos TM de, Talarico JN de S. Influência de indicadores biológicos e psicológicos do estresse no declínio subjetivo da memória [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-05112018-134805/
    • Vancouver

      Matos TM de, Talarico JN de S. Influência de indicadores biológicos e psicológicos do estresse no declínio subjetivo da memória [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-05112018-134805/