Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Xylocoris sordidus (Reuter) (Hemiptera: Anthocoridae): possível agente de controle biológico aplicado (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS, NATHÁLIA ALVES DOS - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: ENTOMOLOGIA; CONTROLE BIOLÓGICO; ANIMAIS PREDADORES; HORTALIÇAS; PRAGAS DE PLANTAS
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desta pesquisa foi estudar a interação do predador Xylocoris sordidus (Reuter) (Hemiptera: Anthocoridae) com os bioinseticidas à base de Bacillus thuringiensis Berliner (Bt) (Agree®, Dipel® e Xentari®), visando melhores estratégias para o controle de Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae), uma vez que esse predador tem grande potencial para ser um controlador biológico e não há muita informação sobre o mesmo na literatura. Os insetos foram provenientes da criação mantida no Laboratório de Biologia e Criação de Insetos, do Departamento de Fitossanidade da FCAV/UNESP, JaboticabaL, SP, onde também foram realizados os experimentos. Para os estudos morfológicos, as mensurações e ilustrações foram realizadas no Laboratório de Bioecologia e Taxonomia de Parasitoides e Predadores, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), Ribeirão Preto, SP, sendo determinadas as características morfológicas do predador, uma vez que são escassas as informações na literatura sobre o assunto. Para analisar a interação entre o predador e o entomopatógeno, foram estudados aspectos da biologia de X. sordidus predando lagartas de P. xylostella alimentadas com discos folhas de couve tratados e não tratados com os Bt-bioinseticidas, em suas respectivas Concentrações Letais 25 (CL25). Foram utilizadas 60 ninfas de primeiro ínstar do predador, individualizavas, para cada tratamento, sendo as avaliações da mortalidade e da mudança de ínstar averiguadas diariamente. Tanto para os dos efeitos subletais, quanto para a determinação dos parâmetros biológicos do predador, foram utilizadas duas populações de P. xylostella, sendo uma resistente à B. thuringiensis e outra suscetível. Para complementar os estudos de interação tritrófica, foi avaliado também o comportamento de predação de X. sordidus determinando-se a capacidade predatória e aresposta funcional, tendo como alimento ovos de P. xylostella e do hospedeiro alternativo Corcyra cephalonica (Stainton) (Lepidoptera: Pyralidae) tratados e não tratados com os Bt-bioenseticidas. Para verificar o efeito da bactéria no desenvolvimento da praga, foi realizado um bioensaio analisando-se os efeitos subletais em lagartas de P. xylostella alimentadas com discos de folhas de couve tratados com suspensões dos produtos comerciais à base de B. thuringiensis (CL25). Nos experimentos relativos aos parâmetros biológicos de X. sordidus, houve diferença significativa nos três primeiros ínstares quando as ninfas foram alimentadas com as presas das duas populações de P. xylostella, sendo que os adultos mostraram melhor desempenho quando alimentados com lagartas da população suscetível não tratada, o mesmo ocorrendo para os parâmetros da tabela de vida de fertilidade. Assim, os produtos comerciais à base de B. thuringiensis, Agree®, Dipel® e Xentari®, podem ser utilizados associados a X. sordidus, uma vez que não influenciam negativamente a sua capacidade de predação, sendo que, em alguns casos, podem até aumentar o consumo do predador. Quanto à resposta funcional, ao se alimentar com ovos de P. xylostella não tratados, o predador apresentou curva de resposta do tipo II, assim como quando tratado com Agree®, enquanto que nos tratamentos com Xentari® e Dipel® a resposta funcional foi do tipo III. Diferentemente do consumo médio de ovos de C. cephalonica, que mostrou curva de resposta funcional do Tipo II, para os tratamentos com os produtos à base de B. thuringiensis e no controle, a resposta funcional foi Tipo III. Ninfas de X. sordidus ao predarem ovos de P. xylostella apresentaram taxas de ataque (a') diferentes entre os tratamentos Agree® e Dipel®, não ocorrendo diferença significativa em relação à taxa de ataque do predador com ovos de C. cephalonica. Jáo tempo de manipulação foi diferente nos quatro tratamentos. Os testes para avaliar os efeitos subletais nas duas populações de P. xylostella mostraram que o consumo foliar, o período larval e a porcentagem de sobrevivência das lagartas foram diferentes entre os tratamentos, com o peso das pupas apresentando diferença significativa somente com a população resistente. Entre as populações, Xentari® afetou negativamente o peso das pupas na população resistente, enquanto que o Agree® influenciou positivamente a duração do período pupal para a mesma população. Nos tratamentos Controle, Agree® e Dipel® ocorreu maior fecundidade na população suscetível. Com relação à tabela de vida de fertilidade de P. xylostella, os parâmetros foram influenciados pelos produtos à base de B. thuringiensis, principalmente com a população resistente. Dessa maneira, pode-se inferir que os resultados indicam a possibilidade da adoção do controle biológico aplicado para o manejo integrado de P. xylostella, permitindo a associação do predador com o entomopatógeno, sendo que uso combinado dos dois métodos de controle poderia ajudar a mnimizar os efeitos da utilização única e em excesso de inseticidas químicos nos agroecossistemas de brassicáceas, contribuindo para a sustentabilidade na produção dos alimentos, com menor utilização de agrotóxicos, favorecendo, assim, a produção de produtos mais saudáveis
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.06.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Nathália Alves dos; BORTOLI, Sergio Antonio De. Xylocoris sordidus (Reuter) (Hemiptera: Anthocoridae): possível agente de controle biológico aplicado. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018.
    • APA

      Santos, N. A. dos, & Bortoli, S. A. D. (2018). Xylocoris sordidus (Reuter) (Hemiptera: Anthocoridae): possível agente de controle biológico aplicado. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Santos NA dos, Bortoli SAD. Xylocoris sordidus (Reuter) (Hemiptera: Anthocoridae): possível agente de controle biológico aplicado. 2018 ;
    • Vancouver

      Santos NA dos, Bortoli SAD. Xylocoris sordidus (Reuter) (Hemiptera: Anthocoridae): possível agente de controle biológico aplicado. 2018 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019